Dia 4 – Adeus Veneza!

Adeus Veneza!

Acordamos bem cedo, porque hoje seria nossa despedida de Veneza. Na verdade, eu fui dormir ontem às 23 horas e acordei à 1, e só consegui dormir de novo às 3. Foi uma droga.

O dia hoje amanheceu feioso, com previsão de chuva para Florença. 8 graus pela manhã.

Na noite anterior já havíamos deixado nossas malas prontas para não perdermos tempo na hora de sair. Descemos, tomamos café, pagamos as taxas do hotel, e saímos arrastando nossas malas pelas vielas da cidade, até a estação San Zaccaria, onde pegaríamos nosso vaporetto até a estação de Santa Lucia, a caminho de Florença.

A nossa mala maior é imensa, e estava muito pesada. Foi barra carregar essa bicha pra cima e para baixo, nas ruas de pedra.

Chegamos à estação, compramos nossos bilhetes por 7 euros por pessoa, e esperamos nosso vaporetto. Em uns 50 minutos, já estávamos chegando à estação de trem. Chegamos com quase duas horas de antecedência, mas prefiro esperar do que ficar como louca correndo, e ainda correndo o risco de perder os compromissos.

Já havíamos comprado nossas passagens pela internet, então foi bem tranquilo. Só tivemos mesmo que esperar  a hora do trem.

Procurando um lugar para sentar, avistei mais uma loja Kiko, e como eu teria que esperar bastante, entrei com calma para comprar os esmaltes que eu queria. Tinha vários esmaltes a 1 euro, e eu aproveitei e fiz a festa.  É claro que muitos esmaltes não foram tão baratinhos, e a conta final ficou em 52 euros. Razoável, até. Pensei que gastaria uns 100.

Depois de sair alegre e saltitante da Kiko, eu sentei para esperar o trem, enquanto Gabi saiu da estação com a câmera na mão atrás de cenas para fotografar, e Luciana, saiu pela estação vendo as lojas. E quando Luciana voltou, resolvi dar uma bisbilhotada na loja da L’Occitane,  porque eu queria comprar um sabonete, pois o nosso já está no final.

Enfim chegou a hora do trem, e embarcamos. O trem é confortável, e não balança nadinha. Além disso de bom, teve o fato de o trem tem muitas beldades masculinas italianas de babar. Ahhh, a Itália…

A viagem durou 2 horas. Chegamos em Florença debaixo de chuva. Pegamos um taxi logo na saída da estação, e dentro de uns 15 minutos chegávamos ao nosso hotel.

Florença Giglio

Bem… pelo lado de fora do hotel, eu fiquei meio assustada, embora já tivesse lido nos comentários que era assustador mesmo a entrada. Por isso, não entrei em pânico. O prédio é mais velho que “defecar de cócoras”, e no elevador só cabe uma pessoa.

Florença Giglio

Florença Giglio

Florença Giglio

Eu li que era feia a entrada, mas não imaginei que fosse tanto. Mas a sorte é que o hotel mesmo, que fica no primeiro andar do prédio, não é como a portaria.

Havíamos escolhido outro hotel antes desse, mas depois que li com calma os comentários sobre o tal hotel é que eu resolvi mudar para o que estamos: GIGLIO.

O hotel tem 8,6 de pontuação na bookings.com, e os comentários definitivamente me fizeram escolher ele. É um hotel 3 estrelas, com preço bem acessível. Fica num prédio horrendo, com uma localização um tiquinho afastada (vale pelo preço!!!), mas foi o próprio dono que carregou nossas malas e nos deu dois litros de água e uma Fanta de cortesia. Não é mais atencioso por falta de espaço! A internet é um grande diferencial; é livre e grátis! Quase nenhum hotel na Europa dá internet grátis.

O quarto, com quase 4 metros de pé direito, tem móveis velhos, mas apesar disso é bem limpinho. Tem um lindo forro de gesso no teto, e o banheiro compensou, pois foi reformado, e é bem equipado, com secador, secador de toalha e água bem quente.

Pelo que li nos comentários, outro ponto forte do hotel é o café da manhã, mas isso só vou poder dizer amanhã.

Chegamos no hotel, fizemos nossa ficha e saímos para andar. Chovia, e já sabendo que choveria, desde que vim do braseeel, eu trouxe umas capas de chuva que compramos na Disney em 2008. São ótimas! Luciana comprou um guarda chuva “GLS” (com as cores do arco-íris), por 3 euros, negociados com um africano, provavelmente imigrante ilegal na cidade, que queria empurrar o guarda-chuva por 5 euros.

Logo chegamos à Piazza San Marco (como tem San Marco aqui!!!), e mais à frente começava o buxixo. E antes do buxixo, pagamos 4,50 por pessoa para visitar a Basílica e o museu de San Lorenzo, porque Gabi insistiu muito.

Depois de uns 40 minutos, continuamos nossa caminhada, debaixo de chuva. Avistamos a Basílica de San Lorenzo, linda, enquanto caía a noite. Muita gente na cidade, e mesmo com chuva.

Basilica San Lorenzo2 Basilica San Lourenzo

Avistamos uma Sephora, e foi lá mesmo que fomos. Impossível comprar qualquer coisa aqui. Tudo em euro é super caro, e até um mero OPI custa uma baba, se formos converter em reais. Não dá mesmo pra comprar muita coisa, mas eu, saí com um batom líquido que seca na boca e fica fosco. Achei lindo!

Florença Depois, fomos catar um lugar para comermos. Estávamos morrendo de fome, porque só tomamos café e comemos uma bobeirinha no trem. Já era umas 18:30, e resolvemos jantar logo.

Florença

Tive que trocar meu lindo chinelinho por um sapato fechado que estava esmilinguindo meus pezinhos. Queria sentar logo, e praticamente sentamos no primeiro restaurante que achamos. A comida não era lá essas coisas; pedi mais uma massa com frutos do mar. A da primeira noite em Veneza dá de dez a zero.

E saindo do restaurante, debaixo de chuva, ainda, voltamos para o hotel, onde fiz upload de algumas fotos no Face, com um pouco de sacrifício, porque o sinal de internet no nosso quarto pega no último risquinho de sinal. Meio crítica a situação.

Agora, preciso dormir logo, porque dormi mal na noite passada, e temos que acordar amanhã às 7, porque tenho ingresso para a galeria UFIZZI para 9 da manhã.

Então, fico por aqui. O dia hoje não teve muita graça, penso que foi mais por causa da viagem mesmo, de uma cidade para a outra.

Amanhã vi que fará um pouco de sol. Quem sabe a gente aproveite melhor o dia!

Grande beijo e até amanhã!

Adri

Advertisements

Sobre Adri Portas

Tradutora, Blogueira e Filósofa (da vida)
Esta entrada foi publicada em Viagem. ligação permanente.

4 respostas a Dia 4 – Adeus Veneza!

  1. jubaoli23 diz:

    o ponto alto do dia, deve ter sido os kikos *-*
    louca pra ver 🙂

    bjs

  2. daisygaray diz:

    Estou atrasada nos comentários…acho mesmo feio, o hotel é mais bonito que um bonito daqui! Continuem a aventura, meninas!
    Beijos

  3. MARIZA Dias diz:

    Tira fotos da fachada deste hotel Dri fiquei aqui só imaginando ruídos de portas rangendo, amo um suspense.
    Não esqueça de comentar sobre o café da manhã.
    Torcendo pra dar um sol por aí pra vcs, me despeço.
    Boa noite aqui 00:49
    Bjs

Obrigada pela visita e pelo seu comentário!!! <3

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s