Dia 5 – A Florença Cultural

Boa noite, meninas! E vamos ao nosso segundo dia de Florença.

Acordamos às 7 da manhã, e estava começando a clarear o dia. O céu aparentemente estava limpando, e por este motivo peguei meu famoso chinelinho salvador novamente, nos arrumamos e fomos tomar o “famoso” café do hotel.

Concordo em gênero, número e grau com as pessoas que falaram maravilhas do café. Posso dizer, com toda certeza e convicção do mundo, que o café daqui é muito melhor que o de Veneza. A salada de frutas é de frutas naturais mesmo, e não enlatada, como era no hotel em Veneza. Aqui tem uma máquina de café/cappuccino que é show de bola. Café delicioso! Aqui tem bem mais variedades de croissants lindos e apetitosos, mas eu comi o meu sanduichinho tradicional de todos os dias, porque se eu comer tudo o que tenho vontade, não passo nem na porta do avião – sabe Deus com quantos quilos a mais voltarei pra casa. Tem bastantes itens variados para o café da manhã. Nota 10 para ele!

Depois do café, pegamos nossas bolsas e saímos. Tínhamos que estar na Galeria Uffizi antes das 9 da manhã, pois era o horário que eu comprei quando ainda estava no braseeel. Andamos 1,6 km até a galeria, e lá procurei a portaria 3, que é a que as pessoas que compram ingresso antecipado têm que ir para pegarem os ingressos para entrar na galeria.

Florença9

Com ingressos em mãos, entramos, e começamos a admirar as obras: desenhos, pinturas e esculturas. Incrível os detalhes das pinturas. Quando olhamos para as pinturas de rendas e veludos, parecem até ter textura, tamanha a perfeição dos detalhes! Os pintores pintavam a luz nos rostos e objetos como se ela realmente saísse de algum ponto na tela. Incrível! E as esculturas eram igualmente perfeitas. Os tecidos esculpidos pareciam que iriam voar se um vento lhes soprasse em cima. Fiquei admirando por horas, e imaginando como há pessoas com esse dom magnífico de dar vida a um pedaço de pedra ou madeira (onde praticamente todas as pinturas a óleo foram feitas). E a grande maioria das obras foi restaurada, e os restauradores avivaram todas as cores, já que tantos e tantos anos passados fizeram a cor das pinturas desbotar. Agora, parecem até pinturas novas. É claro que tinha muitas que não foram restauradas, e uma delas foi justo o Nascimento de Vênus, que eu queria ver, e que é a obra mais procurada na Uffizi, assim como a Gioconda (Monalisa) é procurada no Louvre, em Paris. Não podia tirar foto, mas eu simplesmente não resisti…

Uffizi

Florença

Florença

Rodamos, rodamos, e finalmente saímos. Fomos para a Ponte Vecchio, que é onde se concentram  vááááárias joalherias.

Florença

E foi lá que eu me lembrei que eu tinha comprado um anel de filigrana quando vim a Florença pela primeira vez, há 30 anos atrás Eu amava aquele anel, e não sei que fim ele levou. Provavelmente foi roubado por alguma das empregadas ladronas que tive quando adolescente…

O anel na foto abaixo não tem filigrana, mas eu fiquei hipnotizada com ele…

Florença2

Igualmente, essas pulseiras formadas por uma “redinha recheada de cristais” também me deixaram louca!

Florença3

Algumas joalherias na Ponte Vecchio tinham anéis de filigrana, e achei um parecido com o que eu tinha, mas de ouro amarelo. O que eu tinha era de prata, mas prata era o que menos tinha aqui. Achei até bom não ter o de ouro branco, porque era uma baba o anel, mas a mulher ligou para uma filial da joalheria e ela disse que eles tinham em ouro branco, não sei se pra minha alegria ou tristeza. Ela pediu que eu voltasse depois das 14:30 porque o anel já estaria lá para eu ver. Enquanto pensava no que fazer, fomos caminhar para fazer hora, e passamos num mercadinho do outro lado da Ponte.  

Florença6

Florença5

Como estávamos com fome, comprei um pacotinho de queijo parmesão cortado em tirinhas para beliscar, e a vontade foi de levar muitas coisas do mercado, mas haja mala! Compramos umas bobeirinhas e saímos. Gabi, resmungando porque queria almoçar, e a Luciana dizendo que a gente deveria almoçar só mais tarde para não precisar jantar. E as vitrines, só nos matando mais de fome!

Florença4

Pau da vida, Gabi questionou por que a gente não ia almoçar, só eu e ela, já que estávamos as duas com fome, e eu acatei seu questionamento, porque eu queria mesmo comer. Foi então que Luciana resolveu ir atrás de nós.

Chegamos no restaurante na hora  certa, pois foi só a gente sentar que começou a chover. Pedimos um vinho e nosso prato, e comemos admirando a linda vista do Rio Arno e Ponte Vecchio.

Florença2 Florença

Depois de almoçar, passamos na joalheria de novo, e lá estava o anel em ouro branco, que me lembrou muito o meu falecido anel… Amarelei… Fiquei na dúvida entre 1) o grande desejo de ter “meu anel de volta” e 2) saber que eu gastaria o equivalente a uma passagem aérea de ida e volta para a Europa numa única e minúscula peça, e sem parcelamento! Mas como diz Gabi, melhor comprar do que depois lembrar que podia ter comprado e me arrepender de não ter feito isso. Sabe Deus quando voltarei à Italia novamente. Então, comprei! Pelo menos 125 euros eu terei de volta, com a devolução da taxa, no aeroporto – para quem não sabe, produtos acima de 154 euros têm a devolução do imposto pago, mas isso requer que a loja prepare a documentação que deve  ser entregue no aeroporto.

E saindo da loja, fomos andar. Entramos e saímos de várias lojas, e o povo na rua não parava de falar do gorro de unicórnio que Gabi comprou em Veneza. A gente passava e ouvia “um unicórnio” nas bocas alheias. Uma moça numa loja de sapatos até pediu pra Gabi emprestar o gorro pra ela tirar foto, huauhauhahuhuauah.

Encontrei uma confeitaria no mesmo estilo que a Colombo, do Rio de Janeiro, mas não tão suntuosa. Resolvemos entrar para tomar um cappuccino. Ficamos lá algum tempo, conversando e usufruindo da internet Wi-Fi grátis da cidade. E foi usando, que descobri que há uma cota para usar a dita, pois a minha acabou com pelo menos 1 hora de uso e não pude mais usar. Não sei se a cota é diária; vou saber amanhã.

De lá, fomos numa loja de departamentos dar uma fuçada, e depois dei um pulinho na Prada para ver se conseguia trocar as plaquetas (plaquinhas de suporte do nariz) dos meus óculos, que quebraram, e no braseeel não consigo trocar. Troquei por umas safadas, mas as plaquetas originais são maiores, e fazem os óculos ficarem um pouco mais acima do nariz. Deixei meu contato para o gerente da loja me contatar depois, se conseguir que enviem as plaquetas para mim pelo correio, pois se fosse deixar os óculos, como ele queria, eu pagaria uma pequena fortuna para ter meus óculos enviados de volta para mim no braseeel. Seria mais fácil comprar outros óculos. Sem falar que ficaria sem óculos de sol até la. Espero que ele consiga!

E de lá, fomos caminhando de volta para o hotel, mas fomos por outro caminho. No meio do caminho, paramos numa farmácia que vendia os famosos e ma-ra-vi-lho-sos sabonetes Nesti Danti, que já postei aqui pra vocês. São sabonetes fabricados aqui em Florença, e custam somente 3,30 euros. No braseeel, paga-se 35 reais pelo mesmo sabonete, de 250 gramas. Comprei alguns, e agora ficarei um bom tempo sem precisar comprar sabonete, pois cada um desses sabonetes leva 2 meses para acabar, sendo usado somente por uma pessoa, ainda mais que ainda tenho vários lá em casa, que comprei no braseeel, como eu disse acima.

E ao lado da farmácia, tinha uma loja da Lindt (chocolate suíço, para quem não conhece), para nos levar à loucura. Tinha uma bandejona de uns 2,5 x 1,0 m cheeeeeeeeeeia de bombons de diversos sabores, e as prateleiras da loja tinham chocolates de todo tipo e forma, inclusive ovos e coelhos de Páscoa. Mais um preju, né?

Florença7

Gabi ficou louca, e eu também não resisti. Saí enfiando bombons de vários sabores no saquinho e acabei levando pouco mais de 300 gramas. Cada 100 gramas, 3 euros! O de cappuccino é magnífico!!! E vamos pro hotel!!!

Florença8

No meio do caminho, entramos num mercadinho para comprar iced tea e uns sanduíches para comermos mais tarde, já que não jantaríamos. Aproveitei e comprei um saquinho de quadradinhos de queijo Grana Padano, ma-ra-vi-lho-so!

Depois, encontramos uma loja de 0,99 euro, e entramos. Lá, achei esmaltes de uma marquinha aparentemente safadeeenha, mas que quando abri, vi que parecia não ser tão safadeeenha assim, pois nem parecia ralo (não pude testar porque ainda tenho nas unhas a película que coloquei quando saí do braseel). Comprei 4 cores “mais do mesmo” só pra dizer que tenho um exemplar da marca!

E já doida pra tomar um banho, peguei o mapa e tracei nossa rota de volta para o hotel. Chegamos aqui, e guardei as coisas e fui pro banho, delicioso banho.

E Gabi descobriu que o cabo de carregar o iPhone/iPad está com defeito, e não está carregando nada. Amanhã teremos que ir numa loja autorizada da Apple para comprar outro cabo, senão ela ficará sem telefone, aff. Como o iPhone e iPad dela são de última geração, o cabo do meu não serve pra ela. A loja da Apple, mesmo, fica looooonge pra dedéu! Vou ver se vamos amanhã, depois da Galeria Academia, onde veremos a estátua de David, de Michelangelo!

Aproveito para dizer à Mariza que eu tirei as fotos da fachada do hotel, elevador e entrada do hotel, para atender o seu pedido.

Então é isso, meninas, vou dormir, porque amanhã às 7 tenho que estar de pé de novo, por causa da Galeria.

Beijos em todas e até amanhã!

Adri =D

Advertisements

Sobre Adri Portas

Tradutora, Blogueira e Filósofa (da vida)
Esta entrada foi publicada em Viagem. ligação permanente.

6 respostas a Dia 5 – A Florença Cultural

  1. daisygaray diz:

    Amo Boticelli e este quadro é o mais lindo do mundo! Eu teria desmaiado de emoção diante dele…é perfeito! Estou adorando nossa viagem!
    Beijos

  2. jubaoli23 diz:

    que dia cheio, hem Adri? 🙂
    quero muito ver as fotos dessa viagem *–*

    bjs

  3. CandyAngel diz:

    Ao contrário da mariza eu viajei mas apesar de tanta coisa linda fiquei a pensar nos lindt que AMO e são bem mais caros aqui em portugal… vai pelo menos para o dobro :\

  4. marizadias diz:

    Adriana que delícia viajei, só não comprei chocolates porque realmente estou fazendo direitinho minha reeducação alimentar perdi 5 kg este mês uau!!!!!
    Fico sem fôlego viu! Emocionei com a lembrança das fotos do Hotel o elevador deve ser divino.
    Adriana amei ir à uma joalheria em Florença,
    obrigada

Obrigada pela visita e pelo seu comentário!!! <3

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s