Um Sopro de Vida

Bom dia!

Ontem tive uma recaída. Talvez porque algumas coisas além do assunto amor tenham dado errado, e isso ajudou a engrossar o caldo da quase depressão. E não tenho dúvidas que também foi o fato de eu ter separado várias fotos dele e da família dele para lhe devolver. Muitas fotos de viagens que fizemos; época em que eu era feliz.

Devido a isso, às 21 horas eu já estava afundada na minha cama sendo consumida pelos meus pensamentos que insistiam em me trair. Estava meio frustrada porque ele não havia respondido a um dos meus emails onde eu pedia uma solução para a questão do ainda nosso carro. Ele estava em viagem voltando para o Rio de Janeiro, e tendo lido meu email rapidamente, resolveu ligar para falar ao invés de responder por email. Conversamos brevemente e logo desligamos. Mas fiquei com o sentimento de que eu deveria dizer mais algumas coisas, e liguei novamente, em um tom bem amistoso, já que estou farta de coisas negativas.

Acho que foi a melhor coisa que fiz. Conversar ao telefone dói menos, já que não estamos olhando nos olhos. Falei para ele o que queria, e ele falou muitas coisas também. Dentre elas, disse tudo o que ele queria para ele, e ouvindo-o enumerar todas as coisas que ele agora buscava, eu vi que nada daquilo que ele queria pra ele, eu queria pra mim. Tê-lo de volta seria ter todas essas coisas que eu não queria de volta também. Pode parecer ridículo, mas isso me ajudou muito a enxergar tudo isso com outros olhos. Parece ter tirado da minha garganta as mãos que me sufocavam. Senti um alívio muito grande, e vi que nossos caminhos realmente se desviaram. Ele está indo em uma direção, e eu em outra.

Ter uma pessoa de volta, implica ter também de volta toda a sua família. Fato é que a família dele sempre me detestou. Me tratavam bem enquanto estávamos juntos, mas hoje penso que faziam isso em respeito a ele. E conviver com pessoas que eu sabia que não gostavam de mim sempre foi muito difícil, e por esse motivo a família dele acabou se afastando um pouco dele, ou ele da família, ou os dois, nem sei.

Tudo desandou mesmo quando dois dos três filhos dele vieram morar conosco, porque onde estavam não tinham perspectiva de futuro. Os filhos eram os que mais me detestavam. A filha, inclusive, que tinha 15 anos na época, cortou todas as minhas roupas com tesoura. Uma “bênção”! E a punição foi só um esporrinho básico; nada significante, dada a gravidade do erro que cometeu. Parece que faziam questão de fazer coisas para me irritar. Eu nunca aceitei que alguém tivesse como punição passeios e presentes, por ter feito algo muito errado, aliás, nunca vi isso em família nenhuma! E essa sempre foi a mentalidade da família dele; não punir para não traumatizar as pobres criancinhas que tinham pais separados, como se fossem as únicas crianças de pais separados no mundo, aff! Minha vida se tornou um inferno, basicamente por ver tanta coisa sendo feita errada sem a devida reparação. E daí pra frente tudo começou a andar pra trás, e culminou no que acontece hoje: separados, basicamente pela família.

Não basta amar uma pessoa. A gente precisa ter que “amar” a família dela também, mesmo que eles não te amem. E essa realmente é a parte mais difícil pra mim, pois eu sou verdadeira demais, sincera demais, transparente demais. Não consigo fingir que gosto de uma pessoa, se sei que ela não gosta de mim. É uma agressão a mim mesma. Sempre foi muito difícil fingir que era tudo lindo, sendo na verdade um pântano sombrio.

Então, ouvindo-o dizer que queria resgatar sua família “perdida”, eu me conscientizei de que esse “pacote” eu não quero de volta. Não o culpo de forma alguma por querer ter sua família por perto, mas realmente não faz sentido conviver com uma pessoa a quem a família detesta tanto. Isso ficou claro pra mim. A família vem sempre em primeiro lugar, e eu acho que nunca fiz parte da família dele, de fato.

Concordo que não posso me largar. Preciso cuidar de mim, não por conseguir outro pretendente, mas para mim mesma. Me sentir bonita e de bem com a vida é algo que eu concordo que preciso pra mim. Mas não acho que eu tenha que fazer terapia. Fizemos terapia individual por mais de um ano, e algumas de casal, e tudo o que eu acho que consegui com elas foi gastar muito dinheiro, pois pra mim eu só estava pagando alguém para ouvir minhas lamúrias. Isso eu faço de graça, com minha mãe!

Não faz parte da minha natureza fingir ser uma pessoa que eu não sou. Fingir gostar de coisas que não gosto ou pessoas que não gostam de mim sempre foi um suplício, e eu não acho que eu tenha que mudar isso. E ele acha que eu preciso fazer isso para ser uma pessoa bem sucedida no amor. Quero continuar a ser uma pessoa verdadeira e sincera, mesmo que isso me custe ficar sozinha pelo resto da vida.

Depois de ouvir tudo o que ele buscava, eu vi que seu caminho agora era outro totalmente diferente do meu. Tive a certeza de que nunca mais daria certo, e passei somente a começar a me conformar em desligar meu coração dele. Acho que tudo o que eu ouvi me ajudou bastante, principalmente tendo vindo dele próprio.

No entanto, ele é uma pessoa muito querida, à parte do amor homem x mulher. Acho que será perfeitamente natural um dia eu conseguir sentir somente o amor amigo x amiga. Assim como ele deve muito a mim, eu devo muito a ele tudo o que eu tenho hoje, inclusive minha profissão. Ele sempre foi meu melhor amigo, e foi a pessoa que mais amei na vida, e isso eu nunca esquecerei. Lamento muitíssimo que não tenha dado certo, mas acredito que eu um dia conseguirei, sim, ser amiga dele sem sofrer por não poder ser sua mulher.

Desejo do fundo do meu coração que ele seja feliz e que consiga tudo o que busca. Se eu não pude dar algo a ele, lamento muito que tenha ido buscar em outra pessoa. Mas eu o perdoo, porque quero ser livre. E não perdoar seria carregar isso comigo pelo resto da minha vida. Vou deixá-lo ir. Que ele vá com Deus!

Tenham todas um ótimo feriado. Eu vou ficar trabalhando, como sempre.

Beijo

Adri =(((

Anúncios

Sobre Adri Portas

Tradutora, Blogueira e Filósofa (da vida)
Esta entrada foi publicada em Abobrinhas. ligação permanente.

53 respostas a Um Sopro de Vida

  1. gi diz:

    dri!!!! as vezes é preciso as coisas ruins irem embora,pra as coisa boas entrar em nossos vidas. Perdoa é melhor remedio para curar feridas. Desejo toda sorte de bençãos nesta nova. etapa de sua vida. Nunca esqueça q Deus nunca te abandonara. bjs flor!!!

    • Essa é a mais pura verdade, Gi! To empurrando com os pés as coisas ruins, hahahahahahah. Tem umas empacadas ainda, mas com uma ajudinha vou conseguir pôr tudo no olho da rua!
      Obrigada pela força, lindona!
      Bj
      Adri

  2. Cristina diz:

    Você já deu o primeiro passo para uma nova etapa da sua vida: perdoar!
    Verá que agora, “livre das amarras” do passado, tendo perdoado, sua vida vai começar a andar, vc conhecerá novas pessoas, terá novas oportunidades.
    O que passou, passou, não fique triste, não lamente… pense que a vida é um jogo e, vc passou para a fase seguinte.
    Dói, pois senti o amor nas entrelinhas… porém, um amor que machuca pelos que estão em volta, então, dê a volta por cima!
    Nós viemos nesta vida para sermos felizes e a felicidade, acredite, depende somente de nós, de nossas atitudes e dos nossos pensamentos – pense coisas boas e coisas boas lhe acontecerão!
    Beijos e fique com Deus!

    • Verdade, Cris. A tristeza infelizmente faz parte. Não é tao fácil simplesmente não ficar triste. O tempo é o único aliado que tenho para que isso aconteça.
      Muito obrigada por suas palavras, querida.
      Um beijo e bom fim de semana pra você.
      Adri

  3. Parabéns, Adri! Você fez a coisa certa.
    Grande beijo.

  4. Querida Adri, vc está coberta de razão….. Eu fiz isso na minha vida, tentei fingir que ia dar tudo certo novamente ao “tolerar com sorrisos” a família do ex…Fiz isso durante quase 1 ano pelo bem e felicidade do nosso filho….. Foi a pior coisa que fiz na vida….Acho que grande parte da culpa de eu ter ficado doente esse ano, foi do emocional que pela pressão e infelicidade abaixando minha imunidade…deu no que deu…..
    E depois terminou da forma mais trágica possível…Uns aprendem pelo amor, no caso eu aprendi a valorizar minha liberdade e minhas opiniões pela dor…… Achava que “desistir” da família me tornaria uma mãe negligente, que eu nunca seria perdoada pelo meu filho…mas fato é, que se eu levasse isso a cabo por mais algum tempo, talvez nem estivesse mais aqui…….

    Tive orgulho de ler suas palavras e ver que tomou a decisão certa….Quanto ao pretendente, impossível ele não vir, além de linda vc tem uma força, uma vibração incrível Adri! Impossível não amar…..

  5. flor estou feliz que vc deu esse grandioso passo, com o tempo tudo se arruma… eu sei q vc tem fé, apenas confie, não desanime
    Te acho muito nobre querida, eu não teria essa força que vc tem, acho q não conseguiria escrever sobre isso, muito menos pensar na possibilidade de perdoar e ser amiga, teria q evoluir muito para chegar nesse nivel. Que bom que vc é assim, não mude please.
    bjnhos e qualquer coisa é só escrever

    • Obrigada Thabata… Não vou e nem posso desanimar. Seria uma tolice muito grande, embora seja MUITO difícil fingir que nada disso está acontecendo e que eu estou bem e vivendo feliz, sem aporrinhações, sem brigas, sem gente fazendo coisas pra me irritar, enfim, sem ele. Continuarei minha busca à felicidade, e o consolo sob o manto de Deus, torcendo para a felicidade, um novo amor fiel e verdadeiro, “bater à minha porta” de novo.
      Obrigada pelo carinho e pela força, Tha!
      Bj
      Adri

  6. Heloisa diz:

    Adri, é assustador, conforme eu fui lendo esta postagem, fui vendo que nossas histórias se pareciam mais e mais! Sou exatamente igual a você, sincera demais, de opinião firme, falo o que penso, pois prefiro um inimigo declarado do que um amigo falso. E meu ex, idêntico ao seu, com esses lances familiares mal-resolvidos.Fora o fato de eu também não me dar bem com a família dele, pois tive uma criação completamente diferente, mais aberta, enquanto ele viveu um regime quase militar dentro de casa, tudo em nome da “moral e bons costumes”, muita idiotice feita em nome de manter uma boa aparência pros outros. E meu alívio diante da separação foi pelo mesmo motivo do seu: perceber que de fato, não queria de volta o pacote big-extra-gigante que voltaria junto com ele, incluindo nisso família e todos os outros problemas que tínhamos ao estar juntos. A única diferença é que eu não tive arautos do inferno disfarçados de enteados pra infernizar minha vida! E que absurdo esse pedaço da história, hein? Além de mulher separada, eu sou filha de pais separados, meu pai tem outra mulher e eu jamais sonharia em fazer qualquer coisa do tipo com ela! Uma menina de 15 anos que já sabe muito bem o que faz, cortar suas roupas? Essa aí precisava de surra d cinta, com a parte da fivela.

    Enfim, comparações à parte, é um alívio míster quando percebemos, por fim, que os caminhos são outros, as realidades são outras e que cada um deve seguir seu rumo. O momento em que a gente pára de tentar montar um quebra-cabeças cujas peças não se encaixam, é mágico e fundamental pro processo de cura das nossas almas. Não digo pra você que nunca mais vai doer, seria uma grosseria e uma insensibilidade da minha parte afirmar uma coisa dessas. Mas agora você sabe que há, sim, aquela luz, e que seus passos estão indo direitinho na direção dela. Não importa o tempo que leve pra chegar lá. O caminho, o mais difícil, você já achou.

    Feliz aniversário à nova mulher que acaba de nascer!

    Um beijo e fique com Deus.

    • Realmente é incrível a semelhança de situações!
      Tendo enxergado fica mais fácil de deixá-lo ir, sim, mas é tão difícil ter que esperar o tempo fazer seu trabalho! Anseio por deixar de amá-lo como homem e continuar amando somente como amigo, não me importando de vê-lo com outras. E a esperança de tê-lo comigo num futuro, mesmo que distante, é um sonho que eu preciso esquecer, definitivamente. Mas tudo vai passar! Isso também passa, à la Chico Xavier!
      Obrigada pelo apoio e pelo carinho!
      Bj
      Adri

  7. Adri, não sou de fazer comentários, mas tenha fé. O tempo passa e logo logo você estará bem, e também acredito que o que tiver que ser seu virá!!

  8. Jadcaroci diz:

    Olá Adri, estava lendo seus posts nem sabia desses ocorridos. mas imagino imensamente o que esta passando, tenho uma baby que se chama Gaby=) ela tem 2 anos, tb tive muitos atritos com o pai dela. Trabalhavamos juntos, nos separamos por ignorancia dele, estupidez.. muito rude comigo. Mas para minha maior decepção depois que terminamos descobri que ele tinha um caso com uma colega minha de trabalho, q sempre escutava meus choro =( é muito triste sabe, como uma pessoa consegue ser tão falsa e cinica, a ponto de acabar com sua vida e de sua filha q na epoca tinha 1 ano, foi triste sim Adri.. Tive que sair do meu emprego, larguei tudo… Não é fácil.. mas nós temos força, a gente chora, claro. Se deprime, se pergunta o pq de tudo isso… Mas Deus deve saber o que faz .. bom é isso.. desculpe o texto longo.. bjs ..

    • Querida Jaque,
      Com minha filha foi praticamente a mesma coisa. Minha filha tinha pouco mais de um ano quando o pai arrumou uma pessoa no trabalho, que me conhecia, por sinal, e que infelizmente sabia que ele tinha uma filha pequena, mas deixou seus desejos falarem mais alto na época e ligou o dane-se para a filha e mulher dele. O trauma maior ficou por conta de eu confiar 200% nele. Não fosse EU descobrir e ver com meus próprios olhos, eu não teria acreditado se me contassem. Mas passa. Hoje eu agradeço MUITO a Deus por ter feito isso comigo, pois se não fosse isso muito provavelmente eu não teria a vida e nem o patrimônio que construí com o atual ex. Tendo enxergado isso, pude perceber que era um mal necessário, para eu subir mais um degrau na minha vida, e não ficar no patamar baixo em que eu estava. Aliás, eu consegui subir muitos degraus, graças a Deus!
      Apesar de ainda amar o atual ex, eu realmente não quereria o big pacote de volta, pois não foi um pacote nada agradável pra eu aguentar. Tentei com todas as forças, e engoli sapos que eu achei que nunca teria conseguido engolir, mas acabou mesmo não dando certo. Tenho e preciso considerar que esse também foi um mal necessário, que me poupou de mais aporrinhações, já que quando ele brigava com os filhos sempre sobrava mau humor pra mim. Não tenho dúvidas que foi melhor assim. O amor a gente esquece. Agora é só esperar.
      Bjs
      Adri

    • Rosana diz:

      Adriana, bem sabes do quanto me arrependi ,e que se possível fosse voltar no tempo,nada daquilo aconteceria…sei que já obtive seu perdão,e também aprendi muito durante todos esses anos.Mas vamos falar de coisas alegres…bom mesmo é saber que está lutando para dar a volta por cima e sei que em muito breve estará sorrindo novamente.Quanto ao “pacote” que não quer de volta,acho que ninguém que passou o que descreveu aceitaria de volta rs. Que garota doente!
      Aliás, que família terrível!Sei que muitas vezes, em nome da harmonia engolimos um sapo, para não termos que engolir a lagoa inteira, mas uma hora cansa.Os sapos te trazem quilos a mais, gastrite rs e o veneno das “cobras” te intoxica.Bom mesmo é mandar todo mundo para aquele lugar e ignorá-los totalmente.É até divertido quando te perguntam sobre fulano ou beltrano e você responde que não conhece essas pessoas ,nunca nem ouvir falar rs. Mantenha mesmo a amizade com o ex,não permita que destruam o que vocês construíram juntos.Dê tempo ao tempo,pois, às vezes,a gente ouve “Eu te amo” e entendemos como se fosse um “Eu te amo” eterno,perfeito,sem nada ou ninguém para atrapalhar,mas talvez o “Eu te amo” dele, esteja dizendo:” Eu te amo dentro das minhas limitações,nesse meu momento de vida,com todos meus receios”.Tudo muda a cada instante, é se o amor for para valer,não haverá “kit família problemática” que os separe definitivamente.Quem sabe do amanhã?
      Volte logo com seus “causos” e nada de deixar a peteca cair rs(nossa, com estou velha rs!)
      Fique bem e na paz.

    • Eu sei que está arrependida, e que eu te perdoei. Não falo “daquela” pessoa com sendo você, mas como sendo somente “aquela pessoa”, a que você deixou pra trás. Aquela pessoa não tinha coração. Mas acredito que pessoas possam mudar e se arrepender, sim. Acredito no arrependimento sincero e no perdão sincero.
      Embora eu esteja bem mais consolada, ainda estou triste. Infelizmente MESMO, só o tempo vai me curar. A espera vai ser uma tortura, mas eu vou tentar com todas as forças me recuperar. Com o pai da Gabi eu tive a sorte de já ter logo de cara achado outra pessoa pra me ajudar a esquecer, mas agora, sozinha, é bem mais difícil enxotar esse fantasma. Tenho momentos up e down. Em determinados momentos penso que risquei de vez ele da minha vida. Em outros, ainda vejo um fio de esperança de um dia nos reencontrarmos. Mas essa esperança quero bem longe de mim, e o conflito interno é muito grande. Tudo seria muito mais fácil se eu descobrisse um novo amor, uma pessoa por quem me apaixonasse e me deixasse libertar o ex de vez.
      Vou continuar triste ainda, infelizmente, e vou também continuar pedindo a Deus que abrevie meu talvez pseudo-sofrimento o quanto for possível.
      É a vida. E vamos em frente!
      Bj
      Adri

    • Jadcaroci diz:

      Que Deus te de toda ajuda do mundo e vc e sua amiga estão nas minhas oraçoes.. bjs

    • Querida Jaque, obrigada!

  9. Perdão é coisa de gente sábia, Adri! Felizmente esta luzinha se acendeu na tua cabecinha e iluminou tuas ideias. Eu fiquei com muita raiva/pena de mim por tempo demais, até ver que era perda de tempo e saúde! Precisei perder a companhia física de dois irmãos queridos, para dar valor ao tempo de hoje, e saber que remoer mágoas com quem não dá valor a sentimentos verdadeiros, é dar pérolas a porcos…quero deixar claro que adoro porcos, e não deveria ofendê-los assim! A vida vai te levar ao lugar que tu merece, guria! Tu vai ser muito feliz, tenho certeza!
    Beijos, amiguinha!

    • Obrigada, MINHA querida Day!
      Verdade é que já que não posso amá-lo como homem, preciso amar pelo menos como o amigo que sempre foi. Sempre me apoiou em tudo. Seria uma perda enorme se eu perdesse o amigo também. Mas para isso eu precisava perdoar primeiro…
      Bjs
      Adri

    • Ah, esqueci de dizer que a família do “falecido” me adorava…até nos separarmos! Virei a maior vilã depois, todos viraram a cara para mim, exceto a cunhada que sempre se manteve afastada do clã. Mas a vida mostra a cara verdadeira e a “vingança foi maligna” sem eu sujar minhas mãozinhas! muahahahahahah

  10. Solange Cristina da Paixão diz:

    Te admiro muito por se abrir, Adri. Que essa “fase ruim” que vc sente nesse momento se torne uma coisa doce loguinho. Bjinho, bom feriado e bom trabalho!! Sô (Paixão)

  11. Boa tarde Flor !! Um passo importante foi dado, agora erga a cabeça e siga em frente. Não dê ´´ouvidos“ a pessoas mal amadas, seja vc. Eu tenho inúmeros problemas com a família do meu marido. Justamente por ser sincera e não levar desaforos para casa. Fiquei um ano sem falar com minha sogra e meus cunhados que são ao todo 8. Agora converso pois ela me pediu perdão, mas os cunhados não me fazem falta alguma,pelo contrário, não nasci com ninguém logo, não preciso deles para nada. Tivemos uma situação difícil como da Silvia, os 2 desempregados e a família dele nem para perguntar es precisávamos de algo para comer. Se não fosse minha mãe, vó e minha tia, nem sei o que seríamos de nós(incluindo as crianças neh) Desculpa lhe ocupar com essas linhas, mas sem a menor dúvida, todas já passamos por algum ´´causo“ parecido e estamos aqui, lindas, leves e esmaltaradas….hehe
    Deus não escreve certo por linhas tortas, nós que vamos por caminhos tortuosos e não ´´ouvimos“ o que ELE tem a nos dizer. Então linda, seja feliz, por vc e só por vc, que a vida se encarrega do resto. Ótimo feriadão para ti, bjus e fiquem com Deus
    Não podia esquecer dessas crianças tao abençoadas que tem.

  12. Oi Adri,
    Sempre leio o seu blog, mas nunca comentei aqui. Pode me xingar!!!
    Essa coisa de relacionamento definitivamente não é fácil. Quando você postou sobre o almoço que teve com ele, eu senti que naquela época os caminhos de ambos já estavam em diferentes direções, mas como não te conheço pessoalmente, não quis palpitar.
    Todo mundo já sofreu pelo fim de relacionamento, inúmeras vezes, e salvo os fracos, todo mundo sai mais fortalecido. Com certeza, tudo o que você está passando agora servirá para te tornar uma pessoa melhor, para si e até para um futuro amor. Eu sempre digo que amor novo diverte mais!!! 🙂
    Ás vezes, esse coisa de família sufoca mesmo. Eu sou casada, meu esposo é odiado pela minha família e ele também não morre de amores por eles, porém ambos decidimos que é a nossa família que constituímos que importa. É o nosso núcleo, até porque dentro da nossa crença, após o casamento, família são pai, mãe e filhos, o resto são parentes e estes para mim tem melhor definição como se diz em inglês; relatives!
    Num relacionamento com filhos de fora que não respeitam o novo companheiro fica muito complicado mesmo, até porque se ele optou viver com você o decente é que ensinasse os filhos a te respeitar. Eu considero isso um exemplo que ele daria.
    O tempo cura tudo, vai curar a mágoa, a decepção e se depois restar amizade, ótimo!
    Quanto a sua personalidade, não mude!
    Gente que considera sinceridade como arrogância e prepotência é gente burra, fraca de opinião e sem capacidade mental suficiente de discernir o que precisa ouvir.
    É diifcil agradar a todos, aliás é anti bíblico, não se pode adorar a dois deuses, mas gente com inteligência aprende a conviver com as diferentes personalidades que encontramos por aí!
    O que importa é que você sabe o que quer, sabe onde quer chegar, tem aquilo que te faz feliz e se por ventura houve uma decepção amorosa, isso se ajeita.
    Ah, e quanto aos imbecis, como diria o Mussum: Cacildys, que pentelha!!!!

    bjo estamos aqui por que der e vier!!!!

    PS: eu não sou boazinha, na primeira oportunidade eu furto o Troy e o Harry!!! hahahahahahahaha!!!!!

  13. Há uns 05-06 anos eu passei por algo muito parecido.. demorou bastante pra ‘engolir’ que ele estava apaixonado por outra pessoa e iria viver com ela. Pra mim também foi um choque… passei um tempo ‘piriguete'(=pegando geral), acho que pra me convencer que ele era quem tava perdendo… depois de uns meses eu fui voltando a mim e comecei a apenas ‘curtir’. Conheci meu namorido num momento em que eu queria voltar a ser de um só (de mim mesma). Começamos apenas ‘curtindo uma noite apenas’… em janeiro completamos 04 anos. Enquanto o meu ex… bem a ultma noticia que eu tive era que ele continuava casado e bem feliz com a outra. Não nos falamos há anos, porque eu percebi que não dava pra mim, e eu acredito que foi a melhor escolha que eu fiz (enterrar o meu passado e viver meu presente).

    • Obrigada pelo seu depoimento, Riveria. Certamente é um testemunho que ajuda bastante a ter mais fé. Não que eu não tenha, tenho muita, mas quando a gente está abalada por algumas coisas ficamos como que entorpecidas, esperando a enchente passar.
      Certamente há algo reservado para mim. Não sei onde, nem quando, mas acredito que no momento certo um alguém especial surgirá na minha vida, e se Deus quiser não precisarei passar por tanta atribulação familiar, como foi da última e única vez que isso aconteceu até hoje.
      Felicidades na sua “nova vida”. Bjk
      Adri

  14. Melancia diz:

    Bom dia!!!! Sempre trabalho em feriados e etc e tal… vc não está sozinha nisso! rsrsrsrs Quanto ao restante… você ficará bem. Mas, sendo sincera, para mim a dor da perda não passa, você não esquece, mas você segue seu caminho e se acostuma com ela (assim ela fica bem menor). Não fique tentando esquecer, isso só atrapalha.Um grande beijo, Mel.

  15. danakscully diz:

    Para refletir também: muita gente não tolera bater de frente com a sua realidade, mas precisa, viu??? Isso é coisa de criança mimada!

  16. Cacildy diz:

    É…ignorância e estupidez um dia cansa…ninguém aguenta conviver com pessoas assim…ser verdadeira é uma coisa…ser arrogante e ignorante, é outra!…Bom pra refletir.

    • Eu só sou ignorante e estúpida com quem merece, assim como a maioria das pessoas faz. Melhor ser verdadeira e sincera, e ser estúpida e ignorante com quem merece. Infelizmente algumas pessoas sem entendimento (ignorantes) confundem sinceridade com ignorância/arrogância, fazer o quê. Que Deus ensine “essas pessoas” a discernirem as coisas, a serem menos ignorantes de entendimento e menos falsas, pois certamente são daquelas que passam a vida inteira sem ter conhecido o verdadeiro sentido da palavra sinceridade.

    • E mais uma coisa pra você “Cacildy”. Diferente do que pessoas que não gostam de mim (como você) possam pensar, não se regozije por estar me vendo “sofrer, colhendo os frutos que eu plantei”. Não encaro isso como um castigo de Deus, mas como um momento de edificação, principalmente em fé. Graças a Deus, Ele sempre me conduziu para os melhores caminhos, por meio da dor. E eu realmente acredito que o que Ele quer pra mim, novamente, é me dar algo muito melhor do que eu tive, como Ele sempre fez na minha vida; sempre me abençoando por meio da dor. Então, pessoas como você, que não gostam de mim, não deveriam estar perdendo o tempo lendo nem comentando no meu blog, já que aqui não há nada que as interesse. Lamento muito decepcioná-la, mas Deus proverá, e me abençoará me dando a vitória, como sempre fez, por meio de um sofrimento momentâneo e passageiro. Certamente um dia você passará por sofrimento igual ou pior, se já não passou. Mas dependendo do seu nível de ignorância, você não conseguirá discernir que o mal muitas vezes é para o nosso próprio bem, mas vai somente pensar que foi um “castigo de Deus”. Tenha um excelente feriado!

    • Solange Cristina da Paixão diz:

      Tô contigo e não abro, Adri.

    • heloww diz:

      Sendo eu do time das “arrogantes e ignorantes”, não posso deixar de concordar.

  17. danakscully diz:

    Oi Adri!
    Acho que essa conversa que você teve com o ex te fez muito bem mesmo, que bom que você ligou de volta para ele!
    Nós mulheres somos engraçadas, de vez em quando a gente cisma com alguém e passa a ter certeza absoluta de que é com essa pessoa que devemos ficar até o final da vida, passamos a não enxergar as evidências de que não é nada disso não e aí vem aquele medo louco de perder essa pessoa… Sei lá porque somos assim, mas isso é fato. Estou cansada de ver amigas chorando pelos cantos por causa do término de um relacionamento que não era legal, sabe?
    Estou muito feliz por sentir que você realmente está melhor.
    Beijinhos Adri e bom feriado para você também (mesmo trabalhando…),
    Van

  18. Rosângela Oliveira. diz:

    Querida Adri. Concordo com a Patrícia. O perdão libera nosso coração e nossa mente, deixando tudo mais claro e a compreensão de todas as situações vividas, mais tranquila. Posso imaginar o quão libertador está sendo essa sua experiência. Em relação a família do seu ex, vivo isso diariamente com a minha sogra, que ainda bem é a única que não gosta de mim. Já tivemos situações bem desconfortáveis. Ele fica muito triste com essas situações, mesmo porquê quando ele teve depressão em 2005, a participação dela na situação se resumiu a afirmar que ele não queria trabalhar (pense se eu não queria impalar a dita cuja……hiii). Hoje, temos uma convivência pacífica, dentro dos limites. Ela ainda tenta me testar, mas, me afastei de seu convívio e esclareci para o Xi (meu marido) que é o melhor, acabo impondo respeito ao meu espaço por respeitar o dela (deculpa o desabado…..).
    Adri, tenho fé que agora vc vai conseguir conduzir sua vida da maneira que te faz bem. Admiro demais sua sinceridade, o cuidado com seus bichinos, sua relação carinhosa e cuidadosa com sua mãe e por compartilhar conosco suas experiências de vida. Confesso que leio sempre suas postagens e elas sempre me fazem ver as situações que estou vivendo por outro ângulo.
    Aproveite esse tempo para cuidar de vc, fazer coisas que te façam bem.
    Grande abraço carinhoso,
    Rosângela.

    Ps.: Precisando de um ombro amigo, mesmo que seja virtual, estou por aqui….. 🙂

  19. Tati Baena diz:

    Se libertar eh o primeiro passo, e isso voce jah esta fazendo. Realmente nao tem coisa pior do que estar com uma pessoa que almeja coisas tao diferentes das que nos desejamos. A familia eh o nosso alicerce, porem, jamais pode ser um estorvo em um relacionamento, isso tem poucas chances de fazer com que de certo. Voce eh uma pessoa maravilhosa e abencoada por Deus, tem uma casa para morar, uma filha linda, bichinhos que te amam, amigas que te adoram (ok, mesmo que virtuais), saude pra trabalhar, isso eh o essencial para viver, o resto, Ele tambem vai providenciar! Voce merece e vai ser muito feliz, mesmo que pra isso voce tenha que passar por tudo isso antes! Denovo eu viu dizer: ADORO VISSE, AMIGA! E sempre estou aqui, eh sih gritar!
    Fica com Deus
    Beijos com carinho
    Tati 🙂

  20. Esse é o primeiro passo, linda! Perdoar! Vai libertar seu coração para que possa ser feliz novamente! Mas não se isole! Saia, curta! Nem que sejam coisas pequenas: um almoço fora, um cinema, um teatro! Aos poucos seu coração voltará a sorrir!

Obrigada pela visita e pelo seu comentário!!! <3

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s