Push and Shove – OPI

chrome

Untitled-1

Assim de longe fica lindo, né? rsrsrsrs

Pena que eu sempre mostro aqui fotos em macro, pois esse belezura acabou mostrando as marcas do pincel, que não aparecem com a distância. Imagino como seria fazer essa esmaltação usando marbling, que não deixa marcas de pincel. Só que eu não vou gastar esse lindo fazendo experimentos desse tipo.

Esse é o PUSH AND SHOVE da linha Gwen Stefani da OPI. Um esmalte bem difícil de encontrar, mas que eu tive a sorte de conseguir.

Push and Shove - OPI4

Eu fiz um experimento com essa mani. Eu passei base e uma camada de Seche Vite, para ver se deixava a unha bem lisinha antes de pintar, já que o SV é bem grosso e sempre deixa tudo lisinho. Na verdade, estava com preguiça de passar aquela lixa de polimento. Não experimentei fazer da forma convencional, então não sei dizer se ficou boa essa mani ou não. O único problema das fotos aqui, como eu já mencionei, é que de pertinho assim ficam aparecendo as marcas do pincel, mas olhando a meio metro de distância já não dá pra ver.

Push and Shove - OPI3

Depois que o SV secou, eu passei duas camadas do P&S, e não passei top coat, conforme é orientado na tampa do esmalte.

Esse esmalte é vendido como um “esmalte de uma noite só”, o que quer dizer que logo, logo ele começa a descascar. É um mal dos esmaltes cromados do “pedigree” deste. Os Layla também descascam rapidinho. Mas já estou com ele há 24 horas, e ainda não houve indícios de que vai lascar, mesmo eu digitando o dia inteiro, a trabalho. Mas tudo pode acontecer de uma hora pra outra, então nem vou cantar vantagem.Talvez a camada de Seche Vite esteja ajudando a manter o esmalte no lugar, quem sabe…

Push and Shove - OPI2

Fato é que é um esmalte babante e cacante, e eu simplesmente amo usar cromados assim. São tão vistosos e chiques e… galácticos!

Push and Shove - OPI

Não me atrevi a carimbar isso, porque seria uma heresia.

E mudando de assunto, eu estou mesmo muito aborrecida / chateada / triste com o fato de coisas ruins acontecerem como uma onda no mar (ou um maremoto). Vem tudo junto, e se você não tiver um equilíbrio muito grande, acaba aloprando.

Esta manhã descobri que está tendo uma infiltração entre a parede da minha casa e a do vizinho de trás, cuja parede é colada (literalmente) à minha. Nunca tive problemas com essa infiltração antes, pois não tinha casa nenhuma, e quando a tal casa começou a ser construída essa foi minha primeira preocupação. O empreiteiro fez uma proteção safada, igual à cara dele, na qual eu até pus fé na época, mas que agora vejo que não valeu nada. Agora lá vou eu gastar dinheiro fazendo um serviço que preste, e embora a obra vá beneficiar o vizinho também, nem me atrevo a pedir para ele rachar o prejuízo comigo, porque será mais aporrinhação. Então vou me consolar com o fato de morrer nesse prejuízo.

Eu ando tão desanimada que já pensei até em largar o blog, sabe. Fechar as portas e Abandonar os esmaltes. Sei que muitas pessoas leem o blog e nunca comentam, mas para quem posta, ler comentários, mesmo que bobinhos, é uma forma de incentivo para continuar postado. É uma forma de saber que você não está escrevendo em vão. Sei que isso é baboseira total (eu nunca liguei pra isso) mas pra baixo como estou, é o que eu sinto no momento: vontade de largar tudo.

Bem, não vou ficar aqui chorando minhas mágoas. Vou é trabalhar, porque mais do que nunca preciso de muito dinheiro.

Beijos nas que me leem, e meu imenso apreço e carinho àquelas que comentam e me fazem sentir viva e importante!

Adri :/

 

Anúncios

Sobre Adri Portas

Tradutora, Blogueira e Filósofa (da vida)
Esta entrada foi publicada em Esmalte importado, Swatch com as etiquetas . ligação permanente.

36 respostas a Push and Shove – OPI

  1. daisygaray diz:

    Não te entrega, Adri! Tu é uma das pessoas mais fortes e inteligentes que conheço, confio em ti! Eu tenho enfrentado uma guerra diária também e ainda não sei o que fazer no final dela. Pelo menos, as unhas estão inteiras, não temos nenhuma infiltração…ainda! O blog é teu amigo e confidente. Tuas amigas estão aqui! Te amamos!
    Beijos

    • Ai Day, hoje foi o quarto pior quarto dia da minha vida, viu! Pensei que eu fosse morrer. É muito difícil aguentar tantos problemas de uma vez só, e eles não param de vir. Já tenho tantos que já perdi as contas. Tá ph…
      Obrigada!
      Bjs
      Adri

  2. danakscully diz:

    Adri, não diga que existe a possibilidade de você largar o blog não!!! Poxa, fiquei chateada e com medo de ficar sem você! Sabe, seus posts me acalmam quando eu preciso, me jogam prá frente quando eu preciso, me enchem de esperança quando eu preciso e me alegram sempre, além de encher meus olhos de beleza com essas lindezas que você nos apresenta.
    Estamos passando por um momento delicado e triste na família e por isso nos meus “segundos” livres aqui em casa eu estou sempre conversando e conversando com meu marido sobre tudo o que anda acontecendo e não tenho lido muita coisa na net não, mas resolvi procurar o post desse lindão que você também mostrou no Face e quase caí de costas com essa história de parar com o blog. Faz isso não, please… Dê uma pausa, mas volte pelamor!
    Te adoro Adrizinha!
    Errr, falando do esmalte, ele lascou no segundo dia? Quanto durou? Por fim, pessoalmente você gostou mais dele ou do Essie? É que estou querendo comprar um dos dois… Ah, ambos são MARAVILINDOS!
    Beijoca é fique bem,
    Van

    • Van, Embora esteja tudo muito ruim ainda, ainda mais com Gabi embarcando domingo pros EUA para ficar 3 meses longe de mim, num país onde eu daria tudo agora para estar, eu concluí que deixaria muitas órfãs, e desisti da ideia de chutar o pau da barraca, para seu alívio.
      E quanto aos esmaltes o OPI é muito mais lindo. Cai dentro.
      Eu tb adoro vc, Vanzinha, e a Stellinha fofa e gostosa.
      Beijo em vcs
      Adri

  3. Jay diz:

    O esmalte é lindo, e pelo tempo que acompanho o site grande parte do mérito é seu por saber esmaltar tão bem.
    Já ensaiei comentar várias vezes, mas voltei atrás por vários motivos. Timidez, pânico (de expor minha opinião). Na verdade comecei a colecionar esmaltes pq minha vida tava bem sem graça e eu já não conseguia mais pintar minhas telas. Preciso de cor.
    Ah sim, algumas vezes tive vontade de te responder tbm quando vc se referia à Macaé como vilarejo. Eu nasci aí, passei boa parte da vida e amo isso aí, mesmo com todos os problemas. Ok, talvez não ame tanto assim agora pq faz tempo que não vou aí, rs. Por vzs quis sair daqui do Rio e ir para Macaé, correr da Praia Campista até o Pecado, sentar do lado do pier da Petrobrás na Imbetiba e ver a lua nascendo.
    Vc tem uma vista linda da Lagoa (pq já vi foto aqui), aproveita! Reinvente-se, quebre conceitos do passado.
    Te desejo o melhor, de coração! E como diria meu querido George: All things must pass!
    PS: Vilarejo é Macabu. Se bem que não estou certa se é vilarejo ou roça mesmo 😀 Mas eu adoro! Bju!

    • Obrigada pelo seu comentário, Jay. Eu sou do Rio de Janeiro, cidade grande, e comparativamente, em tamanho, Macaé seria um vilarejo, ainda mais pelo fato de faltar tantas coisas. Por exemplo: minha mãe mora em Campo Grande no Rio. Ela disse que encontra para comprar fécula de batata em qualquer mercado safado de lá. Aqui no “vilarejo”, tenho que “importar” de SP ou do RJ, porque não se acha uma coisa tão simples.
      De qualquer forma, eu prefiro Macaé infinitamente do que o Rio. Aqui falta muita coisa, muita mesmo, mas ainda prefiro a vida tranquila que ainda tenho aqui. Não se sinta ofendida por eu chamar o seu berço de vilarejo, pois se você é daqui, é normal achar que Macabu é vilarejo, e não Macaé. Pra mim, Macabu é roça mesmo, ou quase o fim do mundo, rsrsrsr
      Não consigo entender por que as pessoas têm tanto medo de expor suas opiniões. Aqui no blog eu sempre deixei todo mundo à vontade para dizer e contradizer. Eu sou uma pessoa de opinião formada sobre muitas coisas, e muita gente não aceita minhas opiniões. Mas como eu já disse aqui incontáveis vezes, opinião é como firofó, todo mundo tem o seu, e isso deve ser respeitado nas pessoas. O que penso que não deve ocorrer, é opiniões debochadas, agressivas ou coisas do tipo.
      Certa vez uma leitora revoltada me criticou severamente porque chamei um homem de “paraíba”, porque estava falando mal dele. Ela, paraibana, se sentiu altamente ofendida. E depois que ela postou seu comentário, eu pedi desculpas a ela (e ao povo paraibano), e expliquei que não falei com essa intenção, embora isso não justifique DE JEITO NENHUM eu ter usado o termo infeliz para descrever o homem.
      Talvez, se fosse outra pessoa, mandasse a moça às favas ou simplesmente não falaria nada, e deletaria o comentário dela sem dizer nada.
      Eu sou uma pessoa que falo tudo o que penso, e não entendo por que as pessoas têm tanto bloqueio para fazer o mesmo. Pior ainda, ao invés de exporem suas opiniões verdadeiras, acabam até mentindo, pra agradar a outra pessoa. Sou contra isso, sabe.
      Mas enfim, gostei que tivesse finalmente comentado e perdido aparentemente o medo de se “expor”. Se você acha que se expõe, imagine eu!
      Beijos
      Adri

  4. jubaoli23 diz:

    esse esmalte está uma coisa dos deuses! ❤

    a fase na sua vida, infelizmente, não é das boas, mas acredito que vai passar e tudo será resolvido.

    bjo grande^^

  5. Pelamôr de Deus!!!!!! Não pare de escrever o seu blog. Eu leio todos os seus post!!!
    Use-o como uma válvula de escape e desabafe sempre que precisar. Amo seu jeito de escrever sobre tudo e te admiro muito.
    Beijos da sua fã!!!

  6. claudia diz:

    OI, Adri! Também faço parte das que leem e não comentam..não desista. Como minha mãe sempre diz, as coisas boas passam e as ruins também. Bjs.

  7. Lilian diz:

    Adri, deixe disso!
    Adoro o blog, amo os esmaltes que tu usa, mas acima de tudo gosto muito de ti! Não abandone o blog não, pense nele como uma válvula de escape pra extravasar, lhe visito sempre, gosto muita das suas aventuras, quando você diz que está tristinha, acredito que todas nós ficamos chatiadas, estamos tão longe e ninguém pra lhe abrarçar! Dri, sinta-se abraçada sempre, pelas nossas palavras, pelo nosso carinho, tu é uma menina sempre postiva, logo essa maré vai passar, não existe mal que dure pra sempre!

    Faça as malas ! Vá visitar sua filhota, fique perto das pessoas que você ama e que amam você!

    Tenha FÉ! Tu não está sozinha!

    Beijos

  8. Lina diz:

    Olha eu li ontém mas não pude comentar mas hj vou faze-lo mesmo q atrasada,minha internete está uma bela porcaria então já viu haja paciência,olha sei bem como se sente quanto a se sentir sozinha pois eu também muitas vezes me sinto assim mesmo acompanhada,mas sem as pessoas q realmente te colocam para cima não te deixe abater porque Deus nos criou para q fossemos felizes então cedo ou tarde a tranquilidade ha de vir não te desespere e tenha fé lembre-se vc é importante para muitas pessoas ,e quanto ao blog eu mesma me sinto culpada porque eu gosto de ler mas não comento,porque tem muitos esmaltes q vc posta q eu não tenho então não tenho como comentar,mas compreendo q para vc é importante,força querida e não desanime.

  9. Olá Adri. Sou dessa turma que te acompanha diariamente desde o começo, mas nunca comento. Não que seus posts não mereçam todos os elogios sempre. É por pura timidez mesmo. Pra mim a vida é como uma roda gigante.. algumas vezes no alto, outras mais abaixo. Mas isso é que é o divertido. Seria tão monótono se todos os dias fossem sempre iguais. Então ânimo pois se você está meio pra baixo hoje significa que amanhã começa a subida. Desejo sempre o melhor pra vc. Bjs

    • Obrigada por sair do “armário da timidez” e comentar, Pat. É inegável o que sentimentos ruins fazem com as pessoas. E o importante é que essas pessoas estejam sempre cercada por outras que lhe queiram bem e que demonstrem isso. Obrigada por mostrar que você é mais uma abelha na minha colmeia. Começo a achar que tem bastante gente que de fato lê o que escrevo.
      Obrigada, de novo.
      Bjs
      Adri

  10. Heuziwanne Andrade diz:

    Heu estou comentando para mostrar meu apreço pelo blog e principalmente por vc, Adri! Não nos abandone!!! “Tamo junto”! Essa maré, maremoto, que seja, vai passar, sempre passa. Acho que têm anos, ou épocas do ano que as coisas desandam mesmo, só nos resta paciência (e algumas vezes dinheiro para conter as coisas que acontecem, rsrs). Fique firme como sempre, porque nós que acompanhamos vc e o blog (mesmo que não comentemos) sabemos quão forte e batalhadora vc é. Positividade é a vibe pra superar essas tretas, acreditar em dias melhores é o que nos resta. Qualquer coisa, embora não pareça, estou aqui. Ah, o esmalte é lindo, quando vejo chromes lembro de um dos meus primeiros esmaltes que comprei, da Impala, um chrome prateado lindo. Não sei o nome, não é esse “cromo luxo” com o vidrinho grande, não! O vidro era o clássico da Impala, faz muito tempo mesmo. Nem sei se ele era tão lindo assim, com certeza, não era como esse seu (OPI, dá licença, né amiga?!) mas sabe como é nossa memória né, e sua incrível capacidade de reduzir as coisas, deixando só as partes legais ou só as ruins, dependendo da situação! Beijooooo enorme! Fica com Deus!

    • Obrigada pela força, amiga. Agora é rezar pro maremoto ir embora logo, porque to doidinha pra voltar a viver feliz.
      E eu tenho esse Impala. Eu carimbo com ele. É ótimo!
      Bjs e obrigada pelo comentário.
      Adri

  11. JuhSakura diz:

    Aiaiai!!!!
    Eu nunca comento, mas não ouse parar de fazer sás postagens LYNDA. Hehehe

    Sério, eu acompanho você há muito tempo, Adri. É uma delícia ver os esmaltes lindos que você usa e além disso, acompanhar um tiquinho da sua vida. São coisas banais (às vezes nem tão banais, né?) que me tiram um pouquinho do meu cotidiano e me embarcam nas suas jornadas 🙂

    Adoro você, adoro seus posts e espero que esse maremoto passe logo!
    Sinta-se abraçada, você não está só!!!! :***

  12. Beth diz:

    Oi, Adri!
    Poxa, me senti culpada por nao comentar, mas todos os dias fico esperando seus posts no e-mail. Adoro, sao tao verdadeiros, nao tem a “maquiagem” dos outros. Eh vida real! Amo suas conversas conosco.
    Eu imagino as situacoes como se lhe conhecesse pessoalmente. Mas a vida e feita de momentos ruins tb (eu que o diga), perdas nos desestruturam e eu nao gostaria de perde-la. Espero que sinta as vibracoes positivas que estou enviando e tenho certeza que outras chicletinhas tb.
    Plagiando Saint-Exupéry, “tu te tornas eternamente responsavel por aqueles que cativas” 🙂
    Dando uma ideia: Faz um post/video mostrando como fazer a esmaltacao americana.
    Forca, querida. Estamos aqui com voce.
    Beijocas
    Beth

    PS. Desculpa a falta de acentos. Estou sem computador e este tablet nao os tem.
    Bitocas

    • :S
      Sempre fui de citar Saint-Exupéry…
      Sabe qual é o problema? É que eu sempre tive complexo de rejeição; toda a minha vida. Basta um momento ruim para ele voltar forte. Eu normalmente me sinto só, já que não tenho mesmo muitos amigos, e quando estou pra baixo eu tenho uma péssima síndrome de autoflagelação que me faz pensar: “ah, ninguém liga pra você mesmo! Você não vai fazer falta!”, “não é à toa que não tem amigos”. Eu até tinha melhorado bastante isso, mas com tanta coisa ruim acontecendo em cadeia, não há mesmo emocional que resista.
      Obrigada por comentar e me mostrar que eu não “falo para as paredes”.
      Bjs
      Adri

  13. Ivana Sanders diz:

    Oh Adri sei como é essas coisas, quando tudo fica contra a gente, mas nao acaba o blog não!! Recentemente tive um problema pessoal que me afundou numa depressão…. E os esmaltes e os blogs, o seu é um dos q acesso todo dia e as vezes varias vezes, me ajudaram muito!!! Adoro suas esmaltação, suas historias!! Fica assim não vais ver q tudo passa!
    Bj

  14. selma diz:

    Eu leio sempre! sou professora amo esmaltes e talvez essas postagens são as que eu abro mais rapidinho. Não pare de escrever….

    • Obrigada Selma. É ótimo saber que não escrevo para “ninguém”! Tem muita gente que só vê as fotos e não lê nada. Obrigada por me acompanhar e pela força!
      Saiba que seu comentário, assim como o das demais, foi muito importante pra mim neste momento.
      Bjs
      Adri

  15. Liliane diz:

    Ô, Adri, não larga do blog, não!! Adoro suas esmaltações, suas viagens, suas dicas! Vc não tem ideia de como me afeiçoei a vc e tenho certeza de que várias outras leitoras do seu blog também! Isso que está acontecendo é só uma maré ruim, que logo vai passar. Vc nunca estará sozinha se manter o blog, pois saiba que tem várias amigas espalhadas por aí, mesmo que não nos conheçamos pessoalmente. Além disso, escrever sobre as coisas que gostamos ou sobre nossos problemas e angústias é uma terapia, tanto para vc quanto para as leitoras que se identificam contigo, como eu! Embora não tenha tempo para comentar todos os posts, sempre os leio no meu email. São minutinhos do meu dia que me afasto dos processos e dos livros para ler algo que me agrada ou para perceber que não estou sozinha também e que não sou a única que tem problemas na vida. A gente vai se ajudando com palavras e pensamentos positivos! Por isso, fica firme e não pense em nos abandonar!! Beijo

    • Amiga, obrigada pelo comentário. Já dá um UP (acho…). Pelo menos as unhas ainda estão grandes. Só falta agora quebrarem para desgraçar tudo!
      O chato de tudo é saber que qualquer coisa que eu fale no blog será chato e sacal. Estou me esforçando para não ficar me lamuriando. Essa situação é igual a quando você pergunta pra um hipocondríaco: “E aí, tudo bem?”. Já sabe que virá uma bíblia de lamúrias, e daí você se arrepende de ter feito a pergunta idiota.
      Enfim… vou continuar me esforçando para não ir pro limbo de vez. Obrigada pela força!
      Bjs
      Adri

  16. Simone S. Balista diz:

    Adri, seu blog é maravilhosoooo, espero para ver as novidades todos os dias, vc não pode abandonar esse lindo =(((. Quanto ao seu desanimo, sacode a poeira e da a volta por cima. Lembre-se, a vida é feita de desafios, para que possamos vencer a cada dia! Beijos, fica com Deus!!

    • Ai, amiga. Sabe quando você acha que você é a mosca do cocô do cavalo do bandido? Estou exatamente assim. Desanimada é pouco pro que eu estou sentindo. Acredito que vá passar uma hora, mas eu não consigo ver nada pra me animar, sabe? Se vejo TV me desanimo ainda mais. Pior que isso está refletindo no meu trabalho também, e isso é péssimo.
      Mas obrigada por “aparecer”. Já foi um conforto, mesmo que não seja frequente.
      Bjins
      Adri

  17. Marcia diz:

    Adri, nãofica assim não, é so uma fase e vai passer. Nao deixe de escrever o blog, eu adoro ler suas histórias e o seu jeito divertido de escrever. Não desanima não, amanhã vai ser um outro dia.

  18. Que é isso Adri! Gosto tanto de te ver de bem com a vida, fico triste de estares mais em baixo 😦
    Pensa que tens tanta coisa boa para compensar essas más *** *

    Eu sou das que sempre lê (direto no mail) e já até comentei várias vezes no passado mas podes constatar que neste início de nova vida até o meu flickr está ao abandono… O tempo para comentar tem sobrado pouco… mas hoje não podia deixar de o fazer :*

    • Sei que provavelmente é só o momento pra baixo que me faz ter esses pensamentos ruins… mas é difícil quando se é uma pessoa sozinha, sabe? É diferente quando você tem uma amiga perto para onde se pode correr sempre que se tem um probleminha. Sei que vai passar. Tudo passa! Obrigada por estar sempre por aqui.
      Bjs
      Adri

Obrigada pela visita e pelo seu comentário!!! <3

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s