New York, Dia 5

Boa noite galera!

Hoje acordamos umas 8 horas, nos arrumamos e saímos. Estava bem nublado o dia hoje, e fazia -1 grau. Fomos tomar café na Starbucks, como todo dia. Não perco meu capuccino e meu folhado de espinafre por nada! Lá na Starbucks a Bia apareceu. Depois de tomar o café, pegamos o metrô downtown. Eu desci na 18 e as meninas seguiram até a 14, pois íamos fazer coisas diferentes. Eu queria ir na Marshall’s procurar meu sutiã, e acabou que não encontrei.

Sendo assim, aproveitei para ir na Bed, Bath & Beyond, que fica logo em baixo da Marshall’s. Eu já tinha ido outro dia, mas aproveitei para olhar as coisas com mais calma. Como sempre, não deu pra sair de mãos abanando. Da outra vez eu estava cansada, porque tinha ido a pé – e fica a muitos e muitos quarteirões de distância do hotel. Além disso, eu estava com sacolas pesadas. Como eu hoje estava “fresquinha’, sem peso e nada cansada, andei tudo lá dentro e vi muito mais coisas que não tinha visto antes.

A grande compra do dia foi um litro de xampu de óleo de argan da One’n Only, que é mega perfeito, tem o mesmíssimo cheiro do Moroccan Oil “legítimo” (o azul), e deixa o cabelo tão macio quanto ele. Eu uso há alguns anos, e sempre que viajo pros EUA eu compro. O litro (na verdade 975 ml), custa 20 dólares. Uma pechincha! Dura bastante, porque é bem concentrado.

1andonly

Saindo dali, fui almoçar no Olive Garden. Já passava das 13 horas (sim, fiquei algumas horas na BB&B), e o Olive é outro lugar que não posso deixar de ir nos EUA.

Olive

Comi um delicioso frango grelhado com alhos assados, purê de batata, espinafre e molho de limão. 28 dólares, incluindo a gorjeta (18%) e o ice tea (com direito a refill).

Saindo dali, fui até a Bath & Body Works, porque queria comprar um frasquinho reserva para meu alcool gel, que anda pendurado na minha bolsa. É algo parecido com esse de baixo, mas o meu é de gatinho.

bbw É bem prático, porque fica sempre à mão, fácil de pegar, sem perder tempo catando dentro da bolsa. Como já tenho meu frasquinho há uns dois anos, tenho medo que a tampinha flip quebre. Não sei quando voltarei aqui de novo, estando o meu lixo de país na m… que está.

Saindo dali, fui na Walgreens e peguei o metrô de volta para o hotel, onde deixei as coisas e saí novamente para ir à Macy’s, que fica do ladinho do hotel. Queria ver se encontrava meu sutiã.

A seção de roupa íntima ocupa metade do sexto andar  da Macy’s, que é a maior loja de departamentos do mundo, com 8 andares, ocupando todo um quarteirão da Big Apple, que são imensos. Então vocês podem imaginar como foi difícil encontrar o meu sutiã. Era muita coisa linda… Depois de meia hora, finalmente encontrei, e passei a mão em dois. O bom de ser turista é que temos direito a 10% de desconto, além dos eventuais descontos que a loja já esteja dando. Tem muitas coisas em liquidação agora, e só não é tão mais barato porque o dólar pra gente está carééééésimo (beirando já os 3 reais). 

Depois de comprar meus sutiãs, fui ver se encontrava um jogo de lençol para o apê da Gabs. Tinha muitos em promoção. Comprei um jogo bem lindinho (o azul de folhinhas, abaixo), de 300 fios, a 50 dólares. Com imposto e meu desconto, saiu por 48 dólares. Quando o dólar era barato, era barato demais, mas agora… Mesmo assim está barato, em comparação com os preços no braseeel.

lençol

Resolvi ir embora, e no meio do caminho, passei pela seção de toalhas. Me deparei com uma hiper-super-ultra-mega pechincha. Toalha mega felpuda, da grife TOMMY HILFIGER, por 6 dólares. Isso mesmo!!! Vocês não estão vendo coisas. Eu comprei um jogo para dar de presente à minha amiga que sempre fica com meu carro. Sempre levo um presente pra ela, geralmente chocolate, mas como ela está diet, achei que um jogo de toalha fancy e de ótima qualidade seria um presente muito bom. Ela adorou! (já contei a ela).

toalha

Fui para o hotel deixar as coisas e saí novamente. Desta vez, peguei o metrô novamente (na Penn Station – 34) e desci na 23; fui à Whole Foods Market comprar meu jantar. Comprei mais uma porção de sushi (tinha comprado da outra vez que fui lá, e adorei!) e uma porção de salada de peito de peru marroquina, com curry, castanhas de caju e passas , de-li-ci-o-sa! E mesmo não podendo, passei a mão em um cheesecake, que foi outra perdição. Os cheesecakes americanos me derrubam! Entro em êxtase!

Voltei para o hotel, tomei meu banho e jantei. E enquanto fazia este post, Gabi chegou. Minhas malas já estão bem cheínhas, embora ainda não estejam com 32 quilos cada uma. De certa forma isso é bom. Não pretendo comprar mais nada. Já gastei uma pequena fortuna até agora. Se eu puder voltar com alguns dólares pra casa, melhor.

Amanhã não sei o que farei. Gabi me chamou para irmos comer o cachorro quente com bacon no Crifs Dog, lá em downton (pela rua 10). Talvez irei no Ground Zero.

Agora à noite começaram a cair acanhados floquinhos de neve, mas nem deu pra me emocionar. Era um floco a cada 3 minutos.

Bem, nos reencontramos amanhã! Beijos em todas!

Adri 😀

Anúncios

Sobre Adri Portas

Tradutora, Blogueira e Filósofa (da vida)
Esta entrada foi publicada em Swatch, Viagem. ligação permanente.

2 respostas a New York, Dia 5

  1. daisygaray diz:

    Mesmo sem neve, tá friiioo, gostoso de passear! O que diz a previsão? Neva ou não?
    Beijos

Obrigada pela visita e pelo seu comentário!!! <3

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s