Dia 6 – Adeus, Florença

Boa noite, garotas!

Hoje o dia foi ótimo, muito produtivo e cansativo também.

Acordei às 5 da manhã, e cadê que eu consegui dormir de novo? Rolei, rolei, e só lá pelas 6:30 começou a dar soninho de novo, mas como tínhamos que acordar às 7 por causa da Galeria de la Academia, eu acordei de vez. Acordei Gabi e tentamos nos arrumar sem fazer barulho, porque a Luciana não queria ir conosco cedo. Nossos ingressos foram comprados no braseeel, e tinha hora marcada para entrar: 9 da manhã.

Nos arrumamos, tomamos nosso café e fomos para a galeria, que fica pertinho do hotel. Tinha somente pinturas e algumas estátuas em mármore, sendo que essa galeria aloja a estátua mais linda que eu já ví: a estátua de Davi!

davi

Vimos as pinturas que ficam na entrada, e até um museu de música que fica também nessa galeria, mas não via a hora de rever meu Davizinho. E quando chegou a hora de revê-lo, fiquei como da primeira vez, encantada com a perfeição do corpo masculino na forma de uma estátua. Até as veias das mãos e pés Michelangelo teve o trabalho de fazer. A rótula, costelas, músculos e tendões. Até a derrière dá vontade de morder, uhauhauhahuauhahu!!! Tudo é perfeito nessa estátua, embora Gabi diga que quando estudou História da Arte na faculdade a professora disse que as mãos e pés são desproporcionais porque a estátua foi construída em perspectiva para ser vista de cima. Complicado demais, para que não entende… deixa pra lá!

Sentei num banco que tinha um pouco à frente da estátua e fiquei lá admirando pelo menos uns 10 minutos. Só não fiquei mais porque Gabi começou a reclamar, mas se pudesse ficaria admirando mais. Há 30 anos atrás, a estátua não era cercada por vidro como é hoje. Foi meio impactante ter visto a mesmíssima peça quando tinha 18 anos e agora. Ela continua no mesmo lugar e aparentemente do mesmo jeito; “continua a mesma, mas o meus cabelos”, rsrsrsrrs. (alguém das antigas lembra dessa propaganda do Denorex? Rsrsrsrsrs

Depois que vi o Davi eu não me interessei mais por ver muita coisa na galeria; aliás, não tinha muito o que se ver mesmo.

Saímos da galeria e rumamos para uma loja autorizada da Apple, porque o cabo do iPhone da Gabi não estava mais funcionando, e ficar sem telefone não dá, né? Mas antes de seguirmos para a tal loja, paramos primeiro numa loja de material de arte ao lado da Galeria de la Academia, pois Gabi tinha que comprar uns itens de arte da faculdade.

Chovia, e eu deixei meu chinelinho no hotel e fui de Crocs hoje. Coloquei uma meia, mas não deu muito certo, porque começou a molhar a meia pelos furinhos das Crocs. Levei as capas da Disney, mas só eu usei. Gabi preferiu o guarda-chuvinha GLS dela.

Caminhamos pra caramba, e a loja parecia não chegar nunca. Fiquei é com medo de não ter o cabo lá e dar viagem perdida, mas por sorte tinha o cabo. Compramos (20 absurdos euros) e voltamos beirando o Rio Arno, pois queríamos voltar no mercadinho onde fomos ontem para compramos mais uns waffles Milka maravilhosos (um BIS melhorado).

Avistamos no meio do caminho a biblioteca nacional de Florença, mas como não podia fazer visita, seguimos para o mercado. E numa pizzaria ao lado do mercado, ouvimos o canto da sereia. Umas pizzas maravilhosas de rúcula, tomate seco e mozzarela de búfala piscavam os olhinhos para nós. Dividimos um pedaço dessa e da de cogumelos, a 2,5 euros cada fatia. Incrivelmente, estavam bem gostosas. Não chegam nem perto das pizzas que como no Lucca lá no vilarejo, mas pelo menos estavam bem melhores do que as que comi aqui há 30 anos atrás, quando comi e achei as pizzas italianas as piores que já tinha comido na vida.

E almoçadas, por volta de meio-dia, entramos no tal mercadinho e compramos nossos Milka. E mais caminhada…

Queríamos ir na loja da Kiko, para dar uma espiada, mas no meio do caminho avistamos o Hard Rock. Não podia ser diferente: entramos para comprar camisetas e tomar uma frozen margarita, que eu adoro! Aproveitamos a internet grátis e fizemos algumas pesquisas pelo Google. Gabi tomou um drink sem álcool que dava direito a levar para casa o mesmo tipo de copo em que o drink foi servido. Legal! Mais um peso na mala!

Florença3

E enquanto bebericávamos nossos drinks, comentamos como era maravilhoso estar ali. Eu e Gabi adoramos os lugares onde fomos e principalmente o Hard Rock. Se a Luciana estivesse conosco, certamente estaria resmungando porque Hard Rock não é a praia dela, definitivamente. Então, dei graças a Deus que hoje tivemos um dia de liberdade, e só fizemos o que quisemos. Se a viagem inteira fosse assim, eu nem acharia ruim…

Depois fomos na loja da Kiko, que estava bem cheia. Lá vi a nova coleção Cupcake, que é composta de esmaltes sand em cores pastel, só que as “areias” têm uma tonalidade mais forte que o esmalte.

Kikos

Fica um sand pintadinho, salpicadinho, muito lindinho. Acabei trazendo 5 cores, não resisti. E ainda vi na loja alguns Mirror, que nem na loja online da Kiko vende mais. Estou é assustada com a quantidade de esmaltes que vou levar pro braseeel. E olha que nem peguei ainda os meus esmaltes que estão com a Cristina (Cris, do the Clockwise Nail Polish), em Lisboa.

Da Kiko, caminhamos mais um tanto, e avistamos uma sorveteria que tinha na vitrine um apetitoso sorvete de Nutella, aff!

nutella

Tivemos que sentar e experimentar, né? E dá-lhe chuva. Era um tira e põe de capa que já estava ficando de saco cheio; e as meias só molhando. Mas o problema acabou quando vi uma sapataria e compramos umas botas de borracha tipo silicone, fashion, (pra Gabi e eu). Acho que agora não molho mais os pés, ainda mais que a previsão de tempo para Roma é só chuva.

Até lente de contato Gabi comprou, porque no coça-coça de olho, a dela estragou.

Estava mortinha com farofa já. E voltando pra o hotel, avistamos um lugar que eu tinha programado para ir em Roma, mas que lá, fica longe do hotel: EATALY. Este de Florença, fica bem na rua do hotel, então, não pestanejei e entrei pra conhecer, pois tinha visto recomendações para visitar o lugar. Bem legalzinho, embora achasse que fosse um lugar maior do que é. Acho que o de Roma é várias vezes maior que o de Florença.

No Eataly, Gabi comprou umas faquinhas de descascar legumes Victorinox para sua nova casa, e outras “boberitas más”. Não via a hora de pôr os pés pra cima!

E saindo do Eataly, mais sabonetes. Desta vez de outra marca, mas no mesmo estilo que os Nesti Danti, só que menores. Os de limão me tiraram do sério!

sabonetes

Agora a coisa ficou feia, com o peso… Ainda bem que trouxe uma mala dentro da outra, porque, já me conhecendo como conheço, eu teria que comprar outra mala para levar as tralhas embora, se não tivesse trazido duas. E por pouco não trouxe!

E, hotel, cadê você??? Meus pés doíam. E voltando, fizemos um pequeno desvio pela a região da igreja San Lorenzo. Tinha vááááários camelôs lá, e não resisti a comprar mais umas medalhinhas-pingente de vidro trabalhado, de Murano. Coisas mais lindas! Por incrível que pareça, aqui em Florença estavam mais baratas que em Veneza!

Agora vai! Hotel! Não… Gabi avistou um camelô que vendia caderninhos com páginas em branco, e com capas encapadas por papéis lindos. E ela viu um com notas musicais, que ficou louca, mas como não tinha o modelo que ela queria, o rapaz disse que ligaria para a loja e mandaria fazer, e que dentro de 2 horas estaria pronto. Finalmente, hotel!

Mas antes do hotel, precisava loucamente de umas palmilhas! A bota nova que compramos tem a sola muito fina, e parece que estamos pisando no chão. Meus pés estavam moidinhos, então precisava das palmilhas para amenizar a dureza da pisada. Por sorte comprei as duas últimas da farmácia.

ENFIM, HOTEL!!!!!!!!!!!!

Aproveitei que chegamos cedo, em torno de 17:30, e arrumei as malas todas pra amanhã estar tudo pronto. Pegamos nosso trem para Roma ao meio-dia. Tou só o pó, acordada desde as 5 da manhã. Então, vou terminar esse post e apagar. Agora são 21 horas aqui.

Enquanto eu arrumava as malas, Gabi foi lá buscar o caderninho dela. Me assustei com o peso das malas, hahahahahahah.

Beijos para vocês, meninas. Vejo vocês em Roma!

Arrivederci!

Adri

Anúncios

Sobre Adri Portas

Tradutora, Blogueira e Filósofa (da vida)
Esta entrada foi publicada em Viagem. ligação permanente.

4 respostas a Dia 6 – Adeus, Florença

  1. daisygaray diz:

    Fico cansada lendo, imagino vocês! Não sabia que os Kikos Cupcakes eram tão leendos, eu não teria resistido também. Tentaram cobrir as “vergonhas” do Davi, o que acho ridículo! https://www.metodista.br/ppc/correlatio/correlatio02/a-tentativa-de-cobrir-davi-da-piazza-della-signoria-a-porta-da-minha-geladeira/ É uma obra inigualável, só podemos admirar sua beleza.
    Beijos

  2. jubaoli23 diz:

    outro dia que deve ter sido bem aproveitado 🙂
    adorei os novos Kikos *—-*
    quero ver as galochas de vocês 😀 – aliás, quero ver tudo!! uashuahs

    bjs

  3. marizadias diz:

    Adri que delícia ver o David de Michelangelo , pois é são 4,10 mts a estátua tão perfeita né, veias, tendões e… Queria saber pelas imagens dos livros e Internet não deixa claro, se ao vivo a…genitália é perfeita também (rs) me diz você que ficou sentada apreciando David.
    Ah queria te dizer aqui em São Paulo tem uma rede de Lojas chamada Magazine Luísa pois é, eles vendem os sabonetes da Nesti Dante a 35 reais uau!!!! Devem ser maravilhosos, vou comprar. Se tem uma coisa que pesa na minha mala sempre que viajo são sabonetes líquidos é uma loucura, me encantam kkk cada uma com sua mania, magia, graça, arte não é?!!
    Boa viagem,
    obrigada pela pizza senti o gosto daqui.

Obrigada pela visita e pelo seu comentário!!! <3

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s