Dia 8 – A despedida

  • Orlando

Olá meninas…

É com enorme pesar que preciso ir embora. Se minha casa fosse aqui, eu seria uma pessoa muito mais feliz, mas como minha casa é aí, e eu estou com saudade do meu canto, eu quero voltar para as coisas que são minhas.

Mas neste último dia livre que tivemos, encerramos a noite no Premium Outlets, onde fiquei de prosa com uma moça de Belo Horizonte que mora aqui há 12 anos. Ela disse que por nada no mundo voltará para o Brasil. Ela confirmou o que minha amiga Luciana (a que me chamou pra ir pra Itália) já tinha me dito: que se eu entrar com um processo de abertura de empresa aqui e provar que tenho renda própria, que eu consigo meu visto permanente com bastante facilidade. Mas ela disse que Orlando é um lugar horrível de quente, e que se ela pudesse, iria para outro lugar mais frio. Calor pra mim, basta as terras tupiniquins. To fora!

Enfim, vamos voltar para o post do último dia…

Saímos do hotel hoje por volta das 10 da manhã. O dia estava meio lusco-fusco, e apesar de a previsão do tempo ser de chuva todo o dia, só garoou algumas vezes, e eu achei ótimo não ter sol; pelo menos não estava calor.

Fomos direto para a Ross, que fica perto do hotel. Gabi gosta de comprar roupas lá, e eu devo confessar que apesar de ser um porre garimpar, a gente até que acha coisas beeeeeeeeem legais e muito baratas lá; não só roupas, como sapatos e roupas de cama e mesa e utensílios de cozinha. Foi lá que comprei um chinelo suuuuper fofinho (literalmente fofo = macio), da Aerosoles, que eu usei para salvar meus pés na Califórnia, e também nesta viagem. Usei esse chinelo por toda parte, e estou voltando pra casa sem bolhas nos pés. Foi um senhor achado, comprado na Ross por 20 doletas. A única coisa ruim de andar de chinelos é a inhaca que fica o pé, preto de sujeira da rua.

O problema da Ross é que é uma loja muito conhecida pelo povo das terras tupiniquins, o que torna a loja o ponto certo da farofada brasileira. Era tanto brasileiro na loja, e uma zona tão grande que fazem, que minha vontade era só falar inglês pra eu me sentir mais diferente do povo lá de dentro. Ô povinho bagunceiro, que gosta de falar alto e espalhafatosamente. Sem falar nas coisas que quebram e dão uma de João sem Braço, colocando a coisa enfiada num cantinho pra esconder a caca que fizeram. Vendo coisas assim, eu realmente me sinto como se tivesse sido jogada por acidente no Brasil, quando “a cegonha me entregou pra minha mãe”. Não me sinto brasileira, e continuo dizendo que detesto o braseeel; acho que nunca me cansarei de dizer isso. Sei que tem muitos brasileiros que compartilham da minha opinião, e que igualmente detestam o “zé povinho”, que faz exatamente o que eu falei acima. Mas, temos que nos conformar com nossas raízes portuguesas…

Paguei minhas coisas e enquanto Gabi garimpava na loja, eu resolvi ir visitar as lojas ao lado da Ross. Fui a uma loja de cosméticos, onde acabei comprando esmaltes pra mim; uma vergonha!!!

Esmaltes

A força de vontade mandou lembranças! E o mais apavorante é o raio da atendente da loja que nunca ouviu falar de SAND EFFECT, o que prova que aqui também tem gente alienada…

Acabei descobrindo o motivo das minhas dores de cabeça: eram os óculos, que têm um grau maior do que o que preciso. Comprei na Ross um mais fraquinho, e não senti mais dores.

Saindo dessa loja, fui numa outra loja que deixa qualquer brasileiro louco, BATH, BED & BEYOND. Gente, tudo o que você imaginar de utensílios e (f)utilidades para casa, você encontra lá. Não se gasta menos que 200 dólares nessa loja, e as malas certamente engordam um bocado depois de sair dela. E olha que eu me contive bastante pra não comprar tudo o que queria. Mas lembrei que não posso virar uma acumuladora, e devolvi muita coisa pra prateleira, que acabei pegando depois que minhas mãos ganharam vida própria.

Daqui a pouco vem Gabi com sacolas enormes e cheias de blusas e calças de 10-20 dólares, e levantamos acampamento e fomos parar no OLIVE GARDEN (em frente ao Millenia Mall), que é um restaurante Italiano que nos foi apresentado pela KK, lá na Califórnia. Esse restaurante, DEFINITIVAMENTE É IMPERDÍVEL!!!!!!!!!!!!!!!! Comida farta, barata e excelente!

Pedi um iced tea de raspberry com limão (pelo que percebi, eles gostam muito dessa combinação). Imenso o copo e super gostoso – tem versão doce ou não.

iced tea

De entrada (incluído no serviço), pode-se tomar sopa ou salada. Fomos de saladinha, e era tão farta que se fosse só ela nem precisaríamos comer mais nada. Estava deliciosa, estilo Caesar, com croutons e queijo, e encheu bem o estômago.

salada

Depois veio o prato principal. Um frango recheado com queijos italianos, com purê de batata ao alho e parmesão, e um magnífico molho de cogumelos e Marsala. Gente, isso é coisa do outro mundo! Quem vier a Orlando, não deixe de comer no OLIVE GARDEN, e pedir esse prato (Stuffed Chicken Marsala). É de comer ajoelhado!

Olive

De estômago pra lá de cheio, fomos ao Millenia Mall, porque Gabi queria comprar uma película para o iPhone 5S dela, que ela já deixou cair no chão e “machucou”. Se esse “machucado” ajudar a engambelar o pessoal na Alfândega, se cairmos na “malha fina”, já terá tido uma vantagem! E ao sair da Apple, adivinhem onde “tropeçamos e caímos”??? Adivinhou quem disse The Cheesecake Factory. Hoje estava mais vazio, mas mesmo assim pedimos as tortas “to go”.

Cheesecake

Quando eu disse que o povo aqui gosta da combinação de raspberry (framboesa) com limão (lime), é por isso. Esse cheesecake tem esse sabor. Comi ajoelhada, também. Achei um dos melhores sabores, porque não é muito doce. Não suporto doces que sejam doces demais. Graças a Deus não tem Cheesecake Factory no braseeeel! Sentamos em uma mesa que tinha dentro do shopping e comi minha torta.

Enquanto esperava Gabi empurrar o seu cheesecake goela adentro (olhuda, quis um pedaço só pra ela, e de chocolate, que é mais enjoativo), eu entrei numa loja que me chamou a atenção pelo seu “excesso de brilho”, e acabei fazendo uma pequena extravagância…a loja? Swarovski!

Anel

Simplesmente não tive como não comprar esse anel. Gabi quase enfartou, mas ela nada pode dizer, afinal de contas, comprou o seu nadinha barato 5S.

E feliz como pinto no lixo, fomos para o Premium Outlets. Lá, fui apresentada a um produto muuuuuito maneiro, que vou postar pra vocês assim que as sabuguettes crescerem um pouco. Amei, amei, amei! Ficamos pouco tempo no Outlet, porque Gabi achou as roupas muito caras. Por esse motivo, acabamos voltando à Ross pra ela garimpar outros lados que não tinha visto, da loja. Mas antes, paramos para abastecer, porque temos que entregar o carro abastecido para não ter que pagar um absurdo ao devolver o carro à locadora.

Com 32 dólares, enchi 3/4 do tanque de um Santa Fé (Hyundai), mas foi uma peleja achar o raio do botão que abria a tampa do tanque, que estranhamente fica no pé do banco do motorista. Na verdade, eu não achei o botão; foi um funcionário do posto que foi lá me acudir, porque eu não saída da frente da bomba – no mínimo ele devia estar falando: “braseeeleiros!!!” E aqui nos EUA o consumidor tem que pagar no caixa da loja do posto a quantia que quiser abastecer, e abastecer o carro sozinho, sem ajuda de ninguém, porque os postos não têm frentistas. Caso você não abasteça todo o valor que você pagou (caso o tanque encha antes), eles devolvem o troco. Tirando o parto que foi tentar achar onde abria a tampa, até que foi divertido abastecer o carro. Foi minha primeira vez, hehehehe.

De tanque cheio, fomos voltamos para a Ross, e depois para o hotel, para arrumar nossas malas (ainda bem que nenhuma está com 32 quilos, hehehehe). Acho que desta vez conseguimos nos conter. Teremos que sair do hotel ao meio dia e fazer uma horinha em algum lugar, pois vamos entregar o carro às 15 h. Nosso voo é por volta das 19 horas daqui, e chega pela manhã de Sexta-feira.

E, no fechamento da viagem, tenho algo a declarar. Vocês lembram dos cupons que eu imprimi em casa antes de vir? Pois, é… não usei NENHUM!!! A gente entra nas lojas e fica tão vidrada nas coisas que só lembra que tinha o cupom de desconto depois que saiu da loja. Deu muita raiva, porque perdemos 20% de desconto na Bath, Bed & Beyond, onde não gastei pouco. Que raiva!!!!

Estamos morrendo de saudade dos nossos 7 meninos…

Então é isso, ladies. Nos “vemos” nas terras tupiniquins.

Beijos!!!

Adri =)

Anúncios

Sobre Adri Portas

Tradutora, Blogueira e Filósofa (da vida)
Esta entrada foi publicada em Viagem. ligação permanente.

18 respostas a Dia 8 – A despedida

  1. izaura diz:

    Voltou ao Breezziiill… as vezes e melhor ficar fora dele, pois a impunidade,injustiça, desrespeito, falta de educação e respeito continuam. Consegui botar tudo em dia do teu blog, porque agora to com meu tablet. Sai de uma cirurgia de cálculo renal, graças a Deus ta tudo bem. Obrigada pelas postagens, assim viajo também e me distraio. Fico imaginando “esses” brasileiros no exterior…..deve dar vergonha estar perto, ne!? Assim eu aprendo a me portar..kkkkk. Quanto a esponja pensei em fazer isso, mas queria comprar o líquido da Sephora pois me parece o melhor! Tenho 3 tipos diferentes e o da Sephora ganha em disparada. Por enquanto e isto. Um abraço grande as meninas!!

    • Amore, espero que esteja se recuperando bem da cirurgia! Eu conheço o removedor da Sephora, mas o Expert Touch da OPI ganha com larga vantagem!
      Na Esmalteria da KK você encontra dele.
      Bjus e obrigada pelo seu comentário.
      Adri

    • izaura diz:

      Obrigada lindinha, vou testar esse da Touch…..mais uma vez…valeu pela dica! Bjkkss

    • danakscully diz:

      Poxa, meu marido comprou um removedor da Sephora mas me deu uma baita alergia, acredita??? A única coisa que me dá alergia é esparadrapo (não sei qual o componente dele que me dá alergia, mas alguns emplastros e curativos tipo band aid também dão), mas esse líquido que ele comprou fez meus dedos incharem, ficarem vermelhos e doerem muito!!! Nem lavando as mãos deu jeito, tive que lambuzar os dedos de creme e ficar assim por um dia, no dia seguinte meus dedos já estavam bem, mas foi um sufoco.

    • daisygaray diz:

      Van, geralmente quem tem alergia a esparadrapo, tem sensibilidade ao benjoim, substância colante que usam na pele antes de colocar gesso. Descobri quando quebrei meu pezinho, coitadinho…e passei um mês me coçando com agulha de tricô! Espero não quebrar mais nada, mas se acontecer, vou avisar para não usarem o benjoim! :p
      Beijos

    • danakscully diz:

      Day, obrigada!!! Eu não tinha a mínima ideia do componente do esparadrapo que me dá alergia. Em mim não dá bem uma coceira, a pele fica ardida como se eu tivesse queimado e ás vezes chega a doer mesmo como se eu tivesse machucado o local e a pele que fica em contato com a borda do esparadrapo levanta e fica bem vermelha, resumindo, eu fico com a imagem do pedaço de esparadrapo/emplastro/bandaid tatuado na pele por cerca de 1 semana depois de retirar o curativo, uma eca. Só espero que o acetona da Sephora não dê alergia na minha irmã também! 😛
      Beijocas,
      Van

  2. Amei acompanhar sua viagem, Dri! Q delícia e q bom q deu td certo!!!
    Apesar de ñ ter comentado, acompanhei cada dia como se fosse a drosófila no seu cangote kkk
    Agora, aguardando ansiosamente as fotos dos vidrinhos lindos e reloginhos dos esmaltes q vc trouxe 😀
    Bjs.

  3. jubaoli23 diz:

    sempre vejo nos filmes as pessoas abastecendo os próprios carros! deve ser legal mesmo^^
    adorei o anel!
    fiquei curiosa com o produto…
    e sobre os cupons, é outra coisa que não temos o costume aqui no Brasil, provavelmente por isso se esqueceu! 😉

    bjos

  4. daisygaray diz:

    Tua malvadeza não tem limites, Adriana Portas! Sabendo que sou louca por anéis, tu posta uma macro de uma verdadeira obra de arte! huahuahuha Achei lindo e muito original. Espero que a viagem de volta seja tranquila, e logo vocês estejam descansadas, afofando os miaus!
    Beijos

  5. ehsaguiar diz:

    Olá, Adri!
    Apesar de acompanhar seu blog há muito tempo, este é meu primeiro comentário.
    Vou sentir saudades do seu “diário de viagem”. Adoro sua forma de relato e seu humor ácido, muito parecido com o meu. O bom é que somente pessoas “com QI” entendem kkkkk.
    Bom retorno!
    Estou curioooooosa pelo produto muuuuuito maneiro.
    Quando você for para a Itália, poderia comprar um Embryolisse, quando voltar me doar e eu doo R$ para você. Não é comércio, é doação mútua 😀
    Beijocas
    Beth

    • Olá Beth!!!
      Obrigada por acompanhar nosso blog, sair do armário e comentar, ahahahahahahaha Acho ótimo quando vocês resolvem sair do armário, hehehehehe.
      Pelo que eu vejo, a galera que me acompanha é só a que se parece conosco, hehehehehe.
      Vamos por partes… “o que ser Embryolisse???”
      E quanto ao produto maneiro, vou fazer um post quando voltar pra casa, com calma. Amei, heheheheh.
      Bjus
      Adri

    • ehsaguiar diz:

      He he, LAIT-CRÈME CONCENTRÉ EMBRYOLISSE é o creme queridinho da Vic Ceridono que virou febre, dizem ter dez-mil-e-duzentas-utilidades e minha família de lombrigas consumistas e curiosas querem. Íntimas das viagens aéreas disseram que é excelente para a pele durante o voo.
      http://www.embryolisse.fr/hydratants/lait-creme-concentre-75-ml.html
      Bêzú

    • hmmmmmmmmmmmm. É francês… vamos ver isso de perto…
      Bjus
      Adri

  6. danakscully diz:

    Lindão seu anel novo!!! Sabuguettes devem estar gritando de felicidade pelo companheiro mara que você as deu! haha
    Quero saber qual o produtinho maneiro que você comprou prazunhas!!!!!!!!!!!!!!!!!!! Aff, fiquei mais do que curiosa! rs
    Adri, sei que não é a mesma coisa e talz, mas eu compro tortas da Cheesecake Factory no Sam’s Club. Lá vende dois tipos de caixa: a com apenas um sabor e a com fatias de sabores diferentes. Se não me engano são 12 fatias e pelo tamanho de cada uma você já imagina o peso da caixa, né? Infelizmente não dá para ficar escolhendo sabor e talz, mas é uma delícia e dá para você matar a saudade. O ruim é ter que levar esse monte de fatia para casa de uma vez e quase morrer de tanto comer doce e o preço nada doce: da última vez que comprei, paguei 70 reais!
    Ah, muda para Seattle!!!!!!!!!!!!!! hahaha Lá é friozinho sem nevar e aí eu tenho coragem de mudar! hahaha
    Beijocas e boa viagem,
    Van

    • danakscully diz:

      Aff, 12 fatias é coisa demais… Acho que são 8! Só sei que é muita fatia, a caixa pesa quase 2 kg e eu quase entro em coma glicólico quando compro! rs

    • Em Niteroi tem Sams Club, mas depois desse festival de tortas, vou ter que fazer uma dieta, senão vou passar dos 100 quilos, hahahahaha
      Eu gostei muito de Bakersfield, mas podemos pensar nas possibilidades, hehehehe
      Bjus
      Adri

    • danakscully diz:

      Hehe, achei que você quisesse mais frio! 😛

Obrigada pela visita e pelo seu comentário!!! <3

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s