Dia 4 – Pegando leve

Dia 4

Bom dia pessoal.

Dei uma sumidinha porque no dia 4 chegamos em casa muito cansados, e eu apaguei. Deixei pra fazer o post no Dia 5, mas acabei não acordando tão cedo desta vez, e assim que levantamos tivemos que preparar tudo para a viagem para Vegas.

Bom, como eu tinha dito no Dia 3, no Dia 4 ficaríamos basicamente em casa. Assim foi durante toda a manhã. Acordamos, tomamos nosso café e ficamos fazendo algumas tarefas domésticas, dentre elas, um mutirão para limpar o quintal da casa da amiga da KK, onde ficamos hospedados. A casa tem uma frondosa árvore com folhas pequenas, que acumuladas no jardim, provavelmente por semanas seguidas, formavam quase um tapete de folhas no quintal. O casal tem três filhos pequenos, e imagino que com tanta criança já seja difícil manter a casa arrumada, imagine o quintal… Sei que no final da tarefa estávamos suados e já cansados.

Tomei um delicioso banho com meu sabonetinho italiano de limão, que já postei aqui pra vocês, lavei meu cabelo com meu xampu e creme de argan, di-vi-no, eestava novamente pronta para outra.

Por falar em xampu de óleo de argan, a maioria aqui deve saber que a marca mais famosa é a MOROCCAN OIL.

moroccan

Quando estive no Chile em 2011 eu comprei lá uma máscara capilar de óleo de argan de outra marca, que eu simplesmente amei: ONE’N ONLY.

Xampu

Não só a textura e o perfume são iguais aos do Moroccan Oil, como o resultado também. Só para constar, eu tenho o Moroccan Oil também, então tenho “autoridade” para fazer tal comparação.

A enorme vantagem do One’N Only é o preço, muuuuuito mais barato que o MO. Na verdade, pagamos pela marca, e não necessariamente só pelo produto.

Meu cabelo fica suuuper macio e hidratado com esse One’N Only. E eu desta vez comprei o xampu também, que eu não tinha experimentado ainda. Ele não faz muita espuma, e essa foi a única coisa que não me agradou muito no xampu. A sensação que a gente tem é que se não faz espuma não está limpando direito, hehehehe, mas o importante é o resultado. E o creme, basta um tiquinho de nada, para passar do meio para as pontas do cabelo; eu não uso da raiz até a metade. Eu espremo coisa de 1 cm do creme na mão e espalha muito bem, apesar da pouca quantidade. E como precisamos só de um pouquinho a cada lavagem, um tubo de máscara rende, pra mim, uns 3 a 4 meses, lavando duas vezes por semana. A gente já sente a diferença com o cabelo molhado mesmo. Um espetáculo! Até Gabi, que sempre teve cabelos ressecados e nunca deu sorte com produto nenhum, tem elogiado muito os produtos.

Enfim, voltando ao post, ficamos um pouco sentados na varanda da casa conversando sobre a maravilha de morar num país como este. Sem dúvida alguma é algo que eu mais queria fazer na minha vida. Este país tem roubos no governo, também, como qualquer um, mas a gente vê tantas outras coisas boas, que eu até faria vista grossa se fosse igual no brazeeel. Os produtos são muito baratos, o povo é educado, respeitam as leis. Até as ruas são “limpas” da poluição visual que vemos no brazeel. Toda a fiação elétrica nas ruas é subterrânea, então, é isso o que vemos nas ruas:

Rua

A rede principal aérea passa nos fundos das casas, entre uma casa e outra (vocês poderão ver do lado direito no cantinho um poste alto com a fiação (logo acima do carro).

Logo depois, KK nos chamou para irmos à IKEA, que é uma imensa loja de móveis e utilidades domésticas que tem por aqui. Mas antes, fomos almoçar num restaurante italiano que tem lá, ma-ra-vi-lho-so!

Comida excelente a um precinho magnífico. O restaurante se chama OLIVE GARDEN, e segundo a KK, é uma rede com restaurantes espalhados por todos os Estados Unidos. Então, se vierem para os EUA, não se esqueçam de conferir se há um OLIVE GARDEN onde vocês forem. Experimentem, pois com certeza vocês vão amar como nós amamos.

Depois fomos dar um rolé no shopping, antes de irmos para a IKEA. Lá, fomos em algumas lojas, dentre elas a Claire’s, famosa loja de bijuterias, que também tem esmaltes.

Claires3

Claires

Claires2

Algumas podem surtar ao verem esse esmalte em camadas, mas ele é uma porcaria, hehehehe. Não fiquem impressionadas.

Da Claire’s fomos à JC Penny e depois para a Ikea.

Achei a IKEA muito parecida com a Tok & Stock, the tem no Rio de Janeiro/Niterói. A estrela de lá certamente é o gaveteiro de aço HELMER, de qualidade fantástica, famoso por acomodar esmaltinhos mundo afora. KK levou um da última vez que veio aos EUA, mas segundo ela pesa uns 30 quilos. Como só podemos levar 64 quilos de volta para o brazeeel, levar um Helmer pra casa é o mesmo que deixar de levar uma mala cheinha de quinquilharias. Uma escolha bem difícil, né?

Ikea

Ikea2

Passamos a tarde toda no shopping, andando tudo por lá. Já à noite, fomos novamente jantar no El Pollo Loco, que é um fast food mexicano bem legal. Adorei comer o Chicken Fajita, que é uma quejadilla recheada de frango e salada. Uma refeição à medida para quem está com fome normal, e não fome de leão.

Chegamos em casa e fui direto tomar banho. Estava simplesmente podre. E às 21:30 (1:30 da manhã aí pra vocês), eu já estava na cama, amando esticar o corpo e descansar meus pés, que já amanhecem doendo, heehehe. Não aguentei postar nada, apesar de saber que muitas estavam esperando o post. Sorry.

Então, esse foi o Dia 4. Na sequência, seguirá o Dia 5. Até já!

Bjs

Adri =)

 

Anúncios

Sobre Adri Portas

Tradutora, Blogueira e Filósofa (da vida)
Esta entrada foi publicada em Viagem. ligação permanente.

11 respostas a Dia 4 – Pegando leve

  1. ViviK diz:

    Adri, achei essa linha One´N Only aqui no Brasil e nem dei valor! Vou passar pra perguntar qto é… E esse gaveieiro da Helmer dispensa qq comentário. E olha o preço! Afffffffffffffff… Sem comentários.
    Bjoooooo

  2. Jane Costa diz:

    Gentemmm, D+!

  3. jubaoli23 diz:

    além de não ter fios, não tem outdoor! *-*
    uma gracinha esses esmaltes 🙂

    e eu quero um gaveteiro desse pra mim!! *o*
    ameii
    bjoo

  4. Invejinha do Helmer…poderiam me mandar aos poucos? Pode ser duas gavetas de cada vez…huahuahuhau O esmaltinho exzquisito da Claire só serve para enfeitar a prateleira, porque é claro que depois de tirar o pincel algumas vezes, vai virar uma mistureba muito feia! Dá gosto ver estas ruas tão limpas, tanto de sujeira quanto de bagunças humanas, pichações e outras “artes” que vemos tanto nas nossas ruas. O triste é saber que depende de educação, e demora para mudar a mentalidade da maioria que confunde liberdade com bagunça! Aproveitem a civilidade, que logo vocês voltarão às cavernas… hauhauhauhauh
    Beijos, lindona!

  5. Adorando sua viagem! Pena q nos decepcionamos c/ certas coisas no nosso país. Por isso q esse americanos são obesos: comida tão barata! E o esmaltes então? #ficando+doida
    Bjs.

    • Com muitas coisas, aliás. Não existe nada pior do que COMPARAÇÃO. Comparar EUA com brazeeel é ridículo demais. Tem mesmo muita gente obesa aqui, e o mais revoltante, maridos lindos com mulheres imensas e feias. Eu conseguiria um marido aqui mole mole, heheheheh. Americano é muito caseiro, bem diferente dos brasileiros. Um americano eu até toparia. Brasileiros, nunca mais!
      Bjus
      Adri

Obrigada pela visita e pelo seu comentário!!! <3

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s