Suas mãos e unhas estão realmente limpas?

Olá esmaltaradas!

O post de hoje foi feito por moi, Gabs, e aprimorado pela nossa querida Nina. Já que minha mãe está atolada de trabalho, sobrou pra nós (eu e a Nina) mantermos isso aqui funcionando. (aff! Adri)
Nossas mãos, e principalmente nossas unhas, podem dizer às pessoas um pouco sobre nós. Mesmo quem não gosta de cores extravagantes e prefere um look natural, deve manter suas unhas “em forma” e bem cuidadas. Com as inúmeras cores e texturas de esmaltes, não é difícil prestar atenção somente na esmaltação e deixar outros cuidados de lado, como por exemplo, a limpeza debaixo das unhas.
Quem nunca mexeu em algum produto, terra, ou até mesmo na hora de cozinhar, e ficou com substâncias agarradas por baixo das unhas? E a sensação de desespero para tirar e se livrar daquele incômodo? Bem, sempre existem aquelas que não ligam de ficar com mão de pedreiro, mas cá pra nós: somos esmaltaradas, temos que cuidar com muito carinho das nossas mãos (não esquecendo dos pés, claro)!
Mas você já se perguntou quais bactérias se escondem sob suas unhas? As unhas ficam sujas mesmo quando você lava as mãos, pois fazer isso só elimina algumas bactérias, mas o espaço entre as unhas e a pele também precisa de limpeza apropriada. Eliminar as bactérias que ficam debaixo das unhas é uma forma de evitar que você transfira bactérias nocivas pra sua boca ou outras partes do seu corpo.
Para ter uma boa condição de limpeza, você deve deixar alguns maus hábitos pra trás, como roer as unhas, manusear produtos químicos sem luvas, manter as mãos constantemente em contato com a água (que faz a unha ficar mole e quebradiça), digitar com a ponta dos dedos, e não com a ponta das unhas e não pressionar as unhas (seja pra pegar algo ou se coçar). Além desses, existe o pior de todos e que ajuda as unhas a quebrarem mais rápido (e que parece inevitável): usar as unhas como “ferramenta”, como na hora de arrancar uma etiqueta, de descascar coisas, puxar coisas…
Bem, aqui vai uma dica de como manter suas unhas limpinhas por baixo, e longe de bactérias:
• Encha um potinho com água morna. Adicione 2 colheres de chá de detergente líquido (ou sabonete líquido, se preferir) ao pote.
• Ponha a ponta dos dedos no potinho por uns 5 minutos, deixando as pontas e unhas de molho. A água com detergente fará com que a sujeira em baixo das unhas se solte.
• Tire seus dedos da água e seque-os com uma toalha ou pano macio.
• Passe uma espátula em baixo das unhas, pra tirar a sujeira. Cuidado nesse processo! Não vá descolar a unha, ou o próximo passo será uma tortura, hehe.
• Molhe um lado de um cotonete no álcool e passe em baixo das unhas, sempre usando um lado só do cotonete para cada unha (então, você precisará de 5 cotonetes). Você pode utilizar também a água oxigenada 10 volumes, se preferir.
• Lave suas mãos com sabonete e água morna, secando com uma toalha macia e seca.
• Passe uma pequena quantidade de gel antisséptico/higienizante (o famoso álcool em gel 70%) nas mãos. Isso manterá suas mãos macias e limpas. Existem no mercado diversas marcas desse produto (as mais conhecidas são Protex, Dettol e Lifebuoy), que pode inclusive ser levado na bolsa. É excelente para quando não temos como lavar as mãos na rua.

Gurias (oi, é a Nina. Não me contive e resolvi dar uns pitacos no post da Gabs), eu não sei o que vocês pensam sobre isso, mas eu tenho um certo nojinho de compartilhar sabonete na pia do banheiro. Acho o sabonete líquido muito mais higiênico, sem mencionar que ele não fica se desmanchando na pia. E também não é uma opção tão cara assim, dadas as vantagens. Há produtos muito bons por preços honestos. Eu prefiro os bactericidas, das marcas que eu inseri ali em cima como sugestão. Pras mais neuróticas, a marca Dettol tem um sistema de dispensação automática do sabonete líquido bactericida. Achei a ideia interessantíssima. Melhor que isso, só se a torneira for daquelas que não precisamos encostar as mãos pra abrir (sim, eu sou muito nojenta com isso. Lá eu vou saber onde passou/passaram a mão de quem esteve no banheiro antes?! Depois que já passei o sabonete me dá nervoso na hora de fechar a torneira).
Ainda não tenho essa torneira mara, mas também não há necessidade, somos só a mamis e eu. Masssss, o tal do aparelho da Dettol nós temos e eu acho uma maravilha.
Olhem só o dito cujo:

O kit vem com o aparelho, um refil e as 4 pilhas AA necessárias. Como sou precavida, já tenho mais um refil na reserva (o que foi a sorte pra essa foto).

E o detalhe do refil:

Tem esse vídeo no youtube (está em inglês, mas dá pra entender bem só pelas cenas auahuah). O do vídeo é da marca Lysol, mas é rigorosamente a mesmíssima coisa do Dettol.

Achei-o pra comprar online apenas nesse link (se vocês quiserem os outros perfumes pesquisem por “dettol no-touch” no site). O meu foi comprado no Carrefour, mas já vi na rede Walmart também.
Outra dica interessante é ter uma escovinha de unhas. É mais prática para usar diariamente. Tem foto dela nesse post aqui.
Como neurose pouca é bobagem, também tenho na pia do banheiro um dispensador comum de sabonete líquido. Recarrego ele com variados tipos de sabonete líquido, mas dos bactericidas meus preferidos são o Lifebuoy Total (o de tampa vermelha, mas cujo líquido é rosa) e o Protex de Erva Doce, que considero os mais cheirosos. O Dettol líquido Fresh tem um cheiro estranhíssimo de produto de limpeza, mas o mesmo perfume no sabonete em barra é muito gostoso. Vai entender!

É isso gurias. Não podemos pensar apenas em embelezar as unhas. É necessário cuidar da saúde também. Não se esqueçam disso, por favor. 😉

Agora, os meus pitacos (Adri), pois não resisti a me intrometer no trabalho alheio…

Eu acho que esse processo é importantíssimo, inclusive para quem tem unhas grandes. Não é porque a unha está aparentemente limpa que esteja 100% limpa. As aparências podem enganar, sim, e é essencial que quem tem unhas grandes cuide com mais ênfase da higiene “sub-unhal”. Em unhas de comprimento médio, nem preciso falar, não é?

Sei que é algo nojentinho de falar, me perdoem por isso, mas isso é natural e todo mundo faz, TIRAR MELECA, CATOTA, ou seja lá como se fala na sua região. Tô com a Nina e não abro. Dá nojinho sim, pensar no que pode ficar “encalhado” sob suas unhas. Temos que ser bem higiênicas, pois a gente põe as mãos nos mais diversos tipos de coisas durante o tempo em que ficamos acordadas. Sejam sempre higiênicas, mas não precisam ter OCD* igual à Nina não, tá? rsrsrsrsrs

Eu surtay quando vi esse dispenser de sabonete, très chic. Gentem, achay que custasse uma pequena fortuna, mas até que o preço é bem amigo. Vou tratar de comprar o meu, porque tb quero ser chic assim como a Nina.

Gente, por falar em sabonete líquido, comprei outro dia um na loja da Mahogany MA-RA-VI-LHO-SO; WILD CAT! É lançamento, mas não entendi por que não dá pra comprar no site da Mahogany. A gente clica em COMPRAR, mas nada acontece… Gentem, o cheiro desse sabonete é suuuuuuuuuuuuper gostoso. O nome (Wild Cat) e o frasco têm tudo a ver com o perfume! Quando entrarem numa loja Mahogany, deem uma bisbilhotada nele e me digam o que acharam!

* OCD é OBSESSIVE-COMPULSIVE DISORDER, que quer dizer TRANSTORNO OBSESSIVO-COMPULSIVO, huauhahuauhhauhua

Beijos,
Gabi, Nina e Adri

Anúncios

Sobre Adri Portas

Tradutora, Blogueira e Filósofa (da vida)
Esta entrada foi publicada em Curiosidades, Dicas, Novidades, Produtos, Saúde das Unhas com as etiquetas . ligação permanente.

25 respostas a Suas mãos e unhas estão realmente limpas?

  1. Malu diz:

    Interessante o dettol no toch, apenas um problema, 3 TRÊS pilhas AAA, não é um exagero? Qual o tempo de duração e troca? Alguem se informou com o fabricamte? Acho um luxo ao extremo e falta de consciência ecológica, utilizar um aparelho que gasta tantas pilhas? Só para não tocar no bico “pop-up”? contaminação? faça me o favor! Tem outros tipos de contaminações muito piores, como entrar em casa com os sapatos da rua, colocar bolsas em cima da mesa, lavar mal utensilhos e aparelhos, e acondicioná-los inapropriadamente na geladeira. A maioria não pensa nisto.

    • O meu está comigo desde o post praticamente e até hoje as pilhas não deram sinal de que estão nas últimas. Acho que depende muito da higiene de cada casa. De fato, não adianta ter um aparelho desse, se mora num chiqueiro, ou se tem hábitos higiênicos duvidosos, né?
      Para mim é perfeito. Não são três pilhas usadas em um ano que vão matar a população mundial. Achei super legal e recomendo o produto sim, pois várias vezes fui lavar as mãos todas sujas de massa ou chocolate, ou whatever, e se não fosse o aparelho eu teria sujado todo o pump do frasco tradicional.
      É claro que tem gente que não tem poder aquisitivo para comprar um desses, e muitas vezes vão até falar mal do produto por conta disso, mas, como todo produto, vai haver os que vão amar e odiar. É só mesmo uma questão de ponto de vista.
      E quanto à consciência ecológica, acho que tem coisas bem mais importantes, como economizar energia elétrica e água, que é o mais importante. A preocupação com as pilhas é nada perto da falta de consciência do povo, que desperdiça água e energia adoidado, que cortam árvores, que poluem os rios, isso sim é uma coisa super importante. Ademais, pilhas podem ser descartadas da maneira correta, já que hoje em dia há um grande movimento de conscientização para questões ecológicas. É só fazer direito, que tudo dá certo.

  2. Camila diz:

    Que lindo! o post das super poderosas!!!! rsrsrs adorei o post mesmo porque quase ninguem fala nesses nojinhos…mas esse cuidado é super importante tambem para evitar doenças né!!! alem de unha bonita e saudavel é necessario te-las limpas

    BJokas

  3. Heuziwanne Andrade diz:

    Nem preciso dizer, ou melhor preciso sim dizer que adoray o post de hoje!!! Muito bem pensado, pois muitas vezes nos detemos aos cuidados das unhas muito relacionados apenas a estética em si, a beleza e esquecemos da higiene não apenas das unhas mas das nossas mãos e que estão sempre em contato com tudo: coisas sujas, manuseio de alimentos e também é com as mãos que os levamos ate a boca. Mas acho que como a Adri falou não podemos ser neuróticas como a Nina nao, pois heu sou microbiologista (mas nao precisa ser uma para saber disso!) e sei que também nao podemos viver numa redoma, pois infelizmente sao alguns desses micro-organismos que ajudam no fortalecimento do nosso sistema imunológico! Enfim, acabando aqui a aula grátis, muito legal mesmo as informações da Gabs! Bjoooooooo

    • auhauahauh
      Gente, eu sou neurótica, mas não chego nem perto do Melvin (Jack Nicholson) do filme Melhor É Impossível. (Ainda) Não sou louca. Mas não dá pra pensar muito em todas as possibilidades de contaminação, porque aí a gente pira mesmo. Só acho que o sabonete líquido é melhor e que o dispensador automático super facilita a vida, hehe. Só porque eu carrego lenços umedecidos higienizantes e álcool gel na bolsa não quer dizer que vivo numa redoma, hehe (ou quer? auhauah). É que não gosto da sensação de estar com as mãos sujas, grudentas. Argh. Mas não creio sofrer de misofobia, hehe

    • Heuziwanne Andrade diz:

      Tudo bem, vai, a gente releva! Afinal todo mundo tem uma “neurosezinha” (neologismo, num sei como escrever!) com alguma coisa né?! Bjoooooooo

    • Verdade. Uma conhecida minha desinfetava tudo e todos quando a primeira filha nasceu. Qq pessoa que quisesse pegar a menina no colo tinha que tomar banho de álcool. Ainda bem que eu não a conhecia ainda, senão iria embora da casa dela a chamando de fresca e falando umas verdades. O resultado de tanta frescura, é que justamente essa filha é a que mais adoece. A outra, que cresceu “lambendo o chão”, está sempre saudável. ABAIXO o TOC, viu, Nina!?!?!
      Bjus Heu

    • Heuziwanne Andrade diz:

      É isso, já dizia vovó: “tudo demais é veneno!”
      Bjoooooooo

  4. Huhuhuhuaaaaa….. como é otimo saber que nao sou só eu a neurótica por limpeza das maos…..tambem tenho nojinho de tudo, principalmente em banheiro de restaurante… também uso a tecnica do cotovelo, do papel para a torneira e até para abrir a porta… abro a porta com papel, seguro com o pe e me contorço toda para virar e jogar o papel fora…. um verdadeiro show de contorcionismo…huhuhuaaaa….. #alouca… mas ainda bem que nao estou sozinha!!!!!! Já estou aqui em terras de los hermanos…. e hoje é o primeiro dia que vou as comprinhas…. ontem estava tudo fechado, claro….. mas ja mepeei alguns locais legais que possam ter esmaltes rsrsrsrsrs…. maridon fica louco!!!!!! Bjus meninas!!!! Adorei o post!!!!!!

    • Como está o tempo por aí, miga? Chove torrencialmente em Macaé. Não esqueça de contar tudo, heim!
      Bjus e boas compritchas!
      Adri

    • Dory, sua linda! Não esquece de nos contar as novidades esmaltísticas desse passeio, hehe
      Eu também uso a técnica do papel pra abrir as portas auhauahuah
      É realmente reconfortante saber que não sou doida sozinha.
      Beijos

  5. Malu diz:

    Bom dia, meus amores!

    Coincidência ou não comprei um aparelinho desses sexta-feira pro escritório, vou testar, se for bom e eu me adaptar, compro, mais…
    Tenho mania de lavar as mão, a primeira coisa q faço qdo chego da rua é lavar as mãos, seja em casa ou em qq outro lugar. Alguns dizem q é TOC, mas eu não ligo…

    Bjs!

  6. Gurias adorei o post. Bem, a Marina já disse que somos “nóia” com a higiene das mãos e unhas e por isso o meu sonho de consumo é uma torneira que eu conheci numa casa de repouso de idosos aqui em Santa Maria. Tchê!! O mecanismo de abertura da torneira é no chão, a gente aperta com o pé o botão que libera a água. Adoro ideias inteligentes. Desejo a todas um excelente 2012. Nem tão atrasado assim já que hoje é o segundo dia do ano. Eu chego a ficar 10 dias sem ligar o computador, aí a Marina me conta as novidades, o que rola na “infinita highway da web”.

  7. Bom dia meninas!Enfim 2012!!!

    Achei muito bacana começar o ano com cuidados, é fato que já conheci muitas “esmaltaradas” que ao tirar o esmalte….Aff, prefiro nem referir…..

    Ando sempre na bolsa com um anti-séptico da natura com um maravilhoso cheirinho de erva-doce, principalmente pq saio com o meu filhote, uma criança de 5 anos, que como tal, tem uma atração gravitacional fortíssima com mãos no chão …..Como sou neurótica com limpeza , isso me provoca uns mini surtinhos….(nada mini)

    Adri semana passada eu ví esse vidro na mahogany e fiquei beeem curiosa (tudo que contém a palavra CAT me atrai…rs). Mas confesso que como o vidro é bem chegaay eu nem entrei na loja para sentir o perfume.Vou conferir!

    Bjão

    • Mini foi “ótemo”. Imagino o “xilique” que você deve dar. Deve ser como eu daria, rsrsrsrsr
      Quanto ao “jabón”, não deixe de sentir o cheiro, pois você cacará. Pode comprar o refil quando lançarem, que é mais barato que o frasco original, mas ainda não tem o refil pra vender, infelizmente. Por isso comprei o vidro original, pois queria djá o sabonete, e não aguentaria esperar começarem a vender o refil.
      Bjus
      Adri

  8. Nina, tenho o mesmo piti com as mãos… em banheiro publico, quando a torneira é de apertar (as temporizadas) uso o cotovelo (sim, eu sô nojenta e neurótica), quando é de rosquear pego papel e abro e faço o mesmo processo pra fechar…. e uso só água mesmo, nada de apertar sabonete líquido… depois disso passo meu álcool em gel e o meu creme que estão sempre na bolsa…

    Como minhas unhas são na verdade garras, eu as limpo uma vez ao dia (já disse que sô neurótica), tenho um palito metálico com a ponta beeem fininha, enrolo nele um algodão umedecido em água morna e passo por baixo delas (trocando o algodão a cada unha), depois faço o mesmo processo com álcool (geralmente esse eu não passo todo dia) e claro sempre tô passando álcool e cremes… porque se eu for fazer que nem a Gabs com potinho vou é fazer meleca (desastrada é pouco pra mim)..

    Ahh! Amei o post coletivo está ótiiimo…

    =***

  9. Deise diz:

    Achei ótimo ver que uma garota como a Gabs já tem esta preocupação com a higiene das mãos. Quando eu era adolescente, me chamavam de fresca, por não compartilhar um pacote de salgadinhos com gente que estava sentada no chão, e as mãos estavam sempre no meio dos cachos dos cabelos! EEEEECAAA!! Eu comecei a cursar Enfermagem, e quando começaram as aulas de Microbiologia, todos ficaram paranóicos! Deixei o curso há décadas, mas não consigo deixar de pensar no que “gruda” nas unhas, na sola do sapato, até nas sacolas que a gente carrega e larga por alguns instantes no chão! Água, sabonete e álcool-gel sempre! Só tenho um “pecadinho” que é difícil largar…usar as unhas como ferramentas! Quando elas estavam fracas, sofri muito, e mesmo assim, só me dava conta que da besteira, quando a unha já estava se dobrando e quebrando! Adorei o post coletivo!

    • auhhuahuahuauhauhahua Post coletivo foi “ótemo”! Se formos parar pra pensar direitinho em tudo o que está à nossa volta, a gente vira Michael Jackson! uhahuahuauhahuauh
      Ando sempre com álcool-gel tb. Apesar de que ainda com ele não me sinto totalmente limpa.
      Bjus
      Adri

    • Deise diz:

      Eu também só uso álcool-gel em último caso! Vi fotos deste sabonete Wild Cat no metrô de São Paulo, e fiquei curiosa. Não deu tempo de procurar lá, mas tem loja Mahogany em Porto Alegre, então vou testar este gatinho selvagem!

    • A ideia do post foi da minha mãe, não minha 😛 – gabs

Obrigada pela visita e pelo seu comentário!!! <3

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s