Kd o Post? II – A revanche

Poisé, fias. Hoje não tem post de novo. Eu fiquei tão encantada com meu verde caquinha que resolvi ficar com esse esmaltcheenho até ele começar a lascar. Então, se depender de mim, só vai ter post daqui a alguns dias, já que Mary me abandonou em prol de curtir a juventude dela. A vantagem da “igreja” Esmaltaradas, é que temos as BOBEIRINHAS FAMILIARES, vulgo BF, para salvar nossa pátria, heheheheh.

Eu  hoje não acordei com nenhum pingo de vontade de trabalhar. A preguiça imperava. Fui pro meu escritório, depois de fazer um café e dar comida pras crianças e dar milho pros passarinhos, que, como sempre, não têm paciência, e já ficam enchendo o saco enquanto dou comida pros porquinhos, pousando em grupos de protesto perto de mim, como quem quer chamar minha atenção. Vou ter que inverter a ordem, e passar a dar o milho deles antes de dar comida pros meninos, que já estão amiguinhos de novo.

Fiz vários envelopes de placas e respondi emails e fiquei vagabundeando no Facebook. Estava super marcha lenta, Jesus… Quando deu meio-dia eu resolvi ir ao centro, pra colocar as placas no correio e ter um almoço decente, depois de 4 dias comendo Meu Menu, ehehhehehe. Aproveitei pra levar as placas das meninas da Arezzo. Elas ficaram encantadas, e 4 ficaram com a placa.

Para minha surpresa, eu não estava com fome, e acabei voltando pra casa sem almoçar o “algo diferente”. Acabei comendo Meu Menu, de novo, mais tarde, hahahahahahahahahahaha! Antes de voltar pra casa, passei nos Correios para postar as placas, e na casa da Dory, para desovar uma placa pra ela. Vamos ver se vai sair reloginhos daquela toca!

Falei com KK hoje, e estou bastante animada com tantas coisas que ela vai trazer. Já estou em pânico, pensando na fortuna que vou ficar devendo a ela. Gente, ela tá trazendo muuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuita coisa legal! Preparem-se para surtar! Eu já estou impaciente, e não vejo a hora de ir na casa dela.

Mary ligou hoje de Salvador. Ela ligou do mercado municipal perguntando se queria comprar coisas de lá, como, por exemplo, tapioca, heheheheh Mas eu disse a ela que não, porque a que vende lá tem que preparar e tals, e a que vende aqui na loja onde compro já vem pronta pra fazer. Mais cômodo, né? É mais caro, mas eu sou daquelas que paga pelo conforto (enquanto posso). Ademais, eu estou MESMO precisando dar um trato. Depois de ver o Wando, o “obsceno”, no hospital, depois de ter enfartado, eu comecei a pensar nisso.

Há uns 25 anos atrás eu morei em um flat na Barra da Tijuca, no RJ, e o Wando tinha uma cobertura no prédio. Ele já era meio repolhudinho naquela época. Ele tinha um Mistubishi preto babante; um carraço! Eu sempre encontrava ele no elevador, cada dia com uma mulher diferente. Agora vocês veem o que é o dinheiro. Gente, aquele homem é feio demais da conta, e estava sempre com garotas novas, gostosas, de cabelões compridos (sempre morenas) e bonitas. Ele fez uma reforma na cobertura dele, e a banheira de hidromassagem ficou na garagem várias semanas. Quer dizer, aquilo não era uma banheira, era uma piscina! Fico imaginando o que rolava lá em cima, depois que ele finalmente instalou a banheira, hehehehe. Naquela época a galera apelidou ele de “obsceno” porque falavam que ele colecionada calcinhas, hahahahahaha. Não sei se isso é verdade e se o apelido continua, heheheh.

Velhos tempos aqueles. Foi uma época super legal da minha vida. Tinha meu carro, meu trabalho, chegava em casa no fim de tarde, horário de verão, com sol ainda, e ia correr na praia (o apartamento era na Sernambetiba, na orla da Barra). Foi uma boquinha e tanto aquela. O chefe da minha mãe na época foi morar em Gramado-RS e pediu pra minha mãe, que era secretária dele, arrumar alguém pra tomar conta do flat dele, pra nao ficar abandonado. Minha mãe prontamente se ofereceu pra tomar conta, hehehehe. Ficamos morando lá alguns anos de graça. Só pagávamos o condomínio. Boquinha boa né? Ele era o presidente da Teachers (uísque) aqui no Brasil. Quem é da minha época, vai lembrar a propaganda que aquele escocês de cabelos brancos e franzino fazia na TV, onde ele terminava o comercial falando “DOU MINHA PALAVRA!”, com aquele sotaque escocês carregado.

Já contei outros casos de sorte que dei na minha vida. Quem me acompanha desde os primórdios, heheheh, já conhece a história bem. Por isso eu acho que sou uma pessoa abençoada, gente. Se todo mundo tivesse a metade da sorte que eu dei na vida, o mundo seria mais feliz. E hoje, entristecida por algumas coisas não terem dado certo, eu não reclamo com Deus não. Eu ainda agradeço. Eu não sei o que Ele quer com tudo isso, mas sofro meu vazio cardíaco calada…Sei que já tive muitas coisas boas, e não devo reclamar porque a maré anda ruim agora.

Eu estava falando do Wando… Pois bem. Vendo o “causo” dele, de ter enfartado, eu fiquei pensando justamente nessa época em que eu morava lá no prédio dele, eu tinha bem mais disposição, e era bem mais em forma. Era uma franguinha gostosa, hehehehe Mas a vida passa. Não vamos ser bem dispostas a vida inteira. A idade pesa e enfeia a gente. Pensando nisso hoje (tomara que pense todos os dias), eu resolvi dar uma caminhada. Peguei meu iPhone, meu headphone, meu papagaio e fui à luta. Tive que calçar Crocs, porque ontem, quando fui descer a escada para abrir o portão pra minha pedicure, esfolei com toda vontade meu calcanhar no degrau da escada. Calculei mal a pisada e pisei muito pra trás. Foi horrrríííível! Agora está a pele pendurada no calcanhar, aff. Calçar tênis ia me matar. Então, calcei meus Crocs e fui à luta. Coloquei no iPhone músicas agitadas da minha época de franguinha, músicas que me animam bastante na caminhada, pois ouvindo aquela músicas parece que me transporto para aqueles tempos de agito da minha vida, de paqueras e tals. Incrível como cheiros e músicas conseguem fazer a gente voltar no tempo em questão de segundos, né? E a coisa realmente é bem realista. A gente fecha os olhos e parece que está vivendo tudo de novo. Ia eu caminhando, ao ritmo das músicas, e o pateta do louro ia falando “Loooooooooooooooooooouroo!!!!!!!!!” e assobiando fiu fiu, no meu ombro, pelo meio da rua. Teve uma hora que ele resolveu ir pro alto da minha cabeça. Eu estava com um rabo de cavalo, então ele segurou nos fios presos para se firmar. Sempre que saio com ele todo mundo que passa caminhando ou de bicicleta ri, heheheheh. Ele é uma figura. Achei uma goiaba no chão (tem muitas árvores frutíferas na beira da lagoa), e ele fez a festa. Caminhava dando a goiaba pra ele.

Cheguei em casa mooooooooorta! Corri pro banho, liguei o ar e estou aqui, podrinha, já pensando que amanhã eu talvez não tenha a mesma disposição que tive hoje pra caminhar. Até porque eu acho que os Crocs fizeram bolhinha na planta do meu pé, mesmo tendo usado meia.

E é isso, meninas. A Nina está preparando um post legal pra amanhã. Então vamos ter BF de novo no sábado, hehehehehe. Pelo menos com Mary aqui temos mais unhas pra postar.

Ainda tenho muitos esmaltes que não postei aqui, mas eu realmente não tenho saco de tirar um esmalte bom só pra postar. E esse carimbo hoje fez muito sucesso. Realmente não estou com nenhum pingo de vontade de tirar. Ah, e cotoquettes não estão mais cotoquettes! Estão crescendo tão rápido, de novo, que estou espantada!Troço doido, né?

Ahhhh por falar em cotoquettes, hoje fui pegar os livros do curso de francês. Matriculei Mary e a mim na Aliança Francesa. Agora, às segundas e quartas eu e Mary iremos pra aula de 18 às 19:30h. Ela achou meio ruim ficar na mesma turma que eu, porque comigo lá ela “não vai poder conversar com os colegas de turma”, pode???? Sinal que enquanto fazia inglês o que mais fazia era conversar ao invés de prestar atenção nas aulas, aff!

Estudei francês quando tinha uns 12 anos. Amava francês! É uma língua tão gostosa e bonita de falar…Só que eu já esqueci muita coisa. O meu francês hoje só dá pra não morrer de fome na França, como já disse aqui.

O legal, é que Mary tem o sobrenome de solteira da minha mãe, que é francês. Olhem que chique: POUCHAIN (fala-se puxán)! Não é lindo? Eu não tive esse sobrenome porque senão iam zoar de mim na escola. Imaginem um sobrenome POUCHAIN PORTAS! Iam começar a falar pra eu POUCHAIN AS JANELAS também! uhauhauhauhhau. PORTAS é Português, sobrenome do meu pai. Então, pra eu não passar vexame na escola, minha mãe não colocou seu sobrenome chic em mim. Mas como eu pude resgatar isso em Mary, eu não perdi tempo. Aliás, Mary também resgatou o sobrenome da avó paterna, que nenhum dos filhos dela tem. Gente, o nome da Gabi é chiquerééééééésimo! GABRIELA POUCHAIN MONTEBELER GUERRA. Não é chique???? E ainda por cima é linda (mãe coruja).

Só quero viver e poder dar tudo o que eu puder pra minha filhota única e maravilhosa. Dar tudo o que eu nunca tive na idade dela. Rezo todos os dias para que ela nunca se vá antes de mim, porque eu jamais suportaria tamanha dor. Mas isso, só Deus sabe.

Bem, meninas, fico por aqui por hoje. Hoje vou dormir como um bebê, e provavelmente sem jantar, heheheh.

Grande beijo! Adri =)))

Anúncios

Sobre Adri Portas

Tradutora, Blogueira e Filósofa (da vida)
Esta entrada foi publicada em Bobeirinhas Familiares. ligação permanente.

18 respostas a Kd o Post? II – A revanche

  1. Com atraso, mas não esquecido!!!!!

    Ví ontem uam notícia sobre a melhora do Wando e lembrei logo de vc, assim como uma nova visita à Granado e mais uma frustração da falta do meu limão sciliano…..

    A vantagem do teu blog é que ele é único….Nunca lí nenhum blog Adri em que a “blogueira” se preocupasse se um dia iria ficar sem post……

    Além de tradutora devo dizer que és uma ótima ecsritora…Que tal escrever tuas memórias????rsrs

    Todo o tempo do post vc descrevia com tal detalhismo digno de Dan Brown e J. K Rowlling (acho q escrevi errado…rsrs) que eu mentalmente cheguei a visualizar vc correndo na sernambetiba e a banheira do “obsceno”….kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    Estarei aqui diariamente firme e forte!!!!!

    Bjão

    • Poxa, e a Granado disse que eu receberia os sabonetes, e eu estou até hoje chupando o dedo… snif!
      Heheheheh, amiga, eu tenho uma necessidade muito grande de ter contato com vocês. É por isso que eu preciso colocar algo no post, nem que seja pra dizer que eu matei uma mosca, hahahahahahahahhahaahha.
      Já posso dizer que eu não morrerei de fome se não for mais tradutora, né? Vou virar escritora, hauhahuauhahuahuahu
      Menina, já passei por tanta coisa nessa vida, que só escrevendo um livro mesmo. Definitivamente, o fato mais marcante da minha vida foi quando me perdi dentro do Vaticano qdo eu tinha 18 anos. Mas pra contar isso eu tenho que estar inspirada, hahahahahahah
      Obrigada “irmã” Déia! Bjo no coração e bom findi (doida pra Mary chegar logo) o/
      Adri
      =)))

  2. Aii Adri era ter coragem demais tirar aquela cor linda. Adoraria ter visto o louro passeando alocado na sua cabeça.. hehehe

    Ah o post está ótimo, mesmo sem reloginho… tu tens um carisma fantástico!

    Beijoo

  3. Daniele diz:

    Oie…queria saber se a KK mora em Macaé tbem??? É que moro em Rio das Ostras e queria saber se poderia comprar os esmaltes diretamente com ela ao invés de utilizar o correio, já que infelizmente aqui não funciona direito. Adoro muito seu blog!!!!!

  4. Jane Costa diz:

    uhauahu Me identifiquei com seu texto, por isso que a unha é a parte preferida do meu corpo atualmente. Não ganham rugas, nem flacidez. Só preciso de um papagaio para me ajudar a chamar a atenção nas ruas, hoje em dia, passo desapercebida e se ele fizesse fiu-fiu melhor ainda uhauhaua.
    Estou interessada na sua placa, vc ainda tem para ven der? Sou da cidade do Rio de Janeiro.
    Venha conhecer o meu blog, acho que vai gostar!
    http://aguialince.blogspot.com/

  5. heheheheh, o que não falta é opção de cores, miga!
    Bem vinda à igrejinha Esmaltaradas! heheheheh
    Bj
    Adri

  6. Estou simplesmente surtada com minha placa!!!!!!!! Gente que coisa mais linda e de bom gosto!!!!! Parabéns miga, vc arrasou e tenho certeza que isso é só o começo!!!!! Com relação a BF de hoje, simplesmente amei de paixão o nome da Gabs….. que coisa mais chic gente!!!!!! E para terminar fiquei imaginando a cena de vc caminhando com o louro no ombro e ainda por cima assobiando…….rsrsrsrsrsrsrsrs….. deve ter sido o máximo!!!!!! Bjus linda!!!!

  7. Heuziwanne Andrade diz:

    Oi Adri, adorei o post de hoje, vc parecia bem feliz e para mim que sou nova por aqui (blog), fiquei sabendo várias coisinhas da sua vida, da do Wando (obsceno, hehehe) e da Gabs Pouchain. Adoro tapioca, mas aqui em Fortaleza é muito fácil de encontrar e baratinho 🙂 Acho que seria muito divertido te conhecer pessoalmente, sua alegria e carisma, ver todos seus bichinhos (amo animais) e fora que heu não ia achar ruim emprestar minhas unhas para fazer uns reloginhos para o blog!!! Bjãoooooo querida…

  8. Patrícia diz:

    Adorei tanto o post de hj que sinceramente nem senti falta dos reloginhos, Vc escreve maravilhosamente bem. Parabéns

    Bjs

  9. Bárbra Teles diz:

    nossa.. q POST.. rs
    me diverti lendo..
    imaginando o papagaio. kkkkk mto boom…
    aaii q vc falou de tapioca.. q deliciaaa… faz tanto tempo q não como.. conheci qnd fui para fortaleza. uma maravilha..
    sobre o frances.. nossa.. como tenho vontade de aprender.. acho lindo d++..

    e do jeito q vc falou sobre a KK já estou ansiosa tbm.. kkkkkkk
    e preparando o bolso.. 😛

    bjo0s

Obrigada pela visita e pelo seu comentário!!! <3

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s