A partida

Poisé, este é meu último dia. Amanhã pego o primeiro voo do meu retorno pra casa, para Dallas, às 17:30h horario do Brasil. Chego no domingo às 9 da manhã.
Minha amiga foi convidada pelo colega de turma para sairmos para comemorar o aniversário dele, mas eu estou um prego. Mal consigo andar. Meus pés estão cheios de bolhas. Não sei se será uma boa ideia eu ir.
Esta manhã, depois de comprar os esmaltes Del Sol, voltei pra casa e dei uma arrumada na mala. Depois saí com minha amiga pra almoçar. No meio do caminho esbarrei numa “lojinha”, em que não pude resistir me dar um miminho de presente. Aliás, é um mimão, que eu não consegui comprar em NY, porque não tinha essa estampa que eu queria, mas pra minha sorte encontrei aqui (ou será azar?).
Será que eu exagerei no meu mimo? rsrsrsrsr

Estou ansiosa pra chegar em casa e mostrar os esmaltes pra vocês. Vamos ter alguns sorteios legais, aguardem!
NO DIA SEGUINTE…
===================
Minha amiga resolveu sair sozinha com o amigo do curso. Eu nao tinha a mínima condição de sair. Meus pés estão acabadérrimos e cheios de bolhas. Arrumei as malas e pesei. Caramba! Estão com uns 30 quilos cada uma! E o medo de ter meus esmaltes apreendidos é enorme, mas eu só vou saber isso quando chegar no Rio no domingo de manhã. Até lá nem sei se vou conseguir descansar direito. Por isso eu resolvi não sair.
Agora são 1:30 e minha amiga não chegou ainda. Como às 20:30 eu já estava começando a dormir, agora perdi o sono. Ontem mesmo eu já marquei um taxi pra vir me pegar aqui às 9:30, 13:30 horário do Brasil. É nessas horas que o “pirlimpimpim” seria ótimo, se existisse. A parte de ficar mofando na poltrona de um avião no mínimo 10 horas deveria ser facil de ser ignorada, mas não é. E ter que fazer conexão é a pior parte, com aquele estresse todo da segurança, só faltando tirar a roupa e encarando um pessoalzinho mal humorado. Devem ser instruidos a ser antipáticos.
Estou doida pra chegar em casa e amassar Gabi e os nossos porquinhos (da Índia).
MAIS TARDE, ÀS 08:45…
========================
Estou apreensiva. Em pânico, talvez. A ideia de viajar sozinha e preocupada com as malas é terrível. Se ao menos o voo fosse direto o problema seria menor um pouco. Ainda vou ficar mofando no aeroporto 3 horas antes de embarcar. Quando se tem alguém pra conversar o tempo até passa mais rapido, mas sozinha… que droga! Se Deus quiser, tudo há de dar certo, e eu vou chegar em casa muuuuito aliviada. Gabi disse que está frio, e eu estou ansiosa por pegar um friozinho. Detesto calor. Só espero não ficar nervosa a ponto de roer as unhas!
Bem, seja o que Deus quiser. Vou continuar aguardando impacientemente o taxi. Vejo vocês no Brasil!

Anúncios

Sobre Adri Portas

Tradutora, Blogueira e Filósofa (da vida)
Esta entrada foi publicada em Viagem. ligação permanente.

Obrigada pela visita e pelo seu comentário!!! <3

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s