Como conservar seu esmalte por mais tempo no vidro

Nós que somos obcecadas por esmaltes geralmente temos toneladas de vidros deles. E a coleção só vai aumentando a cada novo lançamento no mercado. E como o mercado de esmaltes está em plena ascensão, inclusive com novas marcas sendo lançadas, a tendência é a nossa coleção inchar ainda mais. Chegamos ao cúmulo de comprarmos esmaltes que nunca usamos, e ainda vemos (e ouvimos), com toda razão, nossos digníssimos darem ataques de perereca quando ameaçamos comprar algum esmalte na presença deles, como foi meu caso na minha última viagem, para Natal (fracasso total…)

O grande problema de ter uma coleção tão grande, é que a gente só tem 10 dedos! (tá certo, 20 se formos contar com os pés). Dependendo da marca (tamanho do vidro), da cor, da cobertura, do tamanho da unha, “barbeiragem” na hora de fazer a unha, quantidade de camadas aplicadas e do nosso “pãodurismo”, um vidro de esmalte pode fazer até 12 manicures (mãos, heim!). Se você tem uma coleção de 100 esmaltes, isso daria 1200 manicures. Se você faz unha (das mãos somente) uma vez por semana, você precisaria de 23 anos para acabar com todos os esmaltes!!!!!!!!!!!! Já tinha parado pra pensar nisso? A menos que você saia distribuindo esmaltes por aí ou fazendo as unhas de todas as suas amigas, seus esmaltes vão ficar logo duros como um tijolo.

É recomendado que não se use o esmalte após o seu vencimento. Mas cá pra nós, isso dá uma dó danada, não dá? Alguém consegue jogar fora um esmalte vencido? (fala sério!) Eu não consigo! Só jogo fora o que eu não gosto, e assim mesmo se eu não usá-lo para fazer um franken (post de 19/05). E se jogar fora, guardo o vidro pra fazer meus frankens (post de 02/06/11). E não jogando os esmaltes vencidos fora, vamos acumulando aquele montaréu de vidros e nem temos mais lugar pra colocar.

A vida útil do esmalte inevitavelmente uma hora acaba! É como nós, um dia vamos morrer! E assim como nós temos que nos exercitar e ter uma alimentação e hábitos de vida saudáveis para vivermos mais tempo, podemos também dar uma forcinha pros nossos esmaltinhos para que eles fiquem uns vovôs enxutos, rsrsrsrsrsr. Então, o post de hoje é sobre o que podemos fazer para conservar nossos esmaltes por mais tempo nos vidros.

Pra começar, a primeira coisa que temos que fazer é evitar deixar o esmalte aberto muito tempo. Ainda mais os esmaltes de hoje, cujas fórmulas permitem que ele seque muito mais rápido que os de antigamente. Piscou o olho, o bicho tá seco!

Outra coisa importantíssima, é limpar a boca do vidro com um algodão embebido em acetona, assim que terminar de usar. O acúmulo de esmalte na boca do vidro endurece e deixa buracos que permitem a entrada de ar no vidro. Vejam a foto abaixo. Na foto da esquerda você pode ver um vidro de esmalte que não foi limpo antes de ser fechado (obra da dona Gabi!!!), e ficou o tal buraco depois que o esmalte secou (apontado com uma seta). O esmalte estava já grosso quando abri. Para ampliar, clique na foto.

Se aconteceu isso com algum esmalte seu, retire o esmalte endurecido da boca do vidro com uma espátula ou algo parecido (não use a unha senão pode quebrar – e não quero ninguém me culpando depois!), deixando a boca limpinha (foto do meio). Veja a quantidade de esmalte duro que saiu da boca do meu vidro!

Se o esmalte já estiver grosso, dilua com extra brilho (Impala) (post do dia  23/04) ou outra marca, em que o produto seja bem ralo. É claro que extra brilho pra diluir esmalte matte (fosco) não vai dar certo, né? Aí vai ter que usar diluente específico mesmo. Como eu uso muito extra brilho para “recauchutar” esmaltes (veja as vantagens no post de 23/04), já que eu quase não tenho foscos, eu acabei comprando o vidro de extra bilho de 60 ml da Yamá, já que o da Impala eu nem sempre consigo achar pra comprar. Esse da Yamá é ralinho também e eu adorei usá-lo para renovar meus esmaltes, embora meu preferido ainda seja o da Impala.

Depois que limpar a boca dos esmaltes e diluir, se necessário, feche bem o vidro para que não entre ar.

É fundamental manter seus esmaltes longe do calor e da luz do sol. O calor prejudica a qualidade do esmalte e até desbota a cor. Há várias pessoas que conservam seus esmaltes na geladeira. Eu não faço isso porque senão eu precisaria comprar um frigobar só pra isso, kkkkkkkkk (por enquanto estou só no frigobar – pior quando precisar partir para aquelas geladeiras enormes de bar [que guardam cerveja]). Então, a pedida é guardar seus esmaltes em um lugar, preferivelmente escuro e bem fresco (como um vinho, numa adega).

Conservar seu esmalte, ajudará a manter suas propriedades e a mantê-lo na unha por mais tempo. Não esqueça também da nossa dica importante para manter esmalte na unha por mais tempo (post de 26/05).

Não devemos esquecer uma coisa MUITO importante e que poucas pessoas reconhecem. Você sabe aquele esmalte daquela marca carésima? Ele custa caro porque a qualidade dele é muito melhor. O fabricante, preocupado com a qualidade, durabilidade e acima de tudo com a nossa saúde, investiu muito mais em pesquisas e matéria-prima de primeira qualidade para a sua fabricação do que aquele fabricante que vende seu esmalte a R$ 1,00 (se é que esse fez alguma pesquisa)! Então, não espere um milagre desse esmaltezinho humilde. Ele vai endurecer mais rápido que aquele que custou os olhos da cara! (desde que você saiba como mantê-lo, é claro!) Ah, e quando me refiro a “caro”, eu não estou considerando o valor dos impostos de importação, dos esmaltes estrangeiros, tá?
Adri
😉

Advertisements

Sobre Adri Portas

Tradutora, Blogueira e Filósofa (da vida)
Esta entrada foi publicada em Dicas, Você Sabia? com as etiquetas . ligação permanente.

11 respostas a Como conservar seu esmalte por mais tempo no vidro

  1. Nininha diz:

    Gente minha dúvida é sobre os esmaltes ora carimbo vencidos ,os da lá femme eu tenho uns que venceu estão molinhos cheiro e cor normal queria saber se ainda posso usar ?obrigada

    • Pode. Esmaltes duram quase 10 anos se forem mantidos em local fresco, longe de luz solar ou muita claridade e bem tampados

  2. Mayra diz:

    A-M-E-I!!! PEGUEI VARIAS DICAS QUE EU NAO SABIA! PARABENS PELO POST E SIMPATIA!

  3. virginia maria de araujo diz:

    oq fasso para o esmalte nao da bolinha?

    • Oi Virginia!
      Olha, a esmaltação pode lotar de bolinhas por razões diferentes: vento, calor, esmalte grosso demais…
      Procure esmaltar longe de fontes de vento (janelas, ventilador, condicionadores de ar) e fuja de locais quentes. Deixar as mãos repousando em água gelada (por pouco tempo) ou colocar uma toalhinha molhada com água gelada embaixo da mão pode auxiliar a baixar a temperatura da mesma.
      Procure notar se o problema não é o próprio esmalte, que pode estar grosso demais, e evite passar camadas muito generosas, pois isso pode ser a causa das bolinhas. Se o problema for o esmalte grosso demais, use algumas gotinhas do Diluí da Impala para recuperar a viscosidade original do esmalte. Coloque umas 3 ou 4 no vidrinho, mexa e analise se a situação melhorou. Se necessário coloque mais, mas “vá com calma” nessa hora. Nada de colocar uma infinidade de gotinhas ao mesmo tempo. Não recomendo que uses óleo de banana. Invista no Diluí que é mais seguro.
      Já percebi que algumas bases que usei eram mais propensas a causar bolinhas nos esmaltes. Experimente trocar a base por uma mais fluida, e não exagere na quantidade de produto no pincel.
      Somado a todos estes cuidados, o uso de um top coat de secagem rápida ajuda muito a prevenir ou disfarçar as bolinhas. O top coat da Vefic é uma boa opção nacional, ou mesmo a Cobertura Intensificadora da Cor da Colorama (o famoso “roxinho”). Já entre os importados recomendo o Invincible Dry Fast Top Coat (da Invincible Nails) ou o Mavadry (da Mavala).
      Espero que essas dicas te ajudem. 😉

  4. E o dilui da Impala não pode usar não?!

    • Eu confesso que nunca usei esses diluentes, portanto não tenho base para afirmar se a qualidade do resultado é boa ou não. Como o extra-brilho sempre foi perfeito pra mim, eu nunca vi necessidade de testar outras coisas. Na verdade, quando eu comecei a usar extra-brilho não existia no mercado ainda produtos específicos para diluição. Você pode testar e nos dizer o que achou. Vamos adorar essa participação sua! bjim

  5. Nossa… Não vou fazer as contas já que tenho mais de 400 esmaltes.
    rsrsrsrsrs

    Nunca esqueçam de, NUNCA, NUNCA mesmo, usar óleo de banana nos esmaltes e nem acetona para amolece-los.

  6. Menina! Você deve ter mesmo muuuuuitos! Rsrsrrrsrsrs

  7. Deise diz:

    Eu tenho que fazer uma varredura de tempos em tempos, para ver o estado do baby! Morro de dó de jogar fora um esmalte que eu gosto, mas é difícil gastar todo. Eu comecei a calcular quanto tempo levaria pra usar toda minha coleção, mas desisti quando vi que preciso viver uns 70 anos, sendo que já tenho 50…isso se eu não comprar mais nenhum! Acho que minha filha e sobrinhas serão presenteadas! De todo jeito, cuido bem pra aumentar a vida útil de cada um, mais por amá-los muito!

Obrigada pela visita e pelo seu comentário!!! <3

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s