Azulejo Português

Olá meninas,

Se preparando já para o Ano Novo? Espero que todas tenham tido um ótimo Natal, na presença de seus familiares e amigos queridos.

****

Eu não ia fazer post dessa mani, porque eu só a fiz de curiosidade, pra ver como ia ficar; eu só ia pôr a foto no Facebook. Eu resolvi fazer essa mani porque alguém lá no Face, quando viu a nossa placa DRK-A, disse que bateu o olho nessa estampa e imaginou logo um azulejo português, e pensou em como ficaria bonita uma mani com esse carimbo. Em momento algum antes eu havia pensado nisso.

Achei a ideia bem interessante e resolvi experimentar. Como azulejos portugueses são coisas antigas, eu preferi não fazer com base branca, pois o branco dos azulejos antigos fica meio amareladinho por causa da “idade”, então eu resolvi usar o esmalte JULIE, da Hits, para fazer a base do carimbo.

Esse esmalte tem cor de leite condensado, mas é mais claro um pouco. Digamos que seja um branco “sujinho”. É bem o típico branco envelhecido mesmo. E para carimbar, usei o esmalte azul de carimbo da Konad.

Uma coisa que eu achei engraçada nesse esmalte, é que ele não saiu todo do carimbo, ao carimbar a unha. Depois que eu carimbei, a borracha continuava com a estampa inteira. É como se o esmalte tivesse se dividido em duas camadas na borracha, e metade veio pra unha e a outra metade ficou lá. Bem, o importante é que deu pra carimbar.

Vejam aqui o resultado dessa mani portuguesa:

Eu achei muito interessante essa ideia. E como eu tenho raízes Portuguesas, eu achei beeeem legal. Fiquei bem feliz com essa homenagem aos meus avós paternos, em pleno dia de Natal.

Sei que não é uma mani para qualquer ocasião. Muito(a)s não leitore(a)s do blog, vão olhar e zoar por causa da estampa, mas foi uma ideia legal e inusitada. E eu só resolvi fazer o post porque a Nina achou bonito. Ah, e Gabi gostou também (milagre). E vocês, o que acharam?

Bjs

Adri =)))

Skull and Glossbones – OPI – Konad m65

Recebi hoje dois convites da 5Cinco para a Feira Hair Beauty no Riocentro no Rio de Janeiro. A Luciana foi muito gentil em me dar os convites. Obrigada, Lu!

Eu ia no sábado, mas Mary tem um churrasco da turma do colégio pra ir, então me pediu pra irmos no domingo. Mas com essa chuvinha chata que assola o Rio de Janeiro, ir sozinha para o Rio de Janeiro me desanima por demais. São, afinal, mais de 3 horas de viagem. É “dureza” morar longe da violência do Rio. Vou pensar com amor e carinho se vou ou não. Nem todas as empresas vão estar lá, mas eu queria muito não precisar ter que dirigir tanto.

Chegaram hoje duas plaquinhas que eu comprei da Konad Brasil, mais o esmalte preto de carimbo.
Resolvi experimentar logo, porque a curiosidade de saber se eu conseguiria carimbar era grande.
Para fazer o fundo, escolhi um esmaltinho cuja cor eu amay assim que vi, o Skull and Glossbones da OPI. Ele é um cinzinha mimoso por demais. Há aquelas que torcerão o narizinho para essa cor, mas eu adooooro.
Eu definitivamente tomei uma baita surra desse carimbo. Até pegar o jeito leva tempo. Quero ver como vou me virar com as placonas Dashica quando chegarem
Mesmo tendo tirado e colocado o esmalte umas 50 vezes, porque o carimbo ficou uma titica, ficou tudo uma caca. Tudo bem que meu senso crítico é carrasco demais, mas eu tenho SEMANCOL. Ficou uma droga! Mas, quem sabe fazendo várias vezes eu acostumo e pego o jeito. Pelo visto vou ter que comprar uns 20 vidros de esmalte de carimbo… Fazer o que! E a lambança??? Aff!

Escolhi para estampar, a plaquinha m65 da Konad, com o esmalte de carimbo preto Blant Colors.
Tenho certeza que nas próximas vou melhorar. É só pegar o jeitinho. A sorte é que a gente só percebe a titica de pertinho. De longe parece lindo. E o cuidado com o top coat tem que ser grande. Um pincel encharcado de top coat e uma passada só em cada lugar. Se passar duas vezes, já era! Borra tudo!
Ah, antes que eu me esqueça, quero agradecer a força que minhas amigas do coração, que me acompanham todo dia, têm me dado. Vocês estão distantes, mas estão mais perto de mim do que muita gente. Grande beijo no coração de vocês.
Bjs
Adri =)

Pied-poule Konad m63 (by Nina)

Oi gurias!
Esse post de hoje não foi escrito pela Adri. Quem vos fala é a Nina, então sejam gentis e perdoem a falta de prática em blogar, ok?
Essa semana que passou eu andei usando carimbo novamente. Quando mostrei pra Adri ela cacou e quis postar aqui, mas está assoberbadíssima (e é só por isso que eu estou escrevendo hoje).
Aliás, a Adri cacou tanto que na hora já colocou a foto no facebook. Gurias, eu não esperava tanto sucesso! Acho que nem a Adri. Choveram comentários! E “o assunto” ainda continua rendendo. Até mamis comentou a fotinho, me dando os créditos (pq alguém se marcou na minha foto e ficou uma coisa meio estranha… aí ela “defendeu a cria” uahauah)
Bom, eu não tenho lá muita prática com carimbo… e esse que usei não ficou exatamente como eu gostaria. Por ser de unha inteira, no dedão ficou uma falha que eu tentei consertar e foi totalmente fail. Não sei se minhas unhas são largas ou se foi total falta de coordenação ao carimbar… Vou me empenhar pra melhorar o acabamento… Mas que o desenho podia ter mais uns 2 milímetros, bem que podia. #alôKonad
Usei a placa m63 da Konad, e escolhi a estampa pied-poule. Como esmalte de base usei o meu amado-idolatrado-salve-salve Risqué Preto Fosco e, para carimbar, o esmalte Impala Cromo Prata. Pra finalizar uma generosa camada de Extra Brilho da Ideal, que em algumas unhas borrou o carimbo. #fail again!
Gostei do resultado, mas eu queria mesmo era carimbar com branco. O problema é que meu esmalte branco pra carimbo é uma água e ficou péssimo. Aí tive que apelar ao prata mesmo.
Observem (e sejam boazinhas nos comentários tá? ;))
Era isso pra hoje gurias.
Beijão,
Nina

Nail Art Cacante

Cacante? A galera do Facebook que o diga! A mulherada bombardeou com comentários a foto que pus lá. Tomei até um susto.
Nina dessa vez se inspirou de uma forma que eu nunca vi igual. Incorporou o espírito do Pablo Picasso das Unhas na mulher e ela resolveu pôr pra fora todo o talento que existe nela. Não sei nem se consegue fazer outra proeza assim de novo! Coincidentemente eu fiz um parecido, mas não lembro se foi antes ou depois do dela (velhice, sabem como é).
Olhem a obra de arte de moça!
Não sei se vocês repararam, mas cada mão ficou de uma cor, no entanto, com a mesma cobertura.
Ela usou na de cima (mão direita) o esmalte LOL da China Glaze, que é um holográfico roxo muito lindo, e por cima Hefesto da Hits. Finalizou com carimbo m65 da Konad com esmalte para carimbo preto da Blant Colors.
Na unha de baixo (mão esquerda) ela usou o Jenny da Rivka, que também é holográfico, e usou o mesmo acabamento da mão direita.

Não satisfeita, ela deu o golpe final na gente colocando no youtube a filmagem dessas obras magníficas. Infelizmente a câmera dela é meio rebelde e ficou tirando o foco. Mas isso não atrapalha a observarmos a lindeza dessa esmaltação.

E quanto à minha humilde cópia (nem sei se foi plágio, porque não lembro se fiz antes ou depois), é a seguinte:
Aqui carimbei com esmalte Konad branco usando a placa m64, sobre o Venus (Ki Cor) + Hermes (Hits), que eu coloquei outro dia. Esses carimbos realmente dão um toque très chic às unhas.
Para matar a pau de vez, olha o que ela fez de maldade!

Bjs
Adri =)

Dica para conservar sua plaquinha de carimbo como nova

Tenho observado a grande procura por dicas sobre como preservar as plaquinhas de carimbo. Eu já passei por isso também, mas consegui há tempos resolver o problema de manter minhas plaquinhas longe dos arranhões tenebrosos.
Quando comprei meu kit de carimbo e usei pela primeira vez, fiquei com uma dó danada de como a plaquinha ficou com aquele raspador horrendo. Ficou tudo arranhado e feio. Nas próximas que comprei, não quis dar o mesmo fim, e tratei de pensar em uma forma de proteger minhas plaquinhas para que elas ficassem sempre novinhas. A solução que encontrei foi usar um cartão de pvc velho, tipo cartão de crédito, que era um ingresso de fórmula 1. Cortei o cartão e uso ele como raspador. Funciona perfeitamente e não arranha a plaquinha. Depois que passei a usar o cartão nas plaquinhas novas, elas estão ainda como novas.

Para ajudar mais ainda a preservar, eu guardo as minhas plaquinhas em um potinho de lenços de remoção de esmalte. Cabem como uma luva. Além de conservar, ficam todas juntinhas, sem roçar umas nas outras, e sem risco de perder.

Espero que vocês tenham gostado dessa dica!

Aproveito este post para dizer que chegou FINALMENTE a minha encomenda da Glitter Gal. Como os Correios estão em greve, jamais imaginei que fosse ter uma surpresa dessas. Olhem minhas encomendinhas aê!


Comprei esses esmaltes quando ainda não tinham lançados os holos das diversas marcas nacionais, pra vocês verem quanto tempo tem. Já tinha dado por “perdido” e me conformado com o preju. Para alívio da Dory, o dela está salvo. Agora tenho que achar donas para dois destes pratas.

Demorou tanto que já nem sentia mais ansiedade. Por falar em ansiedade, vou mostrar a vocês como a Nina é má, má, má, mil vezes má! Olha o que essa bruxa mandou pra mim, e quase matou Fifi do coração!!!!! Desse jeito vou ter que fazer um seguro de vida pra Fifi!!!!

Não tenho que puxar a orelha dessa menina??? Eu aqui doida pra comer uma coisinha salgadinha diferente, e ela vem com essa tortura visual! Voyerismo gastronômico não é comigo não, viu!? Meu negócio e ver e comer, e não ficar a ver navios! Ninguém merece!!!!

Bjs
Adri

Viridian – Illamasqua

Depois de usar meu super INSTANT CUTICLE REMOVER, deixei minhas unhas limpinhas e resolvi usar um esmalte que me encantou à primeira vista. o VIRIDIAN, da ILLAMASQUA. É um verde-esmeralda (meio azulado) queixicainte (de cair o queixo) com microglitter, quase perolado. Eu juro que não gosto de verde, mas esse é uma coisa do outro mundo! Amei loucamente!!!


Para um charmezinho, apliquei um carimbo com esmalte prata da Hits só no polegar, da plaquinha m40. E vocês poderão observar que sob a luz fluorescente, o esmalte fica mais azulado do que à luz do sol, como na foto de cima.
Antes de aplicar o esmalte, resolvi experimentar o tal BONDER da ORLY, do qual falam tanto. É uma base dita emborrachada, que promete aderir o esmalte melhor na unha. E para finalizar, usei o WON’T CHIP, também da ORLY, que é um top coat dito à base de polímeros, que promete proteger o esmalte de lascar.
Vamos ver agora quanto tempo vai durar esse esmalte. Prometo que não vou tirar antes de começar a lascar. Coloquei ele nas unhas no dia 20/7.

Mais Konad

Recebi as minhas novas plaquinhas da Konad com grande euforia, pois eu estava doida pra usar as novas opções de imagens, inclusive, uma delas é recém-lançada no mercado, a M82. Junto com essa, comprei a M40 e a M67. Achei as três muito lindas. Dá pra fazer bastante arte por aí.
Aqui estão as plaquinhas: da esquerda para a direita – M40, M67 e M82. Para ampliar, clique na imagem.

Uma dica legal pra preservar as suas plaquinhas, sem arranhar, é usar um pedaço de cartão, como os cartões de crédito. Os cartões realmente funcionam. Não riscam nadinha e tiram muito bem o excesso de esmalte, deixando só o que está no relevo, que irá grudar no carimbo.

Kit Konad

Minha amiga Erika, assim como eu, adora esmaltes. Tem tantos quanto eu e está sempre nas lojas como eu. Nunca havíamos conversado antes sobre os carimbos Konad. No dia em que ela veio à minha casa, mostrei a ela, orgulhosamente, minhas unhas pintadas com o carimbo da Konad, crente, crente que estava mostrando para ela uma grande novidade (na minha cidade isso é muita novidade). Só que minha cara ficou no chão quando ela me contou que quando morou no Japão, há algum tempo atrás, isso virou febre por lá, e que na época ela comprou um kit completo da Konad (com plaquinhas, suporte, carimbo e esmaltes), e que, segundo ela, custou uma ninharia. Além de ter quebrado a cara com a decepção de mais uma “novidade dos tempos da vovó”, ainda fiquei morrendo de inveja raiva, porque aqui no Brasil uma mísera plaquinha custa R$ 13,00 (e no kit dela tem 11!!!!)
Surpreendentemente, ela me disse que não ligava muito para os carimbos e disse que os emprestaria para eu me divertir um pouquinho. Não preciso nem dizer que entrei em frenesi! Quando ela voltou aqui e trouxe a caixinha, eu parecia criança ganhando um brinquedo hi-tech importado. Essas coisas são demais para meu coração esmaltólatra! Agora tenho muitas opções para variar minhas unhas. Espero que ela esqueça do kit por muito tempo, mas sabendo que ele estará em ótimas mãos. Olha o kit “brinquedinho” aí!

Ana Paula

Nossa seguidora, Ana Paula, disse que só curte cores mimosinhas e transparentes, e pediu-me uma sugestão para variar os corriqueiros Renda, Paris, Cigana e os transparentinhos de tons rosados. Para quem tem resistência a mudar de cores, a coisa fica meio difícil de variar, sem fugir muito desse tradicional. E não querendo mudar demais “o tradicional”, eu acrescentei duas coisas que eu acho que não ficaram berrantes para as que são resistentes à mudança de cores. Minha missão de hoje em diante será fazer a Ana Paula mudar de ideia quanto a usar cores mais alegres, que, com as unhas bem feitas, deixam qualquer mão liiiiinda! Da mesma forma que eu um dia fui como ela e me “corrompi” pelas cores festivas, eu acho que vou tentar corrompê-la também. Vou pintar bastante as unhas da Isabela (filha dela) de cores e combinações bem diferentes. Quem sabe eu ganho pelo cansaço, rsrsrsrs
Bem, Ana, o que eu fiz aqui, além de usar o esmalte branquinho transparentinho, foi usar um carimbo branco e cobrir com um glitter discretinho. Primeiro passei a base, duas camadas de França (Colorama), carimbei usando esmalte Francesinha (Ki Cor) e plaquinha M8 da Konad e depois cobri com o art glitter 333 (Hits Speciallitá). Se não usar o esmalte específico da Konad, é preciso usar um esmalte com pigmentação bem forte. Esse da Ki Cor é ótimo! Há inúmeras estampas lindas da Konad. Basta escolher a que te agrade mais, e você vai fazer muito sucesso com sua nova opção de cor. Espero que goste desta sugestão. Para ampliar a foto, basta clicar sobre ela para ver com mais detalhes.

Maria Cereja

Já tem um tempo que não uso o tão surrado vermelho nas unhas. Com tantas opções de cores, hoje em dia, meus vermelhos ficaram escondidos num cantinho da maleta preparando uma conspiração contra mim. Deus ouviu suas preces e finalmente entrei num clima de flashback , e pintei as unhas à la femme fatale. A cor escolhida foi Maria Cereja, irmã gêmea da Maria Flor, da Impala. Tem também um quê de 5ª Avenida da Colorama. É um vermelho bem diferente, meio puxado pro rosa. Não sei explicar direito. A única coisa que eu consigo dizer COM CERTEZA, é que na foto a cor não fica igual ao vivo e em cores. Até tentei tirar uma foto “studio” e uma no sol, mas não houve jeito de mostrar a cor. Só sei que é um vermelho muito bonito e alegre.
No clima de “estreia do meu novo produto”, eu apliquei, ainda, carimbos dourados da Konad (plaquinha que vem no kit de carimbo), com esmalte da linha Cromo, dourado, da Impala, e finalizei com um top coat. Foram necessárias 3 demãos de esmalte, pois ele é meio ralinho (nesse ponto os esmaltes da Hits são 10! Praticamente uma camada é suficiente) O carimbo dourado dá um ar tão rococó às unhas, e sobre o vermelho do Maria Cereja ficou realmente chic! Bem, aí vai minha experiência de hoje. Espero que gostem!