Guggen I’m Lime – Finger Paints (???)

Olá amiguinhas!

Eu desapareci porque a coisa não está mais feia por falta de espaço. Nem consegui estudar até agora, e nossa prova de francês é amanhã. Minhas unhas, nem preciso dizer que estão piores que unhas de pedreiro, sem falar na mão e braço arranhados pelo nosso queriducho Harry.

Ontem fui, finalmente, ao gastro. Vou fazer uma endoscopia na quinta-feira pela manhã, para tentar descobrir se a azia crônica que sinto tem alguma causa específica ou é só frescura mesmo. Aproveitei e pedi um exame de sangue completo, pois desde que minha ginecologista (que era quem pedia os exames anuais) parou de trabalhar, eu não sei às quantas andam minhas taxas. O colesterol já deve ter chegado à estratosfera. E o médico, é claro, me passou uma listinha do que não devo comer. Vamos ver se agora perco peso!

Hoje acordei às 5:45 da manhã e fui sozinha caminhar, porque dona Mary se recusou a ir. Caminhei uns 40 minutos, e voltei quando o sol já dava as caras. Não gosto de caminhar com sol. Depois, foi uma correria só.

Passei a manhã toda às voltas com a contratação de Mary na empresa em que começará a trabalhar como jovem aprendiz. Ficamos a mofar na titica do CIEE (Centro Integração Empresa-Escola) mais de duas horas, esperando o raio da impressão do contrato. Lamentavelmente nada do governo anda rápido. Ou seja, perdi a manhã toda nessa lenga-lenga, e só consegui começar a trabalhar depois do almoço.

Tenho tanta coisa para fazer que estou deveras desanimada. E mais desanimada ainda, estou porque não estou tendo tempo de cuidar das sabuguettes, que estão um verdadeiro lixo, e com tanto esmalte na fila pra andar.

Um cliente desovou aqui em casa alguns trabalhinhos…

Quando vi isso, tive vontade de chorar. Mas, as viagens me movem! Vendo Dory curtir sua viagem à Europa, atualmente na Alemanha, eu só consigo pensar em trabalhar, trabalhar, trabalhar, pra viajar, viajar, viajar! E vamos que vamos!

Semana passada Mary quis pintar as unhas com uma misturinha que ela fez. Tínhamos um esmalte verde, que virou amarelo: o GUGGEN I’M LIME, da Finger Paints.

O esmalte era assim:

Vejam de que cor ficou, só estando no escaninho, sem pegar sol direto:

Gabi acrescentou ao esmalte duas ou três gotas do Azul Hortência da Risqué, e ele voltou a ficar verde, como vocês podem ver no vidrinho.

E os reloginhos the flash são esses dois míseros:

E como o post também é the flash, pelo motivo óbvio que já informei, deixo aqui com vocês uma nova foto, de uma estranha garrafa que apareceu no meio do meu fardo de mate:

Beijocas e até qualquer hora!

Adri =///

Warm He-Art-Ed – Finger Paints

Sei que a última cor que pus aqui é parecida com essa, mas eu estava louca pra usar esse esmaltcheenho. Ademais, não acho que com cotoquettes fique bom cores chegay, então, foi esse o verniz da vez.

Quando eu bati o olho nesse esmalte lá na KK endoidei. Ele tem uns brilhinhos rosados lindos. Na verdade, os brilhinhos são de cores diferentes, conforme vocês notarão nas fotos, mas durante o dia predominam os nanobrilhinhos cor-de-carne.
Essa marca realmente tem umas cores pra lá de cacantes. Eu fico “doidja” quando vejo. Quero pegar tudo. As cores são alegres e bem marcantes.

No geral, os brilhinhos que aparecem mais são esses que estão no vidro.

Para quem não gosta de esmaltes discretos, com tons de nude, certamente não vai gostar desse. Eu sou suspeita, porque tirando abacatossauros, eu “gostcho” de quase tudo. Não sou como certas pessoas que são só clorofilo-celestial-roxal e ponto! (Ui, senti essa “alfinetada”, auhaahahu. Nina)

Babem!

Mas olhem, eu vi as fotos deste post no meu PC e no notebook. A diferença de cor é gritante. No monitor do computador as cores são muito mais bonitas e próximas do que o esmalte realmente é. Isso me faz reconhecer que quando eu quiser procurar algum reloginho de esmalte na net tenho que fazer isso no PC e não no note.

Como eu já disse, vocês poderão comprar essa belezura no Brechó. Para ver as cores que ela tem por lá clique aqui. O preço é fantástico; somente 20 reaizinhos!

E na Seção BF de hoje, conforme prometido, segue o vídeo da AVE junto com o coleguinha que encontramos. Reparem que a ave está na dela, calada como um túmulo. O outro, às gargalhadas, quase me matou de rir, e, na verdade vocês vão ouvir mais meus escândalos do que outra coisa, mas vão acabar rindo também, tenho certeza.

Depois me digam o que acharam da risada do coleguinha, se conseguirem identificar a risada dele!

E na BF 2…

Dory, minha filha, SEJA MUITO BEM VINDA, você e os 258 esmaltinhos que trouxeste dessa santa viagem. Tá, exagerei! Mas uma coisa posso dizer pra vocês, amigas, (quem conhece essa história vai saber do que se trata) aquelas duas caixas de “documentos” já estão precisando de uma irmãzinha, uhahuauhauhauhahuahuahuha. A “família” tá crescendo tão rápido que daqui a pouco ela vai ter que expulsar o marido e o filho de casa pra caber os “filhinhos” todos dela, uahuahuauhuahhuahuauha

Ela me contou que ela “converteu” uma colega da faculdade, e que a mulher agora anda doidinha com esmalte, uhahuahuahuahuahu Isso me deu uma ideia! Vou fundar a Igreja das Esmaltaradas. Já temos a Nossa Senhora das Esmaltadas (esmaltadas mesmo), já mencionada aqui em outras ocasiões, então podemos fundar a igrejinha, porque, o que tenho visto de novas convertidas por aí, não está no gibi! Só que o dízimo vai ser em esmalte! kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk Atire a primeira pedra quem nunca deu uma convertidinha em alguém! O que acham da ideia da Igreja? uhauhauhahuahuahua

Beijos!
Adri =)))

Expressionist Red – Finger Paints

Estão dispostinhas a ler bastante hoje (de novo)? Então peguem o tradicional cafezinho e sentem para mais um livro.

Aloprei e arranquei o esmalte das unhas. Resolvi fazer uma sessão de terapia intensiva com Vita Surge. Apesar de minhas unhas estarem IRC, meu humor está melhorzinho. Quer dizer…. já que toquei no assunto, vou começar esse post de hoje pelas BOBEIRINHAS FAMILIARES.

Eu quase cometi um papagaiocídio hoje. A peste da galinha verde comeu a borda da minha piscina de “prástico”. A borda da piscina fica cheia de ar, e basicamente é esse anel de ar que sustenta a piscina cheia de água. Esse desgramado, que não tem o que fazer, além de assediar o pobre do Quindim (para quem ainda não conhece, um dos nossos porquinhos-da-índia) atrás do botijão de gás (essa é outra história), resolveu degustar a borda da piscina, e o resultado é que o ar do anel vazou todinho, e era uma vez a piscina. Até tentamos remendar, mas ficou uma porcaria. O buraco que ele fez era tão grande que não teve jeito. Fiquei com tanta raiva que terminei de rasgar a titica da borda da piscina, num ato de rebeldia. Gabi só ficou em pé – de longe, porque ela não é boba – rindo do meu rompante de fúria. Quase enfiei a coisa verde emplumada dentro da piscina, pra afogar o desgramado! É claro que eu falo, falo, mas só dei uns gritos com ele. Ele enfiou a violinha no saco e agora nem chega perto de mim. Geralmente ele é um chiclepato (mistura de chiclete com carrapato); não pode me ver que vem ao meu encontro, sobe no meu pé e fica “pocando” pra eu colocar ele no meu ombro.

Voltando à piscina, a nossa sorte é que encontrei a mesma piscina ano passado em uma super liquidação, e eu, #aneuróticadasliquidações, comprei para uma eventualidade, já que estava quase a metade do preço que paguei na que foi detonada. Só que agora tenho que ficar de olho e deixar sempre a porta da cozinha fechada pra esse um não comer a piscina nova também.

Por falar em porta da cozinha, esse retardado emplumado ontem à noite foi porta afora pra trás dos butijões de gás, que ficam numa casinha do lado de fora da cozinha, assediar o Quindim, que ficou com cara de paisagem olhando pra ele, talvez pensando: “Será que ele pensa que sou uma papagaia com pelos?” A “galinha verde”, completamente “horny”, ficava fazendo os tradicionais ruídos esquisitos, que muitas aqui já conhecem, e o Quindim, retardado, ao invés de rapar fora, ficou congelado olhando pra cara do seu algoz, que esticava a perna e pegava na cara do porco, meio querendo subir nele, uhauhauhauhauhahu. Nós três (eu, Gabi e minha mãe), ficamos do lado achando graça, atônitas com a cena que víamos, sem acreditar. Até o Kiwi e o Zip ficaram “na portinha”, curiosos pra saber o que rolava dentro da “casinha”. Ou estavam preocupados, querendo salvar o amigo, ou estavam fazendo fila para serem os próximos! huahuahuahuahuauhauh Foi super engraçado ver a cara dos “voyeurs”, espantados. Na casinha do gás, fica um botijão de cada lado, com um vão no meio, que chamamos de “porta”. Os porquinhos costumam dormir atrás dos botijões, e, sabendo disso, a ave foi lá jogar um charme no Quindim pra ver se colava… aff!

Já que estou na seção BF, vou concluí-la.

Falta só mais um dia para terminar esse ano, que foi, pra mim, de muitas decisões importantes na minha vida. Saber o que vai rolar no próximo ano é sempre uma incógnita. A primeira coisa que penso é: “será que vou conseguir chegar ao fim do próximo ano?”. Sabe como é, para morrer, basta estar vivo. Nada mais normal do que pensar algo assim, já que caí na farra do sedentarismo, e fico sentada na mesma cadeira praticamente 10 horas por dia. Falei com Gabi que a coisa está tão feia que se eu for pra Nova York de novo não vou aguentar o tranco, porque lá tem que ter muita perna pra andar. Teria que me preparar pelo menos uns 4 meses antes, caminhando dia sim, dia não. Como este ano a prioridade é pintar minha casa, não vou pensar em viagem tão cedo, já que pra pintar esse monstro eu gasto uma viagem pra NY. Então, pra matar a vontade, olho as fotos das minhas idas pra lá e lembro dos bons tempos que passei por lá. Mas a próxima viagem já tem destino certo. Vou pra Orlando, porque estou DOIDA pra conhecer o parque do Harry Potter. Riam, mas eu sou louca pela Disney! Ah, e eu faço qualquer coisa pra voltar no WalMart americano. Em Manhattan não tem WalMart, chuif, chuif.

Por falar em bons tempos, hoje eu fiz uma coisa que havia muuuuuuuuuuitos anos que eu não fazia: comi tapioca! GENTEM comi de rolar. Lembro que quando eu era garotcheenha minha avó, que era do Ceará, fazia tapioca pra mim com côco e manteiga. Eu comia de me fartar.

Há uns aninhos atrás, quando eu estava na faculdade aqui na minha cidade, tinha uma barracona de tapioca na porta, que ficava sempre cheia no intervalo. Lembro de ter achado engraçado ter uma barraca de tapioca aqui, tão longe do Nordeste. Foi nessa barraca que eu vi tapioca recheada com queijo, presunto, e outras coisas. Mas eu nunca comi nada lá, porque não botei muita fé nessas inovações culinárias. Eu, que só tinha lembrança da tapioca tradicional da minha avó, com côco e manteiga somente, achei estranho o acréscimo de outros ingredientes.

Algumas de vocês vão se lembrar que este ano eu fui a Natal, e lá no hotel em que fiquei eles serviam tapioca no café da manhã. Como eu estava no Nordeste, eu resolvi matar a saudade da tapioca Nordestina, e pedi uma pra mim. Ao pedir a minha, eu percebi que eles também estavam fazendo tapioca com sabores, e foi então que o “preconceito culinário” foi deixado de lado. “Se na terra da tapioca eles estão fazendo com queijo (coalho), eu vou provar esse trem!”, pensei. E adoray!

Hoje estava eu fazendo meu hortifrutizinho, quando dei de cara com um pacote de goma de tapioca pronta para fazer. Gentem, melhor que isso, só encontrando a tapioca pronta e quentinha na minha frente. Tratei de jogar um saquinho no carrinho, pra experimentar, mas não deixei de comprar o queijo coalho e o côco, claro. ME ACABAY! Comi tanta tapioca que não aguentei comer a terceira toda. Guardei no micro-ondas, e espero que ela sobreviva à Gabi.

Essa experiência da tapioca me fez reviver o passado, e, agora, enquanto escrevo esse novo livro, estou ouvindo uma música tão velha que acho que eu engatinhava quando ouvi pela primeira vez (SHE MADE ME CRY – PHOLHAS), alguém lembra disso????? Day eu sei que lembra!!!! Me diz aê, Day, te traz boas lembranças?

Bem, meninas, sei que algumas já devem ter até dormido e babado no teclado tentando ler esse post de hoje. Esmalte que é bom…Desculpem pela “escrevinhação”, mas sabe como é, quando eu pego no tranco nas bobeirinhas familiares, sai de baixo. Espero que não se importem, huahuauhahuahuahuahua.

Chega de falatório! Vamos ao reloginho de hoje, o EXPRESSIONIST RED, da Finger PANTS, como diz a Day.

Já dei uma prévia desse esmalte no post de ontem. Então nem tenho muito mais o que falar mais dele. Ele é um vermelho vivo normal, sem nada de excepcional, a não ser o vidrinho charmosíssimo.

Em gente cor de vela como eu, esse esmalte fica bem chegay. Nessa foto de cima é que eu estou vendo, gentem, como EU TÔ BRANCA!!!!!!!!!!!!!!!! Bem… antes branca do que bronzeadinha e cheia de manchas de sol. Isso eu não tenho não!

Pois bem, meninas. É isso aí. Eu tô num ritmo tão marcha lenta de fim de ano, que o trabalho, ó! Por falar em fim de ano, a nossa heroína, Dory, está indo amanhã para Boi nos Ares. No ritmo aéreo que anda o país, corre o risco da nossa amiga cear uma barrinha de cereal no avião, com sorte. DORY, MINHA FILHA, LEMBRA DOS POBRES LÁ, TÁ BOM? Quando você entrar na FarmaCity, veja, com amor e carinho, se você vai encontrar alguma coisinha interessante pra Drizinha aqui, tá bom? Boa sorte viagem, vão com Deus e divirtam-se bastante. Coma aquele “lomito” maravilhoso por mim! Não esquece de entrar na Havana e trazer umas 20 caixas de alfajor de sabores variados, tá bom? huahuahuahuahuahuahuauh

Ahhhhhhhhh, gente, eu esqueci de mostrar uma coisa pra vocês! Olhem que legal que eu achei na internet pra vender (no exterior, claro!!!!).

Não é um  rolo de papel higiênico para gente “pão dura” (alguém pode achar que ele é picotado em quadradinhos para uso único – uma passada só – huauhahuahuahuahua), é um rolo de pads para remover esmalte. Deve ser ótimo pra tirar esmalte com glitter usando o Expert Touch que a KK vende, já que algodão agarra de montão em esmalte com glitter. Se visse isso, certamente compraria. O que acharam?

Bem, vou tomar uma vergonha na cara aqui e trabalhar um cadim.

Jocas pra “vo6″ !!!

Adri =)))

Come On Coral – Finger Paints

Olá Princesas,

Para minha sorte, eu, que ando “animadíssima”, tinha uns reloginhos antigos guardados aqui, que eu ainda não tinha tido tempo de postar. Graças a Deus, porque quero ver se usando essas peças de museu eu consigo “enrolar vocês” até as sabuguettes ficarem com cara de unhas novamente. Ademais, gentem, confesso que esse fim de ano está sendo trágico pra mim. Estou totalmente sem inspiração, e as sabuguettes realmente cortaram meu barato total. Deve ser T-PO-M (tensão pós-menstrual) ou algum encosto, rsrsrsrsrsrs

Vou abrir meu coração para vocês sobre esse esmalte de hoje. Eu não sei se é o vidro gorduchinho que é super fofo, com essa logomarca super inusitada, ou as cores super legais que a marca tem, que são bem vivas e vibrantes, mas fato é que os esmaltes Finger Paints são o meu xodó. Na minha última ida ao Brechó eu saí de lá com a sacolinha cheia de Finger Paints, e quando cheguei em casa descobri que tinha 3 roxos deles, todos três super lindos, mas que ainda não usei, então, não se animem muito, rsrsrsrsrs. Eu só gostaria que o pincel fosse mais “peludo” e achatadinho, aí, pra mim, não teria igual. Ele combinaria tudo de bom que eu gosto em um esmalte. Já tenho 13 cores super maneiras dessa marca.

Quase apanhei quando pus essa foto sem o nome dos roxos. A Nina quase veio diretamente de Santa Maria me estapear. Então, atendendo ao pedido desesperado dessa criatura, coloco aqui os nomes dos “bois roxos”, como diz ela. Da esquerda para a direita: IT’S AN ORIGINALI (esse eu comprei no Brechó), VINTAGE VIOLET e HUE RANG? (tá bom assim agora, Nina??????) Agora está. Nina.

A cor que eu trago hoje é um vermelho bem parecido com o Panvel Holiday que eu ganhei recentemente de presentcheenho da Nina. Só que a cor do FP é um pouquinho mais vibrante/escura que a do Holiday. Na foto não dá pra notar a diferença bem, mas ao vivo o FP é mais avermelhadinho um pouco.

Eu simplesmente surto com esse tom de vermelho. Aliás, estou falando uma baita asneira, porque eu adoro qualquer tipo de vermelho. Eu só quase não uso porque antes de virar esmaltarada era só o que eu usava, porque não gostava muito de várias outras cores. Então nem uso muito porque aprendi a gostar de outras cores e estou “tirando o atraso”.

Eu comprei quatro vermelhos da Finger Paints, o COME ON CORAL, que é o que eu vou apresentar aqui hoje, o o STEAL MY BEATING HEART, o EXPRESSIONIST RED e o glitter vermelho pra lá de cacante, ROMANTICISM RUBY. E olha que foi difícil a escolha deles na loja, lá em Santiago.

Na foto eles estão muito parecidos, mas ao vivo têm tonalidades diferentes. Infelizmente foto é assim mesmo…

Bem, vamos ao reloginho do COME ON CORAL:

Ele é assim mesmo, um vermelho meio apagadinho, querendo ser coral. Até lembra um pouco o Retro Red, da Orly, mas o COME ON é mais avermelhadinho um cadim. Nessa mani eu usei Seche Vite, porque eu já tenho um certo vício de ter o esmalte logo seco, porque eu sou a rainha da estabanação. Esbarro em tudo à minha volta, e já cheguei ao cúmulo de trocar o esmalte da mesma unha 8 vezes. Mais duas vezes e eu teria feito uma nova mani inteira.

Desses vermelhos, só fiz mais reloginho do EXPRESSIONIST RED, que vou colocar pra vocês em breve.

Mudando um cadim de assunto, vocês viram o novo babado da hora?

Beijos meninas. Adri =)))

Gurias, na seção Bobeirinhas Familiares de hoje, eu, Nina, vou mostrar pra vocês o mimo que a Day me mandou e que chegou hoje aqui em casa. Foto da caixa toda embalada não tem, porque eu não consegui me controlar e esperar pra tirar uma foto antes de abrir tudo. Mas de cara eu já gostei que a Day é das minhas, e passa fita por tudo, especialmente nos endereços. Nunca se sabe como vão tratar as nossas caixinhas no correio (morro de medo desse “tratamento”).

Foto da caixa embalada não tem, mas tem da caixa em si. Olhem que caixa mais apropriada pro conteúdo. E reparem no recadinho…

Ora “não te entusiasma”! Tem como não? Agora o conteúdo:

Fala se não é pra cacar?!

Os Tango tem uma cobertura perfeita. Na primeira camada já ficam quase 100%. E o brilho também é ótimo. Dispensam o uso de top coat. Além disso, são perfumados. É um cheiro familiar, mas que não consigo definir. É algo doce, mas não é doce de comida, hehe.
Os Lorena também têm uma cobertura fantástica. Desconfio que sirvam pra carimbar, mas ainda não consegui testar isso. Eles me lembraram os Impala Gloss, mas dez mil vezes mais pigmentados.
E o Beauty Color parece esmalte de rycah. Muito elegante. E também ficou perfeito com duas camadas.

A Deise acertou em cheio na escolha das cores. Também veio na caixinha uma cartinha muito fofa, escrita com caneta dourada (oi, eu também sou louca por canetas). Adorei tudo, de verdade. Obrigadão, Day!

E aí gurias, me ajudem! Qual eu uso primeiro?

Beijos,
Nina


Mani Temática – Natal

Eu estava doida para experimentar os dotters que trouxe da KK. Apresento a vocês os dotters:

Esses são instrumentos feitos para ajudar a pintar bolinhas nas unhas mais facilmente. Uma pessoa que usa muito esses dotters é a Kayla Shevonne, a minha queridinha das nail arts. Foi por causa dela que comecei a não mais achar nail art brega, porque ela realmente faz ARTE. Ela faz coisas surpreendentes, e esses dotters a ajudam muito, pois são mesmo uma mão na roda. Vejam as manis artísticas dela clicando aqui.

Então, no afã de fazer meu debut com os dotters, eu resolvi fazer como a Kayla, e criar uma mani temática natalina usando as cores do natal: verde, vermelho e dourado.

Com os dotters, fazer bolinhas é uma verdadeira diversão; é super gostoso! Como foi minha primeira vez, eu acho que não acertei no tamanho das bolinhas, pois peguei o dotter maior, achando que se pegasse os menores ficariam muito miúdas as bolinhas. Acho que se tivesse usado a média teria ficado mais delicado. Já se fosse a pequena, não apareceria muito o glitter. Mas apesar de ter achado as bolinhas um pouco grandes, eu achei que ficou muito bonito AO VIVO. Nas fotos o cintilante do vermelho e o brilho dos glitters verde e dourado não aparecem muito, então ficou meio xoxinho.

Eu achei que na foto ficou tão sem salzinha (em comparação com o REAL), que perguntei pra Gabi o que ela achava, porque realmente fiquei na dúvida se faria ou não o post. Ela, com toda a sua delicadeza de hipopótamo em uma loja de cristais, disse que tinha ficado BREGA. Murchei instantaneamente. Não me conformei, porque ao vivo ficou tããããão bonito. Acabei colocando a foto no Facebook primeiro, e vi que algumas poucas adoraram/comentaram e outras tantas curtiram; e até houve um compartilhamento! Então, quer dizer que não era só eu que tinha “mau gosto”, não é? Isso me incentivou a seguir em frente e não dar ouvidos para “algumas pessoas” sem criatividade e percepção do que é belo.

Aqui estão os esmaltes que usei nessa mani:

Esmalte de base: Curve Aceous – Sephora
Bolinhas verdes: Viridian – Illamasqua coberto por Art You Wondering - Finger Paints (esse comprei no Brechó)
Bolinhas Douradas -  Nail Star Dourado – Hits
Glitter dourado - As Gold as It Gets – Essie
Top Coat – Vefic (finalmente, né Nina?!?)

Sei que vai haver aquelas que vão ficar do lado da Gabi, e as que ficarão do meu lado. Mas, gosto não se discute. Eu gostei e pronto. Quem achar brega, problema seu, rsrsrrsrsrs. É claro, é uma mani para usar somente no Natal, mas é uma ideia para fazer com outras cores e com bolinhas menores. Como eu disse, eu só queria testar os dotters, que foram SUPER APROVADOS. É tão divertido fazer as bolinhas que dá vontade de só pintar as unhas com bolinhas agora, rsrsrsrsrs.

Esses dotters estão à venda no Brechó da KK por amigáveis R$ 9,00, o kit com 5 dotters de 2 pontas cada um.

E na seção BF 1 de hoje, vou mostrar para vocês o miminho que ganhei da Dory, nossa queridíssima “chicletcheenhassaura” (uma chicletcheenha dos primórdios das Esmaltaradas).

Certa vez eu disse a ela que eu AMO ganhar sabonetes de presente, e ela, apesar de ser Dory, não se esqueceu disso!!! É o primeiro momento em que ela não sofre de perda de memória recente. Vai ver que é porque tem tempo que eu falei isso, não é recente, huauhahuauhauhahua.

Dory, muitíssimo obrigada pelo seu enorme carinho. De pensar que fui eu que te perverti  (a “monstrinha” dos esmaltes, rsrsrsrsrs).

Feliz Natal, meninas!

Grande beijo! Adri =)))

Resultado do Sorteio

Ola cherrrridas!

A primeira vencedora dançou. Não deu as caras e entrou para a “lista negra”. Ela provou que não segue nosso blog. Sendo assim, parabenizo a nossa querida (também Patrícia) Patricia Saraiva, que já tratou de enviar correndinho o endereço dela para envio do Finger Paints, porque ela não é boba! rsrsrsr.   Parabéns à ganhadora! =)))

 

Olá Senhoras e Senhoritas,

Estive pensando bem sobre nossos sorteios. Eu resolvi criar uma regrinha nova para os sorteios. Vou fazer como fiz desta última vez; continuarei sorteando 5 nomes por  vez, e a ganhadora número 1 terá 48 horas para se apresentar. O resultado do sorteio não será divulgado publicamente, mas somente no blog, assim como ocorre com o sorteio em si, já que nosso objetivo não é chamar mais gente para se inscrever no blog só por causa do prêmio, como acontece com diversos blogs por aí. Cada blogueira tem seu jeito de agir. O meu, definitivamente, não é ficar pedindo inscrição pra “fazer volume”. Quero que esteja conosco somente aquelas que gostarem de fato do blog. Na minha empresa, eu só fico com clientes com “pedigree”. Quero que isso aconteça no blog também.

Nosso objetivo é premiar quem já nos acompanha diariamente e sempre. Se a ganhadora for mesmo nossa leitora, ela saberá se ganhou o sorteio ou não, e se apresentará dentro do prazo, até porque os sorteios têm dia certo para ocorrer, que é dia 15 de cada mês. Tenho certeza que nossas leitoras fiéis apoiarão essa nova regra.

Se a primeira ganhadora não se manifestar dentro das 48 horas concedidas para tal, a vencedora número 2 terá as próximas 48 horas para se apresentar, e assim por diante. Se nenhuma das 5 se apresentar dentro dos seus respectivos prazos (10 dias após o sorteio), novos sorteios de 5 ganhadoras serão feitos, com as mesmas regras.

Agora que acabou o parto da nova regra, vamos ao próximo sorteio!

Art You Blue

Esse (os dois são o mesmo esmalte) é o Art You Blue. UM VIDRO desses será o prêmio do próximo sorteio, que será realizado no dia 15/12. Fiquem ligadas e cruzem os dedos.

Bjs

Adri =))

Esmaltes do Chile

Meninas, finalmente mostro hoje alguns dos esmaltes que trouxe do Chile. Dá uma trabalheira danada editar as fotos e colocar aqui.

Petrizzio: Summer Violet e RaspberryPetrizzio: Metallic Purple e Violet

Pamela Grant: Greener e (sem nome) numero 187

Bourjois 10 dias numero 17 (sem nome) e L’Oreal (sem nome) numero 185

Pamela Grant: Violet e (sem nome) número 230

(ta virando moda agora não ter mais nome?????)

Bourjois: Cerise Noire e Rouge Diva

Finger Paints: Art Dealer Teal-Er e Sally Hansen: Ativador de crescimento (é líquido e evapora na unha)

Konad: esmaltes de carimbo prata e dourado

O prata achei beeeeeeeeem fraquinho, apagado e sem graça. O dourado não testei ainda.

Jordana: Dustry Rose e Petrizzio: Onyx

Sally Hansen: Endurecedor de Unhas e Insta-Brite clareador de unhas

(esse clareador, sei não… é uma base e não exatamente um líquido que clareie visivelmente a unha – pra mim não passa de uma base como qualquer outra)

Essie: Watermelon e Peach Daiquiri

Miss Manicure: Bluejay e Evergreen

Arens: 815 e 269

Finger Paints: Hue Rang? e Vintage Violet

Finger Paints: Art You Blue (vocês acreditam que esses dois esmaltes são O MESMO esmalte????)

Eu vejo uma diferença visível, e certamente foi por isso que eu comprei os dois achando que eram diferentes. Por incrível que pareça, apesar de o vidro da direita estar mais claro e ter um tom ligeiramente lilás, na unha os dois ficam exatamente iguais (e lindos). Vai entender isso. Desta forma, adivinhem qual será o destino de um deles!

Bem, tem um ou outro que ainda não incluí, mas por favor não me matem. Eu posto depois pra vocês.

Beijos

Adri =)))

Art Dealer Teal-Er – Finger Paints


E aí garotas, sentiram minha falta? E a Nina, como se saiu? Já posso deixar o blog em testamento para ela? rsrsrsrsrs.

Meninas, não me matem por favor. Por enquanto só tive tempo de fazer UMA mão para fazer reloginhos pra vocês de um dos esmaltes que eu comprei, e pelo qual cakay. Esse esmalte é o Art Dealer Teal-Er da Finger Paints, uma marca que conquistou meu coração pelas cores alegres que ele tem. Só não trouxe todas porque muitas eram cores super repetidas (em comparação com as que eu tenho), mas vontade não faltou. A Nina quase não vai gostar.
Achay o vidrinho fofous por demás; parece Fifi, gordinha. E fiquei mais de 40 minutos com a vendedora parada na minha frente pensando “SERÁ QUE ESSA DEMENTE PENSA QUE EU TENHO O DIA INTEIRO À DISPOSIÇÃO DELA???”. A mulher já tava com cara de quem estava saco cheio de tanto pega e devolve pra prateleira. Cheguei ao cúmulo de pedir pra ela pegar o mesmo esmalte umas 3 vezes. Esse é o mal de a gente não poder pegar o esmalte por conta própria. Além de a loja ter uma iluminação interna a desejar, cegueta como eu já estou, foi realmente difícil a escolha. Eu só sei que as cores dessa marca eram tããããããão legais que a pilha de OPIs que estava na prateleira ao lado foi devidamente ignorada. Olha que pra isso acontecer a coisa é feia heim! Tinha até outras duas marcas, mas, gentem, nem vi. Só na foto que tirei de tudo é que vai aparecer. Pedi Mary pra fotar pra vocês. Comprei 8 ou 9 esmaltes dessa marca, não lembro, mas Day, Dory e Nina, cada uma com suas respectivas cores de preferência, vão cacar de ter espasmos!

Aqui vai uma prévia do que encontrei lá!


E hoje, ainda por cima, Mary ganhou dois esmaltes Sally Hansen Insta Dri (de Adri???)  de um amigo que foi pra NY que eu quase enfartay! Que rosa! Que roxo!

Agora vou voltar ao trabalho, porque eu tenho mais conta pra pagar do que dinheiro pra receber! Fui!
Bjs Adri =)))