Taboo – Chanel

Oi, gurias!

Espero que o Natal tenha sido ótimo para vocês! O meu foi muito bom, mas foi cansativo, tanto que não consegui esperar o Papai Noel com as unhas pintadas…me senti peladona! Quando me arrumo, só me sinto pronta depois de colocar os brincos e o batom, nem preciso maquiar os olhos. As unhas são importantes se vou a uma festa, e neste Natal, caprichei na make para não pensar nas unhas! Não sobrou um tempinho entre picar, descascar, cortar, mexer no calor da comida…o jeito foi deixar para o dia seguinte.

No dia 25 de dezembro, o calor começou a ficar seriamente desagradável e meu medo era das terríveis bolinhas! Não tive dúvidas, liguei o ar e comecei a usar o escolhido: Taboo da Chanel. Tentei comprar este esmalte por algum tempo, mas nunca encontrava em nenhuma loja. Ele entrava no estoque e desaparecia em algumas horas! Até que o “digníssimo” resolveu levar a nova trouxa, ôpa, esposa, a Paris. Imaginem um diabinho no meu ombro, gritando no meu ouvido: PEDE PARA ELE TRAZER UM TABOO, PEDE!!! No outro ombro tinha um anjinho dizendo calmamente: Fala para a Mari pedir para ele trazer, como se fosse para ela…e foi o que eu fiz! A Mari tinha feito uma lista enorme de produtos da La Roche-Posay e eu pedi para incluir SÓ mais um esmaltinho! Ela concordou, aquela linda! Até abusei um pouquinho e pedi Kikos, mas ele disse que ninguém ouviu falar nesta marca. O que pensar? Hã?
taboo - chanel 029
Bem, mas o esmalte é lindo. Na sombra, ele é bem roxo, com brilho perolado. Tem o fundo azul escuro, mas só apareceu no pincel que usei para limpar os cantinhos.
taboo - chanel 037
No sol e na luz artificial, os flakies multicoloridos “explodem” e aparece o tom rosado lindo! Faz tempo que usei o Paradoxal, meu outro Chanel, e não lembro da qualidade…agora fiquei surpresa com a pigmentação divina, perfeita!
taboo - chanel 032
Uma camada cobriu bem, mas fiquei com medo que não durasse muito, então passei a segunda. Quando chegay na última unha, a primeira que pintei já estava seca. Não é amor eterno? Não usei top coat, porque não tenho AINDA o Seche Vite ou um tão bom, e acho uma heresia usar um brasuca que possa estragar tudo! Apareceram umas antipáticas, mas raras bolinhas. Na hora que fotei, vi que tinha uma lasquinha no indicador da mão esquerda…acho que bati a unha enquanto estava limpando e não vi!
taboo - chanel 006
Ganhei um “anel metido a besta” da Mari, que é como chamamos o anel que se faz de rico mas não é! Achei lindo demais, tanto que estou exibindo aqui para vocês!
Estou em ritmo de mudança também, porque a Mari vai sair de casa. A mudança será hoje, dia 26, e eu ainda nem fui dormir! Não sei porquê faço isso comigo! hauhuahhauhauh
Beijos a todas!
Deise

 

 

 

Coleção Chanel 2012

fonte: http://www.makeup4all.com/chanel-spring-2012-nail-polishes-preview/

O mais do mesmo não fica só por conta de esmaltcheenhos nacionais não. A Chanel lançou a sua minicoleção de esmaltes para Primavera-Verão 2012, com cores já bem batidinhas, mas alegres. Os 3 esmaltes são “April”, “May”, e “June” (alguém acha que é falta de criatividade, a escolha dos nomes? – eu acho).

Os esmaltes estão à venda desde janeiro de 2012. Para mim, que só tenho cores semimortinhas da Chanel, confesso que quero inserir um exemplar alegrinho na minha coleção – estou na dúvida entre o April e o June… De pensar que peguei vários esmaltes Chanel lá em São Francisco, e na hora achei que seria besteira ter Chanéis na minha coleção… Agora que não posso comprar é que fico querendo.

Mas o ex está indo para os States dia 25, e eu vou tratar de pedir uns 2. Vou ver que cores escolherei. Ele trouxe para mim o Péridot na última viagem que fez. Ele é ex, mas ainda é bonzinho, hehehehe.

Bisus mes amies! (agora a onda é francês!) uhauhahuahuauhahua

Adri =)))

Comparando o Péridot – Chanel

Oi gurias!

Hoje eu vou mostrar pra vocês uma comparação que eu fiz do dyvo Péridot com dois esmaltes da Hits (porque vi gente dizendo que o Cool é que era o dupe do Péridot. Minha aposta era o Trendy), da coleção Mari Moon, e com um China Glaze, da coleção de Natal de 2010.

Como os esmaltes são multichromes (com exceção do China Glaze, que é comum), tem muitas fotos no post (não briga comigo Adri!), além de dois vídeos. Então, “senta que lá vem história”!

Antes de mais nada, preciso admitir que eu morria de medo do Péridot ser igual a algum dos Hits, mas a vontade de ter um Chanel (e meu encantamento/desespero pela cor) falou mais alto e eu resolvi correr o risco de pagar muito caro pra ter um esmalte idêntico a um nacional. Esse post é fruto desse medo. Bora conferir se fiz um mal negócio?

Nessa comparação eu usei os seguintes esmaltes: Trendy da Hits (usei duas camadas), Péridot da Chanel (duas camadas também), Cool da Hits (precisei de três camadas porque ficou falhado próximo à cutícula, então precisei consertar. Mas ele cobre com duas camadas), e Peace on Earth da China Glaze (usei três camadas, pelo mesmo motivo do Cool. Cobre bem com duas camadas também). Todos estão sem top coat. Os Hits e o China Glaze formaram bolinhas, sendo que nos Hits elas ficaram mais destacadas (usei a mesma base da Vefic em todas as unhas, com a mesma quantidade de esmalte no pincel, o que me leva a crer que não é culpa da base). Aliás, esses Hits… ah, esses Hits… Ambos estão com pincéis sofríveis, descabelados e com aspecto de “mascado” (não sei se a máquina de corte estava sem fio ou se o corte é feito usando algo quente. O fato é que as pontas estão um pavor), de modo que foi um parto esmaltar essas duas unhas. Pra completar, o Trendy precisou de cinco gotas de Diluí porque estava parecendo uma gosma (pra vocês sentirem o drama: ele “fazia fio” quando eu limpava o pincel na boca do vidro). Depois não querem que a gente “se rasgue” pelos importados, mas nem o China Glaze, nem o Chanel, me deram qualquer espécie de trabalho. Ah, esqueci de dizer que achei os Hits mais chatinhos de limpar, pois parecia que as partículas “se fundiam” à minha pele. Mas, ao contrário do que pode parecer, eu AMO os Hits. As cores são lindas.

Chega de falatório. Vamos às fotos!

De cara já dá pra ver que eles não se parecem né? Mas tem muitas fotos, mais para que não restem dúvidas. Nem preciso dizer que eu amei todos, né?

O Trendy é basicamente verde (e um verde cacantésimo); o Péridot, dourado; o Cool, um verde escuro; e o Peace on Earth, um misto de verde oliva com ouro velho. Eles não se parecem entre si, pra minha alegria.

E agora, a única fotinho feita na sombra:

Como eu não achei que as fotos fizeram jus ao brilho e beleza dos esmaltes em análise, fiz dois vídeos: um no sol e outro na sombra. Acreditem, os vídeos estão super fiéis.

Pra finalizar, as fotos dos vidros.

Notem que o uso do flash muda bastante até a cor do Peace on Earth, que não é multichrome.

Bom gurias, só o que posso dizer é que o Chanel é mesmo único. Pra quem quer “fazer a phyna”, sendo moderna ao mesmo tempo, eu indico o Chanel, que é a cara da ryqueza. Já pras doidas feito eu, que gostam de cores diferentes e querem apenas ser modernas, indico o Trendy, sem pestanejar. Ele é lindo! Mas fica a dica: confiram antes o estado do pincel e o aspecto do “líquido” dentro do vidro, se isso for possível, evidentemente.

Beijos!
Nina

Particulière – Chanel

Hoje esse post é muito especial. Dia 12 de outubro é o dia do meu niver. 45 primaverinhas bem vividas e bem gozadas. Considero-me uma pessoa muito abençoada, embora tenha meus ups & downs. Mas no geral está tudo up. E depois que eu comecei a blogar aqui, eu passei a ver como existem pessoas realmente queridas. Vocês são muito queridas para mim, e o meu presente é tê-las comigo todos os dias aqui. E como esse é um dia especial, ele tinha que ter um esmalte à altura. Escolhi para o post de hoje um CHANEL!

E quem ganha o presente será a sortuda que receberá o kit de 7 esmaltes Ki Cor em casa! Fique ligada, que a ganhadora pode ser você! O sorteio será mais tarde. Lembro que a partir desta quinta-feira estarei indo para o Chile, e só volto na terça que vem. Então vocês vão ficar com a Nina, que vai tocar o barco. Deixei uns postzinhos agendados, para vocês não sentirem minha falta. Bem, vamos ao post…

Poisé, o Wet’n Wild durou relativamente pouco. Não que o esmalte fosse ruim, mas porque eu fiz caca. Resolvi passar um top coat safado que eu tenho aqui, que era grosso e demorava a secar, e no que demorava a secar eu esbarrei em algum lugar e fez aquele buracão no esmalte todo. Com preguiça de refazer, eu resolvi tirar logo tudo e dar uma tratadinha. Mandei manipular uma base para unhas. Essa base consiste de uma base de esmalte, com 1% de formol, 1% de queratina e 3% de óleo de cravo. Dory mandou fazer pra ela também, mas parece que a dela tem também Vitamina E. E aí, Dory, está funcionando sua base?

Bem, já que eu fiz caquinha, eu resolvi mudar de esmalte de novo e fazer a fila andar. Aliás, a fila nunca mais cresceu. Não tenho comprado nada, porque tudo me parece tão igual ao que eu já tenho às toneladas. O escolhido da vez foi o até então desprezado Particulière da Chanel, tão famoso e tão já batido. E como eu estava meio com espírito de colocar um cáqui/marronzinho, escolhi ele por ser chic, como é para mim o dia de hoje. E achei que ele fica nas unhas diferente do que é no vidro. Uma só camada generosa seria mais do que suficiente. Achei a cobertura dele ótima. Mas, chatinha como eu sou, quis colocar duas mesmo, como sempre. Gostei bastante desse esmalte, embora não tenha me surpreendido nada com ele como tanta gente babava. É uma cor bonita, mas parecida com ela eu tenho montes, e que não fazem feio.

Antes de mostrar o “reloginho”, vou mostrar primeiro a comparação dos marronzinhos que eu tenho. Reparem que nas fotos do Chanel, uma foto tem a tonalidade do esmalte diferente da outra. Acho que foi por causa da iluminação. A dos esmaltes foi tirada ao ar livre com bastante claridade, mas sem sol, e o do Chanel sozinho dentro de casa.

E na seção Bobeirinhas Familiares de hoje, tem uma verdadeira galinhagem. Gabi estava com o louro no ombro e ela foi bater na blusa pra tirar o pelo do porquinho que ela tinha pegado. O louro, egocêntrico que só ele, pensou que ela fosse tirar ele do ombro, e brabo, avançou na mão da Gabi. Como ela continuou sacudindo os pelos, e nem deu pelota pra ele, ele começou a achar que ela estava brincando com ele e então começou a fazer bagunça. Ele não pode ver a Gabi que já fica assanhado pra fazer bagunça. No vídeo, vocês verão duas risadas, a da Gabi e a do louro. Eu estava filmando e rindo, mas em silêncio, mas doida pra gargalhar junto com esses dois malucos. Escutem os gritinhos histéricos do louro, rsrsrsrs.

Bjs Adri =)