Removedor sem Acetona Ideal

(ESSE POST FOI ESCRITO SEXTA-FEIRA)
Agora vocês vejam como são as coisas. Antes de viajar, eu comprei nas Lojas Rede 3 vidros de 500 ml de removedor sem acetona da Ideal (foi o único lugar onde achei o frasco de 500 ml), porque na minha MARA cidade não tem isso, apesar de eu ter implorado já para a única loja que presta aqui encomendar (e nada!). Viajei, e quando cheguei, estava crente que iria encontrar minha encomenda em casa, e NADA! Olhei a situação do pedido no site deles e constava ainda como AGUARDANDO PAGAMENTO. Fiquei tiririca da vida, porque paguei na mesma hora da compra. Anteontem à tarde mandei um email pra eles com o comprovante do pagamento e pedindo uma definição do caso, e ontem de manhã, nenhuma ligação ou email deles a respeito. João sem braço total! Passei a mão no telefone e liguei pra reclamar. A loja fica em Minas Gerais, ou seja, estava pagando interurbano, ainda por cima. Expliquei a situação pra mulherzinha que me atendeu, e ela teve a cara de pau de me dizer que EU tinha que ver com o meu banco sobre a falta do pagamento, porque pra eles constava como pagamento não efetuado. Simples assim. Tipo: NÃO RECEBEMOS O PAGAMENTO, ENTÃO ASSUMIMOS QUE VOCÊ NÃO PAGOU! VOCÊ QUE SE VIRE! Ahhhhhh ela cutucou a onça com vara curta. Subi nas tamancas, vesti a roupa e incorporei a baiana, e rodei feito doida. Falei pra ela que eles é que tinham que se virar porque eu já tinha mandado o comprovante de pagamento e eles é que tinham a obrigação de ver com o banco deles porque o pagamento não entrou, pois se no meu comprovante estava tudo certinho, inclusive com o nome da loja, já estava mais do que provado que eu paguei. Ela continuou insistindo que no sistema constava falta de pagamento, que ela não podia fazer nada (parece que todos os atendentes de SAC são treinados para falar a mesma coisa), e que EU que tinha que ver com o meu banco. Então eu fui bem rápida e prática. Disse que eu era blogueira, e que da mesma forma que eu posso falar maravilhas da loja deles, eu poderia queimar o filme deles para eles ficarem mais sujos que pau de galinheiro, já que tenho centenas de acessos por dia, e além do mais, de lambuja, ainda ia procurar o PROCON pra reclamar e aguardar sentadinha minha indenização, inclusive da ligação interurbana que eu estava fazendo. Não sei por quê, misteriosamente, a mulher resolveu anotar meus telefones… Uma hora depois liga a gerente me dizendo que o pagamento tinha sido liberado e que a encomenda estava a caminho. Rapidinho, né? Recebi agora meu pedido, 24 horas depois, que devem ter mandado por SEDEX hiper-super-ultra-mega expresso, e de quebra ainda mandaram dois brindezinhos. Nada como uma injeçãozinha de “ânimo” pra coisa se resolver sem complicação. Vocês que me desculpem a franqueza, podem até me chamar de besta, mas nesse ponto os americanos estão a anos-luz de nós. Lá você leva o produto pra casa e se quiser trocar ou pegar o dinheiro de volta eles trocam ou devolvem o dinheiro sem perguntar NADA. Resolvem tudo num piscar de olhos e ainda te paparicam.
(Voltando ao tópico…)
Já mostramos aqui para vocês, no dia 18/5, os horrores que uma acetona faz com um inocente isoporzinho. E, vendo o resultado final, refletimos e pensamos pelo quê nossas unhas passam com acetona. Depois desse dia eu levantei a bandeira do FORA ACETONA. Agora eu só uso para limpar os cantinhos borrados de esmalte. Minhas unhas agora estão protegidas pelo uso de removedores não agressivos.
Na minha viagem eu comprei um pequeno estoque de Cutex sem acetona, que é óóóótimo!

Cutex sem acetona


E na remessa que recebi hoje, os 3 frascos de removedor com óleo de semente de uva.

Removedor de esmalte sem acetona Ideal


Quando à avaliação da eficácia do produto, eu achei que saiu tão rápido quanto o da Dermanail e o da Impala. E ainda fica um cheirinho gostosinho na unha (apesar de o da Impala, com óleo de amêndoas, ser muito mais cheiroso). Quanto à avaliação da loja… bem… em uma escala de 0 a 10 fico com 6. Primeiro, porque não tem variedade nenhuma de esmalte. Tem meia dúzia de gatos pingados, mas tem o removedor sem acetona que eu queria e em vidro grande de 500 ml. E não ficou com a nota um pouquinho maior por causa da falta de proatividade deles para solucionar um problema simples, tentando me colocar num jogo de empurra muito desagradável. E não ficou com uma nota menor porque enviaram rapidinho o produto depois de resolverem, aparentemente sem grandes problemas, a questão do pagamento.

Então, pras Lojas Rede eu deixo a seguinte mensagem:
MINHA SUGESTÃO PARA VOCÊS GANHAREM UM 10 É: 1) Aumentar a variedade do estoque de produtos para manicure, pois vocês estão bem pobrezinhos; 2) Facilitar a busca pelos produtos de manicure no seu site – só consegui achar esmalte escrevendo ESMALTE no campo de busca; 3) Permitir que enviemos um email para vocês com anexo (quase pari um filho tentando mandar pra vocês o comprovante de pagamento, porque em lugar nenhum no site há indicação do endereço de email de vocês – tive que enviar através de resposta ao email de confirmação do pedido feito, já que o formulário de “FALE CONOSCO” de vocês não permite anexar documentos); 4) Lembrarem que o cliente é que faz vocês sobreviverem. Se o atendimento é péssimo, a sua lucratividade será igualmente péssima. Não é o cliente que tem que ter o trabalho de resolver o pepino, se existe um comprovante de pagamento em jogo. Vocês têm que fazer tudo para o cliente ficar o mais satisfeito quanto possível, e resolver tudo sem jogo de empurra. Paparicar o cliente é a melhor maneira de nunca perdê-lo! Pensem nisso!

Removedor sem Acetona Impala

Na onda do “ABAIXO A ACETONA”, testei, finalmente, o removedor sem acetona da Impala. Ele contém óleo de amêndoas e tem um cheirinho gostosinho! Eu usei e aprovei! O esmalte até que saiu com facilidade, e a unha não ficou ressecada como fica com acetona, mas também não ficou “oleosinha” como fica com os lencinhos Fenzza. O melhor mesmo é o cheirinho que fica depois que a gente termina.
Além de não agredir, não manchar, ressecar ou deixar as unhas esbranquiçadas, ele ainda é hipoalergênico, ou seja, não causa alergia ou irritações.
Não é, certamente, um produto baratinho, mas para quem ama as unhas e quer cuidar bem delas para que fiquem sempre lindas, esse é o preço que se paga, não é verdade?

Removedor Agressivo x Não Agressivo

Ok, tudo bem, confesso que não tinha percebido a gravidade da coisa. Como sempre, navegar pela internet é a melhor forma de se descobrir as coisas. Até alguns minutos atrás eu não havia percebido a gravidade de se usar acetona para remover os esmaltes das unhas. Agora entendo que quem quer ter unhas fortes e bonitas deve mesmo recorrer aos removedores que levam horas pra sair, e que custam mais caro. Quando mencionei o custo x benefício em meu post de 14/5, eu estava me referindo tão somente a um produto que tirasse o esmalte rápido. Após assistir a dois vídeos no youtube (um vem logo atrás do outro, sem a gente mexer em nada), eu entendi que o benefício, na verdade, não é tirar o esmalte rápido, mas continuar cuidando do seu “patrimônio natural”, que são suas unhas. Após assistirem o vídeo, vocês verão do que eu estou falando. Poderão perceber que o ressecamento das unhas pode ser o menor dos prejuízos para elas. O que mais acontece, que não percebemos? De hoje em diante tentarei levantar a bandeira das unhas naturebas! Vamos tentar preservar nossas unhas, meninas! Sei que os removedores não-agressores tiram nossa paciência, mas precisamos preservar o principal objeto da nossa vaidade aqui: nossas unhas. Vamos deixar a acetona só para limpar os cantinhos. Para tirar o esmalte, vamos usar produtos que não sejam à base de acetona.

Removedor de esmalte em lenços

Comprei, para experimentar, o removedor de esmalte em lenços da marca Fenzza. O produto tem vários aromas, e eu escolhi o de limão. Minha avaliação do produto foi:
1) Eu precisei de mais de um lenço para cada unha (RUIM)
2) Por precisar de mais de um lenço por unha, eu gastei quase o pote inteiro. Pagar R$ 8,00 por isso vale a pena? (RUIM)
2) A unha não ficou ressecada, pelo contrário ficou hidratadinha (BOM)
3) O produto tem um cheirinho bem agradável (BOM)
Confesso que embora a unha tenha ficado com aspecto ótimo (não ficou ressecada) não gastarei de novo o que gastei com o produto, já que EU precisei de pelo menos metade do pote para tirar os esmaltes das duas mãos. Como ele é um produto que não entorna, ele é prático para quem viaja, pois evita o transporte de acetona ou outros removedores líquidos, EMBORA ELE SEJA IGUALMENTE INFLAMÁVEL.
Para comprar esses lenços, clique aqui
Apesar de o produto não ter sido reprovado por mim no quesito custo-benefício, no final das contas, eu acabei gostando mesmo foi do pote dele, pois cabe como uma luva as plaquinhas da Konad que comprei. O pote fecha com rosca e não por pressão. Então não corre o risco de abrir acidentalmente. Agora minhas plaquinhas têm um lugar seguro para ficar, rsrsrsrsrs

Para comprar esses lenços, clique aqui

Dispenser para Acetona

Embora haja coisas no mercado à venda já há bastante tempo, há aquelas donzelas que ainda não conhecem tais produtos. Eu mesma já fui surpreendida por “novidades” que datam dos tempos de Cleópatra, e fiquei com “aquela cara” quando descobri isso.
Aproveitando o embalo do post de ontem, que foi sobre removedor de esmalte, o post de hoje traz uma dessas “novidades gagás”, e que muita gente certamente não deve conhecer ainda: o dispenser de acetona, vulgo porta-acetona. Eu, particularmente, não sei viver sem ele, pois não há nada mais prático para se usar quando se está fazendo as próprias unhas, já que basta você empurrar a aba para baixo e a acetona sobe, como num passe de mágica, e na quantidade que você precisar (de acordo com a pressão que se faz).
Na minha opinião, usar esse dispenser traz as seguintes vantagens: 1) Sua acetona, que é altamente volátil (evapora rápido) não corre o risco de evaporar com o abre e fecha do frasco original durante o uso, 2) Ela também não corre o risto de derramar, caso você esbarre no frasco original por acidente, 3) Você não corre o risco de borrar seu esmalte ao manusear o frasco original e a sua tampa, 4) Você economiza em acetona, já que você molha o algodão somente com a quantidade necessária, dependendo da pressão que fizer na aba.
O preço desse dispenser varia de acordo com o tamanho. Há dispensers grandes e pequenininhos como o meu, que custa na faixa de R$ 4,00. Tenho certeza que quando usarem se apaixonarão, como eu. Ele geralmente pode ser encontrado em lojas especializadas, que vendem produtos para cabelereiros.

Vale observar que usando esse dispenser, é necessário de vez em quando retirar a aba e limpar tanto ela quanto a base dela, porque a acetona acumulada deixa um resíduo grudento, e quando começa a colar algodão, então, é um horror!

Removedor Cutex

O assunto de hoje é algo que nós, ESMALTARADAS, não damos muita ênfase. O importante não é só o esmalte, mas também todo o conjunto de outros itens que são importantes para deixar nossas unhas impecáveis. A acetona é um assunto que nunca vejo ninguém falar a respeito. E hoje, meu assunto é removedor de esmalte.
Sempre que eu viajo eu levo comigo um kit manicure básico. A ideia é ter um “kit emergência” à mão caso o meu esmalte lasque na viagem – obviamente eu levo o mesmo esmalte que está na unha. Imagine passar o resto da viagem com o esmalte lascado! Cruuuuuuuuzes!
Numa das viagens que fiz para o exterior, o pessoalzinho no aeroporto criou caso porque eu estava levando um frasquinho de acetona. Essas coisas de segurança, que eu aprovo, mas desaprovo, já que um vidrinho de acetona não vai explodir o avião. Enfim, tive que deixar a droga da acetona depois de discutir com o carinha lá… Mas como eu estava saindo de férias, e acetona se vende em qualquer parte do mundo, deixei pra comprar lá, caso precisasse. Por sorte não precisei, pois o esmalte durou a semana inteira por milagre.
Na última viagem que fiz, que foi para NY, já sabendo da burocracia dos USA, não levei acetona. Eu já estava lá havia uns 2 dias (na época eu ainda não era ESMALTARADA) quando o esmalte que eu estava usando lascou. Fui, então comprar acetona para repintar. Olhei várias marcas, mas acabei comprando o da marca CUTEX só porque nessa marca o líquido vinha em várias cores diferentes (azul, amarelo, rosa, verde, roxo…). Mas confesso que eu não estava ligando muito para ver as propriedades que diferenciavam uma cor da outra. Passei a mão na cor que me agradou: ROXO! (Depois reparei que o roxo tem propriedades fortalecedoras e regenerativas das unhas, e contém gelatina) Quando cheguei ao hotel e fui usar o removedor para tirar o esmalte da unha e repintar a que havia lascado, e fiquei queixicaída surpresa com a eficácia do produto! Exageradamente falando, só de ver o removedor o esmalte já pula fora da unha. Sem falar que ainda tem um cheirinho gostoso, e não deixa a unha ressecada. É até meio oleosinho. A unha parece ficar hidratada. Ele tira o esmalte sem a gente quase ter que arrancar o dedo fora de tanto esfregar, como acontece com acetonas comuns. É passar e ele sai rapidamente, sem esforço. Infelizmente, na época, eu não tive a inteligência boa ideia de trazer uns 3 ou 4 vidros. Na verdade, eu estava meio com medo de acharem que eu queria explodir o avião (Americanos, vocês sabem como são com questões de segurança, ainda mais agora, com a repercussão da morte do Bin Laden entre seus seguidores, vão querer até tirar nossa roupa). Somente quando cheguei aqui, que vi que minha “malinha” havia passado na boa na alfândega, é que bateu o arrependimento de não ter trazido mais. Resultado: Hoje eu só uso meu Cutex pra tirar “a sobra” de esmalte que as acetonas comuns não conseguem tirar direito. Eu estou uma verdadeira mão de vaca com meu Cutex. Não deixo nem Gabi chegar perto. Já estou em pânico que ele já está chegando à metade. Mas em julho, quando eu for para a terrinha da OPI, eu não vou ser mais medrosa, e vou arriscar trazer mais uns frascos, junto com os esmaltes da “listinha” que fiz. Só que eu acho que desta vez vão pensar mesmo que eu quero explodir o avião, porque eu pretendo trazer muita coisa, rsrsrsrsrsr.
Olha meu CUTEX acabando!