Almond Hand and Nail Butter – The Body Shop

Boa noite my friends!

O dia hoje amanheceu lindo, ensolarado, fresquinho, tudo de bom! 

Acordei esta manhã, olhei para “minhas unhas” lindas e intactas, tomei meu banhim e fui passar um creminho no corpo e nas mãos, como sempre, e percebi que sou definitivamente “a loka dos creme”. Tenho tantos cremes que dá pra usar um diferente duas vezes por dia, a semana inteira, hehehehe.

Não sei por que motivo minhas mãos ficam tão ressecadas. Quando lavo, então, me dá até aflição. Tenho sempre que ter um creme à mão, senão eu surto. Tenho creme em tudo que é lugar. Na bolsa devo ter uns 2 diferentes. Em cada canto da casa tem creme; até dentro do carro tem. Não posso ver uma loja que venda um creme diferente que eu enlouqueço. 

Quando eu estava em Londres, dei uma esticadinha na The Body Shop, concorrente da Lush. Quase tenho síncopes nessas lojas; dá vontade de comprar todos os cremes. Lá. comprei um creme que chamou minha atenção pelo fato de ser para mãos e unhas. Como ele era bem cheirosinho, coloquei na sacolinha.

Almond Hand and Nail Butter

Assim que você passa o creme, a mão fica hiper, super, ultra, mega macia, e mega escorregadia, e a sensação que temos é que vai ficar assim o tempo todo. Mas alguns minutos depois, a pele absorve esse excesso de oleosidade (chega ser engraçado), e parece que vc não passou um creme “melequento”. Depois fica a pele normal, bem hidratada e ainda macia, e sem qualquer sensação de oleosidade. Comparando esse creme com os da Lush, que eu também adoro, o ALMOND HAND & NAIL BUTTER deixa a pele bem mais gostosa (os da Lush também deixam gostosa – por isso falei BEM MAIS GOSTOSA, para o da The Body Shop).

Ele contém cera de abelhas, óleo de amêndoas doces, castanha do pará e manteiga de karité. Hidrata muito bem a pele das mãos e as cutículas.l

Se você olhar os comentários no site da marca, você só verá 5 estrelas. Todo mundo amou o creme, e eu sou mais uma a engordar essa nata.

Esse potinho contém 100 ml de creme (20 dólares nos EUA), mas ele é vendido também em bisnagas de alumínio, na mesma quantidade (100 ml), pela metade do preço (10 dólares). Pena que eu não tinha visto isso lá, senão teria comprado a bisnaga… :/

Body shop

Infelizmente esse creme não é vendido para o braseeel. Então, se você quiser comprar, só mesmo comprando lá (EUA ou Europa) ou pedindo para alguém trazer. Nos EUA custa mais barato que na Europa (como tudo, heheheh).

A The Body Shop faz parte do grupo L’Oréal desde 2006. A L’Oréal (via The Body Shop) adquiriu em 2013 51% da marca gaúcha Empório Body Store, que se inspira na identidade visual da marca eco-friendly inglesa, e tem a opção de aumentar para até 80% sua participação na Body Store até 2019, segundo comunicado oficial. Ou seja, a Body Store é basicamente a “The Body Shop” brasileira, mas com produtos diferentes. Não tem desse creme para vender aqui. Se quiser ver os produtos que eles têm para mãos, clique aqui.

Eu adorei esse creme e certamente comprarei mais quando for aos States, hehehehe.

Bjins e bom restinho de domingo a todas.

Adri :D

Removedor de Esmalte sem Acetona Beauty Color

Boa tarde, amores!

Junto com o pequeno lote de esmaltes que recebi da Beauty Color, veio junto um frasco de removedor de Camomila, sem acetona, para review, que faz parte de uma nova linha de removedores que eles lançaram.

Removedor BC

Finalmente resolvi testar o produto, e aqui vão meus comentários a respeito:

1) Esta versão do removedor, com Camomila, é cor-de-rosa e o cheirinho dele é delicioso, sem ser enjoativo, ficando nos dedos após a remoção do esmalte. O frasco tem 100 ml e pelo que andei vendo, não tem tamanho maior.

2) Ele é antialérgico (ponto pra ele!), e a composição dele eu mostro abaixo:

Removedor

3) Para remover uma esmaltação de 3 camadas, eu precisei deixar o algodão molhado com o produto alguns instantes sobre o esmalte, para facilitar a remoção. Com 2 camadas ficou mais fácil, mas ainda assim saiu como todo removedor sem acetona: remove, porém, mais lentamente do que a acetona pura.

Experimentei usar para fazer a limpeza pós-esmaltação, e como era de se esperar, tive que friccionar um pouco para sair mais facilmente.

4) Quanto ao ressecamento da cutícula, é menor que o da acetona, sem dúvida, mas ainda assim resseca sutilmente. Observei a composição e não vi nenhum tipo de óleo, como podem ver na foto acima. Por um lado é bom, porque não deixa a unha oleosa, o que mantém o esmalte mais tempo na unha. Por outro é “ruim, porque a cutícula fica ligeiramente ressecada. Mas isso não é nenhum cavalo de batalha, já que os EZFlow, Lemony Flutters e Bepantóis da vida estão aí mesmo pra isso. O único “problema” mesmo é que ele remove esmalte comum um pouco mais lentamente que acetona, e como ocorreu isso, eu nem quis tentar tirar outros tipos de esmalte, como com glitter, sand, etc. 

Para encerrar os comentários, dou meu parecer final sobre o produto:

É um produto que cumpre o seu papel – remove esmalte sem agredir a pele. No entanto, ele não conseguiu roubar o título de “meu queridinho-sem-acetona” que hoje pertence à outra marca nacional, que além de tirar beeem mais rápido o esmalte, deixa a pele totalmente sem ressecamento.

O ponto positivo do Beauty Color sobre essa outra marca, sem dúvida alguma é o preço. O BC custa em torno de 5-6 reais, e a outra marca 15 reais, pela mesma quantidade de produto. 

Procurei lugares que vendam o produto pela internet e não encontrei. E nunca vi desse removedor nos lugares que vendem os esmaltes da marca aqui pelo vilarejo.

Então é isso, minha gente. Se acharem o removedor e testarem, contem suas experiências para nós aqui.

Beijos!

Adri :D

Peel Off – Dance Legend (comparação com Peripera e Etude)

Olá meninas!

Da última vez em que estive na Esmalteria da KK, a KK me deu para experimentar o peel off da Dance Legend.

Peel off Dance Legend

Trouxe para casa, e coloquei numa cestinha de esmaltes para cadastrar no meu inventário de esmaltes, e pela cestinha ficou, esquecido, porque não tive tempo ainda de cadastrar. De lá pra cá, vinha usando um outro peel off que ela tinha me dado para experimentar também, que é o da marca Etude. 

etude

Pois bem. Esse peel off da Etude é perfeito para blogueiras que trocam de esmalte como quem inspira e expira, pois basta olhar pras unhas que o esmalte pula fora sozinho. QUALQUER esbarrãozinho que se dê na unha, o esmalte sai, com esse peel off. Ontem eu fiquei arretada com ele, e eis que me lembro do da Dance Legend, e resolvi garimpar meu escritório para ver se encontrava (#organizaçãomandalembranças). Encontrando o dito, ontem esmaltei com o lindo Safada da Cliché, e esse foi meu uso inaugural do peel off da DL.

Como minhas queridas leitoras sabem, estou sem empregada, e por isso, meus dias de Isaura (a escrava da novela) têm um horizonte a perder de vista. E nas lavações da vida, meu Safadinha lascou e eu resolvi tirar.

É sabido que peel off com sands sai em pedaços pequenos, e só empurrando com uma espátula; ele não sai inteiro (pelo menos comigo, nunca peel off nenhum saiu inteiro com sands). Então, ao tirar o meu sand, olhei meio desconfiada, e até torci um tiquinho o nariz, achando que o peel off da DL não prestava, mas como lembrei que o teste foi feito com um sand, eu precisaria testar em um esmalte cremoso para ver a real eficiência do bichinho.

Hoje, então, resolvi usar um esmalte “Van” (fofo), que comprei na H&M, que depois posto pra vocês aqui, e fui fazer meu trabalho de Isaura: fazer comida, lavar louça, limpar fogão, etc. No meio da tarefa, eu meti a faca em cima do esmalte, enquanto cortava carne e fez uma vala no esmalte. Deixei pra tirar depois e repintar.

Já achei o máximo ele não sair com tanta mão na água, quente e fria. E na hora de tirar, não só o esmalte saiu inteiro, como ainda foi ligeiramente resistente e meio elástico para sair. É claro que, como todo peel off, mesmo os bons, se você abusar, o esmalte levanta, como por exemplo, usar a parte de cima da unha para se coçar.

Achei o DL um concorrente sério do Peripera, que até então reinava solitário na minha lista de peel offs bons.

Peripera-cr957vidro

Cronometrei o tempo de secagem, e aplicando uma camada generosa, sem ser miserável, o DL secou totalmente em 5 minutos, mais ou menos o tempo do Peripera e do Etude.

Além do problema de sair muito facilmente, o Etude “foge” de um mínimo de gordura (creme, por exemplo) que possa haver sobre a unha na hora de aplicar, abrindo um buraco onde estiver “engordurado”. Nesse caso, o DL fica perfeito, sem sair do lugar, tal qual faz o Peripera.

O Dance Legend tem 15 ml é incolor e bem fluido. É um pouco diferente do Peripera (13 ml), que tem consistência de gel ralo e é leitoso (assim como o Etude).

Indiscutivelmente, o peel off da Dance Legend entrou para o rol das estrelas da minha coleção, e vou querer ele sempre, ou o Peripera.

Obviamente, ele não está mais disponível na Esmalteria da KK, mas você pode deixar lá marcado que quer ser avisada quando voltar ao estoque, que você receberá um email avisando. O preço dele é 30,00.

Beijos em todas!!!

Adri :)

Ballerina Princess – Incoco

Bonjour mes amies!

Já estou em clima de férias e estou com uma baita preguiça de terminar um trabalho pra entregar hoje ainda, aff!

Com as unhas pra lá de sabuguettes, eu nem ia colocar nada “nazunha”, mas achei que 14 dias fora seria um período ótimo para experimentar a durabilidade das películas de esmalte INCOCO, que comprei nos States, mas que agora já tem representante no braseeel; vejam no Facebook da marca. Só que infelizmente a loja virtual ainda não abriu. Assim que abrir eu acredito que serei informada, e então postarei para vocês aqui.

Essas foram as estampas que trouxe dos States (os pequenos foram brindes para teste).

Incoco4

E a que apresentarei hoje é a BALLERINA PRINCESS, a cartela de baixo, com fundo metalizado, e gradiente de rosa x roxo.

No primeiro post que fiz da marca, coloquei lá um vídeo mostrando como aplica. Lá, também, vocês encontrarão todos os detalhes sobre o produto.

E eis as películas já aplicadas:

Incoco1

Incoco2

Incoco3

Fiquei meio desajeitada pra colocar, sendo esta a primeira vez que aplico em todas as unhas, de ambas as mãos, mas nem foi tão cavalo de batalha, assim.

A vantagem dessa película é, sem dúvida, sua imensa flexibilidade. O único probleminha que vi é que se você colar algum pedaço na unha, a coisa fica feia, porque se você errar “o alvo” e puxar de volta, ela estica, porque depois de colado não solta tão fácil. Então, temos que mirar muito bem para colocar, ou então deixar que somente a pontinha cole, pois fica mais fácil de puxar se for necessário. Achei que usar uma pinça para segurar a película facilitou bastante, além de preservar mais a cola.

Obviamente acho que só a prática vai me fazer ficar expert na aplicação. Qualquer eventual falha que haja, você pode usar um pincel fininho de nail art e dar uma disfarçada com outro esmalte parecido.

Usei a lixa de cristal para cortar a película na ponta da unha, e não sei se eu “lixei mal” no polegar, ou se foi o Seche Vite que encolheu a película, mas prefiro ficar com a primeira opção, porque é a única unha em que isto aconteceu, e em todas elas apliquei Seche Vite, e nenhuma encolheu.

Engraçado que só ficou gritante esta “falha” na fotografia, que está em macro. A olho nu nem dá pra perceber a ponta da unha aparecendo.

Bem, achei que ficou muito lindo, e usei somente uma cartela, das duas que vêm no pacote. Como minha unha está curtinha, não foi necessário usar a outra, porque cada “unha” da película pode ser dividida no meio e aplicada em duas unhas. A outra cartela que sobrou eu lacrei bem para poder colocar na Gabi amanhã, quando for pra Niteroi encontrar com minhas companheiras de viagem.

Por falar em Gabi, ela pagou absurdos 36 reais para fazer as unhas dos pés e mãos, e ficou um LIXOOOOO. Jesus Cristo! Se eu ganhasse a vida fazendo unhas, eu estaria feita, porque minhas clientes me amariam. Os dedos da Gabriela ficaram cheios de pelancas saltando. Fiquei horrorizada!

E ontem eu fiz uma progressiva aqui em casa, para poder me ver livre da prancha durante a viagem. O cabelereiro veio aqui em casa, e amou meu escritório, hehehe. Até jogou um caô dizendo que ele amaria atender as clientes dele aqui, não só pela vista, como também por ser muito bem ventilado e tranquilo. Quem sabe a gente não amadurece essa ideia, e transforma isso aqui em um salão VIP, hehehe. O que não falta é esmalte!

Então é isso. As malas já estão prontas, e estou já em contagem pra lá de regressiva para sumir daqui! Margô ficará trabalhando normalmente, e virá cuidar dos gatos. É claro que não me iludo, e tenho certeza de que ela vai acabar faltando alguns dias, mas comigo fora, não tem mesmo necessidade de vir todo dia.

Vamos torcer para que eu consiga o meu cartão telefônico pré-pago, para poder manter minhas amigas atualizadas em tempo real no Facebook. Se eu conseguir, vou tentar curtir as fotos do Face privado pelo Face do Esmaltaradas, para que quem não é minha amiga particular possa ter acesso às fotos.

Beijinhos a todas, e não sei quando volto por aqui.

Adri =D

Lunette – Coletor Menstrual

Boa noite!

3 dias depois do último horrível acontecimento, já estou melhor; mais conformada, pelo menos. O pobre do Kiwi é que não está entendendo por que eu o ando assediando / pegando tanto; ele tem os olhos / olhar do irmão.

E ontem quase tive um treco quando olhei para o gramado onde deixei o Zip pastando, quando já estava com seu problema na coluna. Olhei rapidamente, e vi uma coisa marrom, do comprimento e largura do Zip, maior atrás do que na frente, e tomei um baita susto. Quando firmei o olhar, pude ver que era um coco velho que tinha caído do coqueiro… :(  Sem comentários…

Volto hoje aqui com um assunto que eu trouxe em novembro do ano passado: o coletor menstrual, que me foi indicado por uma amiga, e que até então não tinha usado ainda. E para fazer este post, eu usarei aqui grande parte do texto que postei naquela época, e o atualizarei / complementarei, no final, com meu parecer sobre o produto. Vamos lá!

——-((((())))——–

ANTES DE MAIS NADA, ESTE ASSUNTO ESTÁ SENDO TRATADO COM A MAIOR SERIEDADE E SEM VULGARIDADES. PEÇO QUE OLHEM PELO ASPECTO MERAMENTE INFORMATIVO, POR GENTILEZA.

Conversando com a amiga na casa da qual costumo deixar meu carro quando viajo para o exterior, ela me perguntou se eu conhecia o COLETOR MENSTRUAL. Nunca tinha ouvido falar disso na minha vida, e fui pesquisar para conhecer melhor o produto.

Ela falou maravilhas do tal coletor, e disse que já usa há um ano, e que lamenta demais não ter conhecido antes, de tão perfeito que é. Ela até tinha me adicionado num grupo no Facebook sobre esse assunto, para que eu pudesse conhecer melhor a coisa.

Achei bastante interessante a proposta, e certamente queria experimentar. Algumas pessoas fazem carinha de nojo a respeito disso (Gabi foi uma delas), mas pra mim, não tem nada mais nojento do que um absorvente sujo de sangue coagulado e melequento, entre você e a calcinha.

O Coletor Menstrual nada mais é do que um copinho de silicone cirúrgico bem macio, que é introduzido na vagina, de maneira semelhante ao absorvente interno, de forma que ele capte, durante os dias de menstruação, o sangue que desce. Ele absorve até 3 vezes mais sangue do que o maior absorvente interno (OB/Tampax).

A vantagem do silicone é que, além da maior flexibilidade, não contém látex, pois em versões anteriores do produto feitas no passado, nos anos 30 (sim, é velho o produto!), foi usado látex, para o qual algumas pessoas têm alergia.

Para descartar esse sangue, basta puxar o “rabinho” do copinho, que tem saliências que facilitam essa operação, e jogar fora, no vaso sanitário. Algumas versões do produto têm uma argolinha ou bolinha no lugar do rabinho.

A primeira impressão que se pode ter é de ECA!!!, mas como eu falei antes, pra mim não tem nada mais ECA do que aquela almofadinha ensopada de sangue em contato com a “peca” durante várias horas do dia. Como o sangue é meu, não tem esse negócio de nojinho! Eu prefiro muito mais jogar o sangue líquido fora do que ter que enrolar o absorvente em papel higiênico e jogar na lixeira.

Pense na quantidade de absorventes que uma mulher pode “consumir” durante sua vida de ciclos menstruais! Pode chegar a 11.000 absorventes em uma vida! E isso me faz ver um segundo ponto super positivo para o Coletor Menstrual, pois ele é amigo do meio ambiente, já que você não terá mais que jogar fora “almofadinhas” sujas de sangue.

Um coletor desses pode durar vários anos, se for manuseado e tratado da forma correta. Imagine quantos absorventes você deixaria de usar durante esse período, sem falar na economia que você fará, já que deixará de comprar absorventes!

Vantagens do produto: 1) não absorvem umidade, nem deixam a região íntima abafada 2) têm um formato que pode ser facilmente inserido, após ser dobrado da forma correta (cada usuária tem uma forma preferida). Ao ser inserido, ele se acomoda naturalmente à área interna da vagina, não incomodando nem mesmo pessoas que praticam esportes como ciclismo ou equitação. 3) Pode ser usado por até 12 horas e chega a ser esvaziado de 2 a 4 vezes ao dia (dependendo do fluxo, é claro). 4) pode ser usado também por mulheres que usam DIU.

O coletor da marca finlandesa Lunette (a que comprei) vem com uma bolsinha, que pode ser levada na bolsa sem ocupar o volume de alguns absorventes, que inevitavelmente sempre temos na bolsa para emergências.

Da marca Lunette, o tamanho 1, que tem 41 mm de diâmetro,  é indicado para mulheres de fluxo leve ou jovens que ainda não tenham tido relações sexuais. O copinho, que comporta 25 ml, tem 47 mm de diâmetro e 47 mm de comprimento, e a haste tem 25 mm de comprimento. O tamanho 1 tem o silicone mais maleável que o do tamanho 2.

Já o tamanho 2 é indicado para mulheres com fluxo normal a mais intenso. O copinho, que comporta 30 ml, tem 46 mm de diâmetro e 52 mm de comprimento. A haste mede 20 mm de comprimento.

Algumas mulheres cortam a haste, se acharem que ficou grande demais. Mas isso não é regra.

Segundo o site da Lunette, foi cientificamente provado que os coletores menstruais NÃO causam a síndrome do choque tóxico (TSS), como é o caso dos absorventes internos (OB/Tampax), e não mudam a composição do sangue enquanto o coletor está inserido na vagina. Nunca houve casos reportados de TSS relacionados ao uso de coletores menstruais.

Segundo informações, as pessoas que EVENTUALMENTE sentirem incômodo do produto, não sentirão mais a partir do terceiro uso. Muitas pessoas não sentem incômodo nem no primeiro uso.

Para higienizar o coletor, ANTES e APÓS o uso, basta lava-lo com um sabonete líquido suave (imagino que seja melhor usar os que são usados para higiene íntima, na falta de um sabonete específico para a limpeza do coletor – a marca Lunette tem um sabão específico para isso). No último dia de uso do ciclo, após a lavagem, ferver em água por 5 a 10 minutos, em uma canequinha/panelinha dedicada ao coletor, e ele estará pronto para o próximo uso (lavar antes de usar de novo). Se não for possível ferver de imediato (caso esteja na rua, por exemplo), usar lenços umedecidos antibactericidas até poder ser fervido.

Recomenda-se que seja guardado na bolsinha que vem com o produto, para a devida ventilação. Recomenda-se, ainda, não guardar o coletor em potes hermeticamente fechados ou em sacos plásticos.

Os alertas são: 1) O produto não é contraceptivo e nem protege a usuária contra doenças venéreas.  2) Ele não pode ser usado durante a relação sexual. 3) Lavar as mãos após a manipulação do coletor. 4) Não usar o produto por mais de 12 horas sem que seja devidamente lavado dentro desse período.

O Lunette finalmente tem um representante no Brasil, chamado Kevosai. Mas a compra feita no Brasil não é nada barata, em comparação com a compra na Walgreens  (onde eu comprei). Eu paguei 43 dólares (incluindo o frete para entrega nos EUA – caso alguém viaje e fique hospedado lá por alguns dias), e o Lunette versão incolor (a mais barata), custa 139,00, mais o frete, que não sei quanto custa. Duas vantagens de se comprar no braseeel é que eles parcelam a compra em até 3 x, e como é um produto comprado no braseeel,  fica mais fácil reclamar caso haja algum problema físico com o produto. 

Uma desvantagem” (temporária) do produto é a adaptação inicial ao uso dele. Algumas mulheres têm um pouco de dificuldade de inserir o produto, no começo, por falta de prática. Mas como eu disse anteriormente, a pessoa acaba se adaptando a uma forma específica de dobrar x inserir, daí tudo fica mais fácil. Toda adaptação sempre é difícil. Há as que usem gel lubrificante para auxiliar na inserção.

Agora, meu parecer sobre o produto, que usei hoje pela primeira vez:

Eu comprei primeiramente o número 2 da marca Lunette, que é o recomendado para quem tem grande fluxo, mas nunca usei, porque achei imeeeenso! Esse, vou dar para a minha amiga que me apresentou o produto, porque é o número que ela usa, já que é uma mulher bem mais alta/maior que eu. Então, acabei comprando o número 1 para mim, e achei o tamanho perfeito!

Antes de usar, eu realmente achei que eu travaria uma enorme batalha com a coisa para conseguir inserir. Bem, lavei a coisa, e encarei.

Das três formas que existem para dobrar, em forma de C, de triângulo e de concha, achei a de triângulo a melhor, pelo menos, menos “assustadora”.

Lunette2

Dobra em C

Lunette

Dobra em triângulo

Não vi necessidade de usar gel lubrificante, pois o próprio fluido menstrual (sangue), serviu para ajudar a inserir facilmente o coletor. Fiquei sentada no vaso sanitário como fico quando uso absorvente interno. Não vi grandes problemas.

O único problema foi que eu não inseri muito fundo, de forma que o “rabinho” do coletor ficou quase na “portinha”, e me incomodou demais, até eu finalmente conseguir arranca-lo, poucas horas depois. Descrevo o incômodo como sendo o mesmo que sentimos quando fica um pedaço de carne agarrado no dente. Bem chato!

Ouvi dizer que algumas pessoas cortam um pedacinho do rabinho, mas eu não quis fazer isso, por medo de dificultar a retirada depois. A solução então, seria inserir mais fundo.

Na hora de tirar, quando puxei o rabinho, não foi nada ruim, pois assim como foi para inserir, o sangue também “azeitou” a retirada. E ao puxar, quando o coletor finalmente sai, já sai emborcando, fazendo com que todo o conteúdo do coletor caia dentro do vaso sanitário (é meio assustadora a quantidade de sangue que enche o fundo do vaso). Depois, foi só pegar a duchinha e lavar. Eu já tinha à mão sabonete líquido para lavagem de rosto (neutro), e ali mesmo lavei o coletor para usar novamente.

Na hora de recolocar, inseri mais fundo, não senti mais incômodo algum.

Por desencargo de consciência, continuei usando meu Carefree, como uso normalmente, diariamente. E mesmo com poucas horas de uso, acabou sujando com uma gotinha, o Carefree. Todo início de fluxo é forte mesmo, então acabou enchendo bem o coletor.

Meu parecer final, é que eu adorei o produto. Não sujei a mão mais do que normalmente sujo quando uso um absorvente interno sem aplicador (O.B.), com a vantagem de não ter usado nenhum absorvente normal (somente o Carefree).

Agora, não precisarei mais sentir o incômodo da umidade do absorvente normal, e nem ficar mais com medo de sujar a roupa, quando vaza além do absorvente. Sem falar que praticamente tenho que tomar um banho, porque fica tudo emporcalhado. Achei o coletor super prático e seguro! RECOMENDADÍSSIMO!

Beijos!

Adri

Unhas Postiças Fing’rs

Olá meninas. Eis-me de volta, mais rápido do que imaginei.

Passado o dia negro, que foi ontem, hoje já estou melhor, e até mais animadinha. A vida segue, afinal. E o que mais me deixou alegre hoje foi poder voltar a escutar o mundo. Meu aparelho querido chegou e agora não me sinto mais uma porta, hahahahaha. Custou só 380 realitos para consertar, e aquele cara querendo me empurrar um aparelho de 3000 reais. Só trouxa mesmo pra cair em conversa de vendedor! E o bichinho veio até melhor do que estava! Tenho que ajoelhar e agradecer a Deus! Obrigada, Senhor!!!

Vamos ao post!

Recentemente uma representante da Fing’rs me contatou, oferecendo parceria. Imediatamente eu disse a ela que aceitaria fazer resenha do material dela DESDE QUE NÃO FOSSE UNHA POSTIÇA, porque tive uma péssima experiência com elas, e deixei isso claro no email que enviei a ela. Ela me respondeu agradecendo pela sinceridade, e disse que estaria enviando algumas coisas para resenha. Pelo email de resposta dela, até achei que se trataria de outro produto que estariam enviando, mas para minha surpresa, quando abri a caixa, me deparei com 4 caixas de UNHAS POSTIÇAS! Quem me conhece, já sabe qual foi minha reação e o que eu falei na hora, né? Pois é…

Enfim, para não ser a blogueira chata, eu resolvi que faria a resenha sobre as unhas que recebi, e como sempre, vou dizer aqui meu ponto de vista a respeito de unhas postiças. Mas antes, vamos ver como elas ficaram nas mãos.

Unhas Fingrs2

Unhas Fingrs3

Unhas Fingrs

Ficaram lindas, né? Pena que não dá para eu usar…

Assim que recebi a caixa, eu abri uma caixa de unha e coloquei uma unha sobre minha unha e só fiz suspirar, lembrando das “falecidas”. E antes de dar meu parecer sobre unhas postiças, preciso contar uma historinha aqui para vocês entenderem porque eu “não posso” usar unhas postiças.

Bem, certa vez, há muitos anos atrás, eu tive uma festa para ir, e resolvi pôr unhas postiças para ver como seria, já que eu iria bem arrumada, mas minhas unhas estavam um leecho. Assim, comprei as ditas e a cola, para experimentar. A cola parecia Super Bonder, mas não achei que fosse nada ruim, já que nunca tinha usado antes e achei que não faria mal algum. Coloquei as unhas e fui toda faceira para a festa. Só que a primeira unha pulou fora na primeira hora de festa, e vocês podem imaginar como fiquei sem graça, escondendo a mão até conseguir ir no banheiro colar de novo. Tinha levado a cola na bolsa, e colei novamente. Mas fiquei a festa inteira “cheia de dedos”, com medo de encostar em tudo, pra não ficar sem unhas novamente. No fim da festa, eu parecia até o Lula, nosso ex-presidente, escondendo um dedo, pela unha que tinha caído, mas a maioria das unhas ainda estava nos dedos. No dia seguinte é que a coisa ficou feia.

As unhas que caíram não ficavam mais na unha por causa da cola seca, que não saía da unha verdadeira, e dessa forma resolvi tirar todas as unhas. Com jeitinho fui levantando cada unha e tirando. Algumas saíram bem, mas outras arrancaram a primeira camada de unha verdadeira, e o resultado final foi catastrófico. Além da cola que não saía de jeito nenhum, as unhas pareciam até a Rodovia Regis Bittencourt, cheeeeia de buracos. No final das contas, levei uns 4-5 meses para ter minhas unhas perfeitas de novo (crescer e lixar), e assim, jurei para mim mesma que nunca mais usaria unhas postiças.

Mas voltando às unhas que recebi, eu resolvi experimenta-las sem usar a cola que deve ser usada, somente para que vocês possam ver como fica bonito. E para colar as unhas, usei Seche Vite, e não cola de unha, porque obviamente não quero destruir minhas unhas novamente.

Uma observação que preciso fazer, é que uma unha minha é super curvada, e a unha postiça não faz contato com toda a superfície dela. Na frente acaba ficando um vão entre a unha verdadeira e a postiça. Apesar disso, achei que as unhas encaixaram com perfeição ao contorno da cutícula, e dá até pra enganar que as unhas são minhas mesmo, porque não ficou aparecendo nenhum pedaço de unha minha.

Eu só tenho a lamentar que eu tenha passado por esse “pequeno” problema da minha péssima experiência com unhas postiças, pois convenhamos que com elas as mãos ficam mais bonitas.

Vem 24 unhas na caixinha, sendo dois pares de 12 unhas de tamanhos diferentes, de forma que você pode selecionar o tamanho que melhor se adapte à largura da sua unha.

Segundo as instruções na caixa, é preciso lixar a unha com lixa específica, que também recebi da Fing’rs, e aplicar a cola na unha postiça antes de colocar sobre a sua unha verdadeira. Depois é só pressionar alguns segundos e pronto.

Em teoria, deve durar de 1 a 2 semanas na sua mão, mas acredito que isso só sirva para as que não fazem nada com as mãos o dia inteiro. Para mim, que digito o dia todo, não duraria 5 minutos.

Unhas Fingrs5

OBS: AMEI AS LIXAS!!!! São super fofinhas, e têm um grau de abrasividade ótimo para tirar imperfeições da unha sem agredir demais.

Unhas Fingrs4

A unha que mostro na minha mão já é colorida, então não precisa usar esmalte nela, a não ser que você queira fazer uma nail art. Mas se quiser usar um esmalte de cobertura, com glitter, etc, obviamente pode. Ou então até mesmo usar outra cor, dependendo da cor básica da unha postiça.

Essas foram as cores que recebi, e que não sei o que fazer com elas, já que não usarei, heheheh.

Unhas Fingrs6
Bem, só tenho a agradecer à representante da Fing’rs pelo contato e pela boa intenção. Eu disse a ela que não usaria unhas postiças, porque não queria fazer uma resenha que tinha certeza que seria ruim para a marca, ou seja, ao invés de estimular a compra, eu provavelmente a desestimularia. Mas já que ela teve o trabalho de enviá-las para mim, mesmo eu dizendo que não as queria, nada mais me restou senão pelo menos fazer a resenha. E  obviamente nem tudo que que foi dito foi bom, porque quem ama suas unhas, cotocas ou não, não deve usar unhas postiças, pois o resultado é muito devastador e traumatizante. Falo isso pela minha experiência. Mas assim como tem gente pra falar coisas ruins, deve ter gente que deve amar unhas postiças e não consegue viver sem elas. E penso que é para essas pessoas que este post servirá.

Depois desse post, o risco será totalmente daquela que quiser experimentar. Mas que fica bonito e quase perfeito, fica!

Beijos

Adri =|

Na Estrada – Impala

Boa tarde, meninas.

LITERALMENTE na estrada, está esse esmalte da Impala, da coleção Califórnia: o NA ESTRADA.

Na Estrada - Impala

Este deve ser o mais novo esmalte com efeito especial “Chokitto”, da Impala. Tudo, com exceção da cor, é um fiasco.

Na Estrada - Impala3

Meu vidro veio com o pincel com as pontinhas arrepiadas, de forma que cada pincelada deixava vááááárias listras das cerdas. E como o esmalte já é água pura, tive que colocar litros de esmalte em cada camada, na tentativa de não deixar tantas marcas do pincel. O resultado foi esse, bolinhas que nenhum top coat conseguiu esconder, mesmo eu tendo esperado secar bem entre uma camada e outra, e uma camada total de esmalte que se atirar na parede abre um buraco, de tão grossa.

Na Estrada - Impala2

Foram 4 camadas pingando no pincel, sobre peel off Peripera e uma camada de Brilho Cristal, para tentar salvar a tragédia inevitável.

Acho uma pena de imenso tamanho, pois essa cor é simplesmente apaixonante, e nada mais me resta senão colocar o bichinho na estrada mesmo. Que vá com Deus, porque ele nunca mais usarei.

E para atualizar sobre o conteúdo de tolueno, formaldeído e ftalato, surpreendentemente não encontrei no rótulo esses três ingredientes na fórmula. Então…

*** ESTE ESMALTE É 3 FREE ***

E não me restou alternativa, senão fazer uma nail art para esconder as indesejáveis bolinhas. Usando alguns esmaltes de cores diferentes, fiz um esponjado degradê nas unhas e depois passei uma cobertura com brilhinhos glass-flecked brancos.

Esmaltes

DegradePastel

Coloquei as quatro cores em cruz sobre uma superfície lisa e coloquei a esponja em cima para absorver os esmaltes, que se misturaram e formaram o degradê perfeito nas unhas. Depois é só dar umas batidinhas com a esponja sobre a unha e voilá! Só não pode deixar a esponja secar, senão ficam pedaços dela sobre a unha.

Degrade

E depois do degradê pronto, carimbei usando a nossa linda DRK-D2. Achei lindo e divertido!

foto (4)

E finalmente minha caixinha chegou dos EUA. Minhas bolinhas de lavar e secar roupas chegaram, e também o meu copo menstrual tamanho pequeno. Nem cheguei a usar o tamanho 2, porque achei grande demais para o meu fluxo. O que comprei antes (tamanho 2), venderei para a amiga que me indicou o produto.

Produtos

Assim que eu usar tudo, postarei para vocês o meu parecer “técnico”, heheheh

Beijos em todas

Adri =D