Ballerina Princess – Incoco

Bonjour mes amies!

Já estou em clima de férias e estou com uma baita preguiça de terminar um trabalho pra entregar hoje ainda, aff!

Com as unhas pra lá de sabuguettes, eu nem ia colocar nada “nazunha”, mas achei que 14 dias fora seria um período ótimo para experimentar a durabilidade das películas de esmalte INCOCO, que comprei nos States, mas que agora já tem representante no braseeel; vejam no Facebook da marca. Só que infelizmente a loja virtual ainda não abriu. Assim que abrir eu acredito que serei informada, e então postarei para vocês aqui.

Essas foram as estampas que trouxe dos States (os pequenos foram brindes para teste).

Incoco4

E a que apresentarei hoje é a BALLERINA PRINCESS, a cartela de baixo, com fundo metalizado, e gradiente de rosa x roxo.

No primeiro post que fiz da marca, coloquei lá um vídeo mostrando como aplica. Lá, também, vocês encontrarão todos os detalhes sobre o produto.

E eis as películas já aplicadas:

Incoco1

Incoco2

Incoco3

Fiquei meio desajeitada pra colocar, sendo esta a primeira vez que aplico em todas as unhas, de ambas as mãos, mas nem foi tão cavalo de batalha, assim.

A vantagem dessa película é, sem dúvida, sua imensa flexibilidade. O único probleminha que vi é que se você colar algum pedaço na unha, a coisa fica feia, porque se você errar “o alvo” e puxar de volta, ela estica, porque depois de colado não solta tão fácil. Então, temos que mirar muito bem para colocar, ou então deixar que somente a pontinha cole, pois fica mais fácil de puxar se for necessário. Achei que usar uma pinça para segurar a película facilitou bastante, além de preservar mais a cola.

Obviamente acho que só a prática vai me fazer ficar expert na aplicação. Qualquer eventual falha que haja, você pode usar um pincel fininho de nail art e dar uma disfarçada com outro esmalte parecido.

Usei a lixa de cristal para cortar a película na ponta da unha, e não sei se eu “lixei mal” no polegar, ou se foi o Seche Vite que encolheu a película, mas prefiro ficar com a primeira opção, porque é a única unha em que isto aconteceu, e em todas elas apliquei Seche Vite, e nenhuma encolheu.

Engraçado que só ficou gritante esta “falha” na fotografia, que está em macro. A olho nu nem dá pra perceber a ponta da unha aparecendo.

Bem, achei que ficou muito lindo, e usei somente uma cartela, das duas que vêm no pacote. Como minha unha está curtinha, não foi necessário usar a outra, porque cada “unha” da película pode ser dividida no meio e aplicada em duas unhas. A outra cartela que sobrou eu lacrei bem para poder colocar na Gabi amanhã, quando for pra Niteroi encontrar com minhas companheiras de viagem.

Por falar em Gabi, ela pagou absurdos 36 reais para fazer as unhas dos pés e mãos, e ficou um LIXOOOOO. Jesus Cristo! Se eu ganhasse a vida fazendo unhas, eu estaria feita, porque minhas clientes me amariam. Os dedos da Gabriela ficaram cheios de pelancas saltando. Fiquei horrorizada!

E ontem eu fiz uma progressiva aqui em casa, para poder me ver livre da prancha durante a viagem. O cabelereiro veio aqui em casa, e amou meu escritório, hehehe. Até jogou um caô dizendo que ele amaria atender as clientes dele aqui, não só pela vista, como também por ser muito bem ventilado e tranquilo. Quem sabe a gente não amadurece essa ideia, e transforma isso aqui em um salão VIP, hehehe. O que não falta é esmalte!

Então é isso. As malas já estão prontas, e estou já em contagem pra lá de regressiva para sumir daqui! Margô ficará trabalhando normalmente, e virá cuidar dos gatos. É claro que não me iludo, e tenho certeza de que ela vai acabar faltando alguns dias, mas comigo fora, não tem mesmo necessidade de vir todo dia.

Vamos torcer para que eu consiga o meu cartão telefônico pré-pago, para poder manter minhas amigas atualizadas em tempo real no Facebook. Se eu conseguir, vou tentar curtir as fotos do Face privado pelo Face do Esmaltaradas, para que quem não é minha amiga particular possa ter acesso às fotos.

Beijinhos a todas, e não sei quando volto por aqui.

Adri =D

Unhas Postiças Fing’rs

Olá meninas. Eis-me de volta, mais rápido do que imaginei.

Passado o dia negro, que foi ontem, hoje já estou melhor, e até mais animadinha. A vida segue, afinal. E o que mais me deixou alegre hoje foi poder voltar a escutar o mundo. Meu aparelho querido chegou e agora não me sinto mais uma porta, hahahahaha. Custou só 380 realitos para consertar, e aquele cara querendo me empurrar um aparelho de 3000 reais. Só trouxa mesmo pra cair em conversa de vendedor! E o bichinho veio até melhor do que estava! Tenho que ajoelhar e agradecer a Deus! Obrigada, Senhor!!!

Vamos ao post!

Recentemente uma representante da Fing’rs me contatou, oferecendo parceria. Imediatamente eu disse a ela que aceitaria fazer resenha do material dela DESDE QUE NÃO FOSSE UNHA POSTIÇA, porque tive uma péssima experiência com elas, e deixei isso claro no email que enviei a ela. Ela me respondeu agradecendo pela sinceridade, e disse que estaria enviando algumas coisas para resenha. Pelo email de resposta dela, até achei que se trataria de outro produto que estariam enviando, mas para minha surpresa, quando abri a caixa, me deparei com 4 caixas de UNHAS POSTIÇAS! Quem me conhece, já sabe qual foi minha reação e o que eu falei na hora, né? Pois é…

Enfim, para não ser a blogueira chata, eu resolvi que faria a resenha sobre as unhas que recebi, e como sempre, vou dizer aqui meu ponto de vista a respeito de unhas postiças. Mas antes, vamos ver como elas ficaram nas mãos.

Unhas Fingrs2

Unhas Fingrs3

Unhas Fingrs

Ficaram lindas, né? Pena que não dá para eu usar…

Assim que recebi a caixa, eu abri uma caixa de unha e coloquei uma unha sobre minha unha e só fiz suspirar, lembrando das “falecidas”. E antes de dar meu parecer sobre unhas postiças, preciso contar uma historinha aqui para vocês entenderem porque eu “não posso” usar unhas postiças.

Bem, certa vez, há muitos anos atrás, eu tive uma festa para ir, e resolvi pôr unhas postiças para ver como seria, já que eu iria bem arrumada, mas minhas unhas estavam um leecho. Assim, comprei as ditas e a cola, para experimentar. A cola parecia Super Bonder, mas não achei que fosse nada ruim, já que nunca tinha usado antes e achei que não faria mal algum. Coloquei as unhas e fui toda faceira para a festa. Só que a primeira unha pulou fora na primeira hora de festa, e vocês podem imaginar como fiquei sem graça, escondendo a mão até conseguir ir no banheiro colar de novo. Tinha levado a cola na bolsa, e colei novamente. Mas fiquei a festa inteira “cheia de dedos”, com medo de encostar em tudo, pra não ficar sem unhas novamente. No fim da festa, eu parecia até o Lula, nosso ex-presidente, escondendo um dedo, pela unha que tinha caído, mas a maioria das unhas ainda estava nos dedos. No dia seguinte é que a coisa ficou feia.

As unhas que caíram não ficavam mais na unha por causa da cola seca, que não saía da unha verdadeira, e dessa forma resolvi tirar todas as unhas. Com jeitinho fui levantando cada unha e tirando. Algumas saíram bem, mas outras arrancaram a primeira camada de unha verdadeira, e o resultado final foi catastrófico. Além da cola que não saía de jeito nenhum, as unhas pareciam até a Rodovia Regis Bittencourt, cheeeeia de buracos. No final das contas, levei uns 4-5 meses para ter minhas unhas perfeitas de novo (crescer e lixar), e assim, jurei para mim mesma que nunca mais usaria unhas postiças.

Mas voltando às unhas que recebi, eu resolvi experimenta-las sem usar a cola que deve ser usada, somente para que vocês possam ver como fica bonito. E para colar as unhas, usei Seche Vite, e não cola de unha, porque obviamente não quero destruir minhas unhas novamente.

Uma observação que preciso fazer, é que uma unha minha é super curvada, e a unha postiça não faz contato com toda a superfície dela. Na frente acaba ficando um vão entre a unha verdadeira e a postiça. Apesar disso, achei que as unhas encaixaram com perfeição ao contorno da cutícula, e dá até pra enganar que as unhas são minhas mesmo, porque não ficou aparecendo nenhum pedaço de unha minha.

Eu só tenho a lamentar que eu tenha passado por esse “pequeno” problema da minha péssima experiência com unhas postiças, pois convenhamos que com elas as mãos ficam mais bonitas.

Vem 24 unhas na caixinha, sendo dois pares de 12 unhas de tamanhos diferentes, de forma que você pode selecionar o tamanho que melhor se adapte à largura da sua unha.

Segundo as instruções na caixa, é preciso lixar a unha com lixa específica, que também recebi da Fing’rs, e aplicar a cola na unha postiça antes de colocar sobre a sua unha verdadeira. Depois é só pressionar alguns segundos e pronto.

Em teoria, deve durar de 1 a 2 semanas na sua mão, mas acredito que isso só sirva para as que não fazem nada com as mãos o dia inteiro. Para mim, que digito o dia todo, não duraria 5 minutos.

Unhas Fingrs5

OBS: AMEI AS LIXAS!!!! São super fofinhas, e têm um grau de abrasividade ótimo para tirar imperfeições da unha sem agredir demais.

Unhas Fingrs4

A unha que mostro na minha mão já é colorida, então não precisa usar esmalte nela, a não ser que você queira fazer uma nail art. Mas se quiser usar um esmalte de cobertura, com glitter, etc, obviamente pode. Ou então até mesmo usar outra cor, dependendo da cor básica da unha postiça.

Essas foram as cores que recebi, e que não sei o que fazer com elas, já que não usarei, heheheh.

Unhas Fingrs6
Bem, só tenho a agradecer à representante da Fing’rs pelo contato e pela boa intenção. Eu disse a ela que não usaria unhas postiças, porque não queria fazer uma resenha que tinha certeza que seria ruim para a marca, ou seja, ao invés de estimular a compra, eu provavelmente a desestimularia. Mas já que ela teve o trabalho de enviá-las para mim, mesmo eu dizendo que não as queria, nada mais me restou senão pelo menos fazer a resenha. E  obviamente nem tudo que que foi dito foi bom, porque quem ama suas unhas, cotocas ou não, não deve usar unhas postiças, pois o resultado é muito devastador e traumatizante. Falo isso pela minha experiência. Mas assim como tem gente pra falar coisas ruins, deve ter gente que deve amar unhas postiças e não consegue viver sem elas. E penso que é para essas pessoas que este post servirá.

Depois desse post, o risco será totalmente daquela que quiser experimentar. Mas que fica bonito e quase perfeito, fica!

Beijos

Adri =|

Na Estrada – Impala

Boa tarde, meninas.

LITERALMENTE na estrada, está esse esmalte da Impala, da coleção Califórnia: o NA ESTRADA.

Na Estrada - Impala

Este deve ser o mais novo esmalte com efeito especial “Chokitto”, da Impala. Tudo, com exceção da cor, é um fiasco.

Na Estrada - Impala3

Meu vidro veio com o pincel com as pontinhas arrepiadas, de forma que cada pincelada deixava vááááárias listras das cerdas. E como o esmalte já é água pura, tive que colocar litros de esmalte em cada camada, na tentativa de não deixar tantas marcas do pincel. O resultado foi esse, bolinhas que nenhum top coat conseguiu esconder, mesmo eu tendo esperado secar bem entre uma camada e outra, e uma camada total de esmalte que se atirar na parede abre um buraco, de tão grossa.

Na Estrada - Impala2

Foram 4 camadas pingando no pincel, sobre peel off Peripera e uma camada de Brilho Cristal, para tentar salvar a tragédia inevitável.

Acho uma pena de imenso tamanho, pois essa cor é simplesmente apaixonante, e nada mais me resta senão colocar o bichinho na estrada mesmo. Que vá com Deus, porque ele nunca mais usarei.

E para atualizar sobre o conteúdo de tolueno, formaldeído e ftalato, surpreendentemente não encontrei no rótulo esses três ingredientes na fórmula. Então…

*** ESTE ESMALTE É 3 FREE ***

E não me restou alternativa, senão fazer uma nail art para esconder as indesejáveis bolinhas. Usando alguns esmaltes de cores diferentes, fiz um esponjado degradê nas unhas e depois passei uma cobertura com brilhinhos glass-flecked brancos.

Esmaltes

DegradePastel

Coloquei as quatro cores em cruz sobre uma superfície lisa e coloquei a esponja em cima para absorver os esmaltes, que se misturaram e formaram o degradê perfeito nas unhas. Depois é só dar umas batidinhas com a esponja sobre a unha e voilá! Só não pode deixar a esponja secar, senão ficam pedaços dela sobre a unha.

Degrade

E depois do degradê pronto, carimbei usando a nossa linda DRK-D2. Achei lindo e divertido!

foto (4)

E finalmente minha caixinha chegou dos EUA. Minhas bolinhas de lavar e secar roupas chegaram, e também o meu copo menstrual tamanho pequeno. Nem cheguei a usar o tamanho 2, porque achei grande demais para o meu fluxo. O que comprei antes (tamanho 2), venderei para a amiga que me indicou o produto.

Produtos

Assim que eu usar tudo, postarei para vocês o meu parecer “técnico”, heheheh

Beijos em todas

Adri =D

Cultura Pop – Arte Mania – Passe Nati

Boa noite meninas!

Agora é a vez do kit Arte Mania CULTURA POP, da Passe Nati. Ele é composto por dois esmaltes, um fosco e um brilhante, e adesivos.

Cultura Pop Art Mania - Passe Nati3

O COSTUME é um teal perolado bem bonito e fosco, e o TRADIÇÃO um vermelho sangue bem brilhante. Neste kit, achei que os esmaltes combinaram muito bem com os adesivos, já que as duas cores aparecem no adesivo.

Cultura Pop Art Mania - Passe Nati

Com este kit pode-se usar a imaginação da forma que quiser. Eu, resolvi fazer poás de uma cor sobre a outra, acompanhando a estampa do adesivo. E o legal é que ficou fosco sobre brilho e vice-versa.

Cultura Pop Art Mania - Passe Nati2

Por enquanto, dos 3 kits que testei, esse foi o que mais gostei. Ainda tem mais um kit que eu usarei em breve.

A cobertura dos esmaltes é boa, como todos os outros esmaltes da Passe Nati. Foram duas camadas de cada nessa mani. E o adesivo foi só tirar da proteção e colar. É de plástico, mas não é maleável a ponto de se moldar com facilidade à unha, mas tem uma boa cola, que não solta à toa. A ponta deve ser lixada para não ficar saliente, pois o plástico sendo mais grossinho, pode até arranhar se ficar rebarba. Mas se fizer com capricho não precisa se incomodar com nada.

Cultura Pop - Passe Nati

Em princípio eu achei que tinha matado a mani fazendo as bolinhas, mas depois eu acostumei e amei. Ficou bem divertido e uma gracinha!

Se não conseguir encontrar esse kit lindinho nas lojas da sua cidade, ele pode ser comprado por 8,70 realitos no site Unhas Tenshi. Aproveite para olhar os outros esmaltes da marca, que está com uma excelente qualidade.

Bjus

Adri =)

Películas Incoco ** com update **

Olá meninas!

Hoje trago para vocês o produto mais maneiro que comprei em Orlando, na minha última viagem: Películas de esmalte Incoco!

Incoco4

Esbarrei nessas películas por acaso, no Premium Outlets em Orlando. Tinha um quiosque da Incoco quase em frente à American Apparel, onde tinha ido comprar uns esmaltes

O que me chamou a atenção, primeiramente, foram as estampas, muitas lindíssimas. E parada pela simpática vendedora, Maiara, brasileira, ela me mostrou melhor o produto.

Incoco2

Aparentemente são películas comuns de plástico, mas na verdade, são feitas 100% de esmalte. Inclusive, o cheiro delas é de esmalte.

As películas são super flexíveis e macias, e foi a facilidade de se adaptar à unha que “frexou” meu coração, já que película nenhuma fica boa na minha unha do indicador, que é super curvada; sempre fazem um bico, que eu peno pra tentar disfarçar. Com a Incoco, não; ficou perfeita! Ela se molda maravilhosamente à unha!

Incoco5

Em teoria a película dura até 14 dias. É o produto perfeito para quem viaja, pois esmalte nenhum fica mais que dois dias na minha unha quando viajo…

A cartela vem com dois kits de 8 películas de tamanhos diferentes, e outra coisa legal da película, é que a gente pode dividir uma “unha” da película em duas e aplicar nas duas mãos. É claro que isso só funciona em unhas relativamente curtas, já que cada “unha” não é tão comprida assim. Se a unha não for comprida demais, dá para duas manis completas, o kit de 8 películas.

Incoco3

E como é feita de esmalte, assim que abrimos a cartela, temos que tirar o kit que usaremos e imediatamente lacrar a cartela novamente com fita adesiva larga, para que o ar não resseque o kit que restou. Na cartela fechada, a película pode durar até 3 anos. Uma vez aberta a cartela e fechada com fita, pode durar até 1 mês.

A película vem no meio de um sanduíche de proteções, uma de papel na parte de trás e outra de plástico incolor na frente. Deve-se tirar primeiro a da frente e depois a de trás. Se a unha for mais larga que a película, você pode, com jeitinho, esticar a película com cuidado para ela alargar e caber na unha. Da mesma forma, se sobrar película, ela sai facilmente rasgando com cuidado, usando a unha ou espátula, ou até mesmo com palito, algodão e acetona, já que é feita de esmalte.

Ao me mostrar como aplicava a película, a Maiara rasgava com os dedos mesmo, mas eu preferi cortar com a tesoura, bonitinho.

Quando comprei minhas películas, foi um parto, porque escolher foi a pior parte. Peguei tantas… e se pudesse teria trazido mais, mas como cada cartela custava 12 dólares, tinha que escolher com amor e carinho, porque não dava pra trazer todas de que gostei, senão iria à falência. Maiara me deu umas amostras para treinamento, e foi com elas que eu fiz um vídeo completinho para vocês verem como aplica a película. Estou deixando “azunha” crescerem um pouquinho mais para usar a cartela completa. Vamos ao vídeo!

E aqui, uma foto do resultado final da aplicação. O “esmalte” rosa também é película Incoco.

Incoco

O produto dispensa uso de base e top coat, mas eu, resolvi fazer uns testes. Em duas unhas apliquei base Nailtek Foundation II, que é uma base niveladora, antes de aplicar a película (nas de zebra), e nas outras duas apliquei a película sem base. Em uma de zebra e em uma rosa, apliquei top coat e deixei uma de cada sem top coate com isso vou testar a durabilidade da película, vendo se a base e/ou o top coat influenciam alguma coisa. Uma coisa é certa, a película tem brilho de top coat, e por questões de brilho não precisa mesmo de top coat.

Mas, eu achei que a película ficou com a superfície menos ondulada sendo aplicada sobre a base Nailtek, já que a unha tem suas imperfeições naturais. Então, isso já foi um ponto positivo para a base niveladora antes da película. Eu ainda não concluí os testes, já que apliquei a película anteontem, mas em breve postarei aqui mesmo um update para a conclusão dos testes.

Quem for a Orlando, não deixe de ir no quiosque da Incoco e procurar a Maiara, no Premium Outlets perto do Millenia Mall (tem dois Premium Outlets em Orlando). Diga que foi indicada por mim, porque eu disse a ela que faria propaganda desse produto que eu tanto curti, e recomendo com muita satisfação (pelo menos até o terceiro dia de uso está tudo ótimo). Só acho uma pena ser tão caro.

*** U P D A T E *** 11/12/13

Hoje, 4 dias depois de estar com as películas nas unhas, as que estão com top coat estão mais surradas do que as que têm a película somente, sendo que eu reparei que as que estão com top coat estão com umas rachaduras na película. As unhas que não têm top coat estão levemente rachadas, mas muito menos.

Eu que estou acostumada a trocar de esmalte como quem troca de roupa, já estou me vendo doida com essas películas nas unhas. Definitivamente, acho que não aguento minhas unhas camaleônicas com a mesma cara tantos dias… Será que aguento mais?

Beijos em todas!

Adri =)

Celebrate – Lush

Boa tarde, meninas!

Nem sei por onde começar…

Hoje é aniversário da minha mãe (parabéns, mamis!), e eu tô tão zureta que falei com ela esta manhã e não me lembrava que tinha dado os parabéns pra ela. Liguei de novo achando que não tinha dado, e já tinha.  Nem lembrava direito se já tinha falado com ela ou não, pra vocês verem a gravidade da coisa. Acho que estou pior do que ela, que está fazendo 73 anos.

Está tudo um horror pra mim aqui. A menina que me ajudava com as traduções arrumou um emprego fixo e agora não tem mais tempo para me ajudar, então caiu tudo em cima de mim de novo. Voltei ao ritmo de dormir só 5-6 horas por noite, e o estresse invariavelmente voltou. Preciso dar uma pausa para fazer um post para espairecer um pouco, senão piro.

Gabi já está de férias e foi para a casa da amiga em Niterói, e já começará a procurar apartamento para morar com o pai. E eu, ficarei aqui com 3 gatos e 4 porquinhos, e sem empregada. Ou eu morro de vez, ou eu vou provar pro mundo que eu sou resistente demais. Fora isso, o calor voltou, meus portões estão precisando ser trocados, minha casa já dá indícios de que precisa de nova pintura, meu interfone novo funciona pela metade, minha empregada não tem previsão de voltar e oficialmente não tenho mais plano de saúde (até então eu era dependente do ex no emprego dele). E para comemorar isso, eu, que nunca tenho nada, da noite para o dia ganhei um ser interplanetário na perna (foto abaixo), que caminha em velocidade galopante para algo que não está me cheirando bem. Vamos esperar “pocar” pra ver o que vai sair disso…

foto (1)

Bem vindo, biorritmo em baixa!!!!

Quanto às unhas, ao menos elas estão de vento em popa, o que falta é só tempo para pintar. Mas de qualquer forma, eu estou numa fase de experimento. Comprei um produto nos States que estou testando quanto tempo durará, então acho que ficarei off até o trem sair da unha.

E quanto ao tema de hoje, quando estive nos States comprei na Lush um creme, novo lançamento e edição limitada, que eu gostei bastante: CELEBRATE.

IMG_7595

É um potão de 220 gramas (só tem desse tamanho), de um creme “liso” e de consistência super macia, com um delicioso e irresistível cheirinho de laranja, e que deixa a pele ligeiramente oleosa, como eu gosto. Não fiquei com medo de dizerem que minha pele está um bagaço, hahahahahahahha Detesto cremes que secam e deixam a mão da gente parecendo “plastificada” e com sensação de ressecada.

IMG_7592

Esse creme contém na sua fórmula óleo de amêndoas, manteiga de cacau, glicerina, óleo de laranja, óleo de conhaque (???), óleo de limão, neróli (extraído da flor da laranja-azeda) e outros ingredientes, sendo que não tem conservantes. Dá pra entender bem por que ele tem um cheiro tão bom. Espalha super fácil e deixa a sensação de pele úmida por causa dos óleos.

IMG_7593

Ele é indicado para mãos e corpo, mas faz um sucesso danado nos meus pés e cotovelos “pergaminhados” .

Os produtos da Lush, para quem não sabe, não são testados em animais, e os potes que eles usam são 100% recicláveis. Levando 5 potes vazios e limpos para a loja, você ganha um brinde. Eu nunca fiz isso, mas tenho muita curiosidade de saber que brinde é esse. E já joguei tantos potes deles fora…

A Lush entrega no braseeel, mas eu nunca comprei nada pelo site deles. Mas sei que produtos deles costumam “empacar” na alfândega, assim como qualquer encomenda que venha da Europa. É um saco! Por isso sempre compro o que preciso quando eu viajo, ou quando a KK põe na loja para vender. Os produtos deles costumam ser ótimos.

Estou usando o xampu sólido deles, Trichomania, que eu a-do-rei! Este, a KK vende na Esmalteria, e, vai por mim, é ótimo! Deixa o cabelo bastante macio.

Quanto ao Celebrate, infelizmente, ele só é vendido nas lojas Lush. E como não temos nenhuma no braseeel, só mesmo pra quem vai viajar pro exterior. A loja mais próxima do braseel fica em Santiago, Chile.

Então é isso, meninas. Vou voltar pro tronco, como diz nossa Dory, a turista.

Beijos em todas.

Adri =/

Descalcificador para Cafeteira Expressa

Certo… sei que isso não tem nada a ver com beleza, tampouco com esmaltes, mas eu sei que assim como eu, deve haver várias de vocês que não vive sem uma cafeteirazinha de expresso. E para essas pessoas, este post é importante, hehehehe.

Nas minhas andanças pelos States eu conheci e comprei um produtinho que nem sonhava existir. Nem imaginei que sequer fosse necessário, já que o meu negócio mesmo é só tomar café e ponto! E bisbilhotando o departamento de cafeteiras expresso na Macy’s (não importa quantas vezes eu vá lá, eu sempre olho as cafeteiras), eu vi esse produto lá na prateleira. Sem saber o que era, fui olhar de perto o que aquele frasco de “água” estaria fazendo ali. Ei-lo!

foto 2

Depois que eu li o rótulo é que eu entendi o que eram  aquelas manchas brancas na borda do reservatório da cafeteira, que se estendia para dentro dele… é calcificação.

Leiam este trecho do site da Nespresso.

“Em 90% dos casos, as avarias das máquinas de café de cápsulas têm origem na acumulação de calcário no interior da máquina. Analisemos este problema e as medidas preventivas que podemos tomar para fazer uma boa manutenção das máquinas de café mono dose.
O que é o calcário?
O calcário é um depósito de carbonato de cálcio, formado por uma reação química durante o aquecimento da água, precisamente o que acontece nas caldeiras das máquinas de café.
Normalmente, a água com maior dureza deposita a maior quantidade de calcário.
Em geral, qualquer tipo de água submetida a aquecimento, deixa vestígios de calcário.
Será o calcário um problema?
A acumulação de calcário tem várias consequências:
* Reduz o fluxo de água através do circuito interno.
* Em segundo lugar, reduz a capacidade de aquecimento da caldeira.
As peças mais afetadas pelo calcário são as caldeiras, bombas de pressão e, geralmente, qualquer parte onde a água a ferver é canalizada.
Como posso evitar o calcário?
* Nunca utilize água mineral, tem demasiado calcário.
* De preferência, use água da torneira e água filtrada se possível.
Periocidade de descalcificação da máquina de café:
Depende de muitos fatores, mas existem dois principais. A qualidade da água que utiliza e da quantidade de água que atravessa a máquina.
Em geral, deve-se descalcificar a máquina a cada 300 cafés ou de 3 em 3 meses.
Como se descalcifica uma máquina de café de cápsulas?
A primeira coisa a fazer é ler as instruções que vieram com a máquina de café de cápsulas.
Siga também estas instruções:
1. Use uma solução descalcificadora de ácido cítrico específica para máquinas de café expresso. Esta solução é inodoro e biodegradavel que não afeta o sabor do café.
2. Há muitas pessoas que usam vinagre, mas não será aconselhado para máquinas de café de cápsulas porque pode danificar as juntas de ligação.”
 

No meu caso, não tenho máquina de cápsula, mas o rótulo do produto acima deixou claro que qualquer cafeteira expressa está sujeita à calcificação.

E depois de 3 anos ingerindo resíduos de calcificação junto com meu cafezinho, eu conheci o descalcificador e finalmente usei na minha cafeteira.

foto (1)

Minha cafeteira, é claro, comprei na Macy’s, em 2008, e está ainda de vento em popa sem nunca ter dado defeito. Lembro que na época perguntei para a vendedora se Krups é uma marca boa, e ela me disse que depois das marcas VIP (com Nespresso no topo da lista), a Krups é uma marca muito vendida e confiável. E foi ela mesma que comprei por uns 50 dólares.

Tirando a jarrinha de vidro lindinha que minha secretária detonou logo nos primeiros meses de vida, a máquina nunca deu problemas, e está “veínha de guerra”, firme e forte. Então, nada melhor do que dar um boost na coitadinha, para garantir mais uns aninhos de vida. Para tanto, comprei na Macy’s dois vidros do tal descalcificador em julho deste ano, quando fui para Long Beach. De lá pra cá, a cada 3 meses faço a limpeza, que consiste de colocar 30 ml de fluido para cada 450 ml de água e jogar no reservatório, e em seguida ligar a máquina até a água sair toda pelo bico de saída do café. Depois, deve-se repetir esta etapa uma vez e seguir com dois ciclos só de água pura, para enxaguar.

Na primeira vez que fiz a tal limpeza, fiquei passada com a quantidade de cristais que saiu. Fico imaginando o quanto de cristais engoli em 3 anos de uso da máquina, aff! Tudo bem que isso não quer dizer nada, afinal de contas são minerais que já estão na água, e como diz o texto ali em cima, a própria água mineral que bebemos tem mais minerais do que a da torneira, só que em estado “líquido”, e não “petrificado”, como sai pela máquina.

Enfim, ingerindo cristais de calcário na forma líquida ou sólida, eu não quero pozinhos no meu expresso sabor avelã (amooo), que não o do próprio café, e tampouco quero que a minha cafeteira bata as botas por entupimento por calcário. Se cuidarmos das nossas coisas elas poderão durar muito mais tempo.

Eu fiz a limpeza hoje, e deveria ter tirado foto dos cristais pra vocês verem, mas quando lembrei já tinha entornado ralo abaixo. Mas, mentalizem água com grãos de areia de praia no fundo; é quase isso!

Eu simplesmente AMOOOOO café, e fazer um café fresquinho rapidísismo sem emporcalhar utensílios e nem ter que lavar nada depois (só a xícara e a colher), não tem preço! Se algum dia minha Krupzinha for desta para melhor, certamente haverá outra na minha wishlist, que trarei como bagagem de mão novamente numa próxima viagem aos States.

Assim como há esta marca, deve haver muitas outras. Basta procurar por “coffee maker cleaner”!

É isso então, meninas.

Bom fim de semana para vocês. Por aqui será com chuva, mas eu estou achando ótimo, porque o calorão que estava ontem, ninguém merece! Pelo menos hoje está beeeeeem fresquinho!.

Bjus

Adri =D

Caneta Touch Back, o Retoque para Cabelos Brancos

Olá meninas!

Trago hoje para vocês mais uma super novidade que comprei NOS ESTADOS UNIDOS para experimentar: a caneta TOUCH BACK.

Touch Back3

Certo, e que diacho é isso? Vou explicar…

Eu pinto meu cabelo em casa, e quem pinta o cabelo sozinha há de concordar que é um porre de tarefa. Tenho sempre que me preparar psicologicamente pra fazer isso, e me sinto como se estivesse cumprindo um castigo. E como eu acho um saco pintar cabelo sozinha, e também não me atrevo a pagar novamente 160 reais para pintar o cabelo no meu salão (que foi o absurdo que paguei da única vez que pintei o cabelo em salão – é o que dá não perguntar o preço das coisas antes…), eu acabo sempre deixando pra pintar quando a situação está crítica, com quase dois dedos de cabelo branco aparecendo, ou quando preciso sair de casa, hehehehe. Como eu não saio muito de casa, acabo ficando no “outra hora eu pinto”, e não pinto nunca.

Então, nas minhas andanças pelas lojas estadunidenses da vida, encontrei esse produtinho que é uma “caneta hidrocor de cabelos”, desenvolvido especificamente para isso. Isso mesmo, ele disfarça os cabelos brancos até você tomar vergonha na cara e pintar o cabelo em casa ou no salão.

Touch Back4

Eu experimentei hoje e achei muuuuuito legal. Eu só não fotei nem filmei eu aplicando porque quando lembrei já tinha usado, mas abaixo tem uma foto pra mostrar como faz.

A gente precisa enfiar esse pentinho, que vem junto com o produto, na raiz dos cabelos que você quer “pintar”. Uma vez enfiado entre as raízes dos cabelos, e o mais próximo do couro cabeludo quanto possível, passa-se a caneta por cima do pentinho, para não pintar o couro cabeludo, só os fios de cabelo. Veja na foto abaixo.

howitworks_02_carmen

Ele não é mijo de santo, como diz minha mãe, mas pelo menos disfarça, e bem, o choque visual entre os fios brancos/grisalhos e o restante do cabelo já pintado. Vejam como ficou no meu cabelo…

Touch Back

É claro que você não tem que aplicar isso em todo o cabelo, até porque não tem produto suficiente pra isso, mas somente nas raízes que ficam à mostra conforme seu penteado.

Agora os detalhes do produto:

O produto é fabricado pela COLORMETRICS em Las Vegas, Nevada, EUA, mas é vendido em lojas por todo o país. A minha caneta, comprei por cerca de 30 dólares numa loja de cosméticos que tem num shopping a céu aberto que fica na International Drive com Fun Spot Way (ao lado da Ross). A cor que escolhi foi a castanho claro (LIGHT BROWN).

O pentinho que vem junto com o produto funciona como um “escudo” que impede que a tinta suje o couro cabeludo.

A caneta tem 8 ml, mas imagino que dê para bastantes aplicações. Ela é vendida em 8 cores diferentes e não contém amônia nem água oxigenada na sua fórmula, mas sim, produtos condicionadores (segundo diz o site deles, que coloquei no link no nome do produto, lá em cima), portanto, não resseca nem danifica os cabelos. Seca em um minutinho e não sai com a escovação. Mas o cabelo fica duro onde o produto é aplicado, e é preciso pentear o cabelo para ele “desendurecer”.

O produto deve ser aplicado ao cabelo seco, para ter melhor resultado. Como eu só li as instruções DEPOIS que apliquei, coloquei no cabelo que tinha acabado de lavar. Se já achei satisfatório o resultado com o cabelo molhado, imagino então que com o cabelo seco fique ainda melhor. Talvez tente passar uma segunda camada depois, para ver se melhora, heheheh.

O produto não descama nem sai ao esfregar. Ele só sai lavando normalmente os cabelos. Pode ser aplicado sobre qualquer produto que tenha sido aplicado aos cabelos antes (mousses, géis, cremes de pentear, laquê, etc.). A única coisa capaz de remover o produto quando NÃO se quer que ele saia, é o suor excessivo do couro cabeludo.

O PRODUTO PODE MANCHAR TECIDOS E OUTROS MATERIAIS POROSOS, portanto, deve-se ter cuidado ao aplicar e não fazer cacas around.

Ele contém ingredientes QUE PODEM CAUSAR IRRITAÇÃO À PELE. Portanto, recomenda-se fazer um teste de alergia antes de aplicar, colocando uma pequena quantidade do produto na dobra do braço com antebraço e deixando secar (na minha pele não houve qualquer problema), e caso haja irritação da pele, o produto não deve ser usado.

Ele deve ser usado SOMENTE NOS CABELOS, e não nas sobrancelhas ou cílios, pois pode causar forte irritação nos olhos e na sua região. Para as sobrancelhas, existe um produto específico da mesma marca.

Para cabelos “teimosos”, deixar a ponta da caneta um pouco em cima do cabelo para pegar a cor, caso não pegue passando a caneta normalmente.

Para quem for pros States e quiser comprar esse produtinho, aproveitem mais essa dica legal!

Bjus, amores

Adri =D

Blonde – Barbie Color

Olá meninas!

Há algum tempo não rola um amarelinho por estas bandas, e eu resolvi remediar esse problema trazendo um amarelinho muito fofo, que comprei na Beauty Fair de 2012: BLONDE, da Barbie Color.

Blonde - Barbie Color

É uma marquinha que até então nunca tinha ouvido falar. Comprei porque achei um amarelo muito delicadinho, com um shimmerzinho perolado e que como imaginava, ficou lindo nas unhas.

Blonde - Barbie Color2

O único probleminha é que não tem A cobertura. Foram necessárias 3 camadas dele, e como ficou com muito esmalte sobre a unha, com medinho de borrar, finalizei com Seche Vite. Mas tem sempre a unha maldita pra atrapalhar, neah? O esmalte do meu dedo médio esquerdo borrou SETE vezes. Quase tive um piripaque a cada nova borrada. Me segurei muito pra não arrancar o esmalte das unhas todas, porque na noite anterior eu já tinha tirado tudo porque borrou. Me senti como se tivesse sido amaldiçoada, hehehehe. E nem duvido muito, já que o que mais tem por aí é gente que não gosta de mim, huauhauhauhahuahu. Ainda bem que pelo menos as unhas não quebraram, hehehe.

Blonde - Barbie Color3jpg

Tirando a praga que me rogaram, o esmalte é simplesmente mega fofo. Eu amei muito, principalmente porque amarelo é minha cor preferida. E esse brilho, certamente foi a azeitona da minha empada, a cereja do meu Martini!

E atendendo à sugestão da nossa chicletinha Beth (oi Beth!!!), passo a informação importante que ela precisa:  (blogayras do Esmaltaradas, vamos aderir a essa prática, ok?)

*** ESTE ESMALTE NÃO É 3 FREE ***

Essa e outras cores fofas da marca, você consegue encontrar no site da Lady Glam a 3,49.

E na BF de hoje, trago para vocês a novidade da qual falei, quando postei sobre as bolas de lavar roupas…

foto (7)

Esse é o produto que comprei para testar, e que achei bem interessante. Trata-se de um papel que não queima no forno nem na panela da DOVER ROLL.

Ele vem em um rolo de 3 metros, com 40 cm de largura. Mas tem mais estreito, pelo que me lembro (vagamente).

Ele tem uma face brilhosa, e essa é a face que ficará em contato com o alimento, que não gruda no papel.

Eu testei esse produto fazendo hambúrgueres caseiros, e a única gordura que usei foi uma colher de sopa de azeite, que foi incluída nos ingredientes do hambúrguer.

 

foto (6)

Cortei o papel com uma tesoura, de forma que cobrisse confortavelmente o fundo da minha frigidayra, e coloquei os hambúrgueres para fritar. Eu não deveria ter mexido muito com o hambúrguer, que só deve ser virado de lado uma única vez, mas eu estava curiosa por dois bons motivos: o primeiro, para saber se o papel não grudaria mesmo no hambúrguer, e segundo, porque a curiosidade de experimentar meus temperos que trouxe dos States era grande demais. Tanto, que vocês podem observar que na última foto com os hambúrgueres, um desapareceu misteriosamente, huahuahuahuahuahuahu (estava uma delícia!).

Temperos

O produtinho foi aprovado. No final da fritura, o papel ficou só um pouco manchado da queima, e a frigideira, incólume! Maravilha não precisar lavar! Inclusive, nem salpicou gordura nas bordas internas da frigideira e muito menos no fogão, que é o que eu mais tenho preguiça de limpar.

Como eu disse mais acima, esse produto é “o quente” para assados também, segundo a sua indicação. Não experimentei esse papel para assar ainda, mas acredito que deva ser tão prático quanto para fritar. Eu costumava forrar minhas assadeiras com papel laminado, mas o que eu mais detesto nos papéis laminados braseeeleiros é que eles são tão finos, mas tãããão finos, que rasgam só de olhar. E quando eu uso papel laminado para forrar as assadeiras antes de assar, tenho que colocar ele em três dobras, pra resistir à assada. Essa é a melhor forma de não precisar colocar a assadeira de molho pra desgrudar o que assou nela – geralmente gruda tanto que só um despacho na encruzilhada pra soltar do fundo. Odeio lavar coisas difíceis.

E por falar em papel laminado, ele foi um dos itens que eu trouxe dos States. Lá, você encontra papel laminado em espessuras diferentes; do fino (que nem chega perto da finura horrível do braseeeleiro) ao HEAVY DUTY, que é uma folha de alumínio mais grossa, e por consequência, bem mais resistente, que não rasga à toa. Americanos sempre produzem tudo o que há de melhor para facilitar a vida das pessoas.

Se eu fosse ryca, certamente investiria na fabricação de muitos produtos legais que acho lá nos EUA e que nunca vi por estas bandas tupiniquins. Um deles seria o saco plástico de forrar a caixa de areia dos felinos antes de jogar a areia. Ele é um saco rasinho, alguns com alças laterais que você usa para fixar na caixa e depois puxa para fechar e amarrar o saco para ele não abrir depois de recolher a areia da caixa. Outros têm elástico na boca, para fixar na borda da caixa. Com esse saco não é preciso nem lavar a caixa, porque não suja NADA; você só tira o saco com a areia dentro, e voilá! Daí pergunto: por que diabos ninguém nesse país nunca investiu nisso????? Aposto que fabricar sacos plásticos não deve ser tão caro assim. Então, por que ninguém aqui ainda olhou para esse filão maravilhoso, considerando que muiiiiitas pessoas têm gatos, inclusive, mais de um em casa.

Eu me perco naqueles Walmarts da vida que nem quero saber da hora quando estou por lá. Olho produto por produto, e fico babando em tudo o que vejo. Se deixar, trago um contêiner de tralha pra casa!

Então é isso, meninas.

Até a próxima!

Bjus

Adri =D

 

 

Oko-Ball ou Super Bolinha, Você Conhece?

Olá meninas!

Estava proseando com minha mãe ao telefone, falando de um produto muito interessante que comprei no supermercado, e ela rebateu com outra novidade que deixou a minha novidade morrendo de vergonha.

Bem, a minha novidade mostro depois que testar, mas como a dela é infinitamente mais interessante que a minha, eu trago a dela primeiro, antes mesmo de comprar para testar. Eu só vou comentar sobre ela antes de testar, porque minha mãe testou… vou explicar melhor.

Minha mãe foi para a casa do meu irmão em Brasília, e no dia em que ela viajou minha mãe estava com uma calça comprida branca, que de tanto esfrega-esfrega, acabou ficando cinza. E quando ela foi colocar as roupas dela para lavar, minha cunhada, ao invés de colocar sabão na máquina, jogou nela uma “bola de plástico”. Minha mãe, vendo a cena, perguntou cadê o sabão, e minha cunhada explicou que com a tal bola, não seria necessário usar sabão (heim!?!?!?!?!??!).

Art-99-4

Minha cunhada então explicou para minha mãe que já está há algum tempo usando as tais bolas, e que não sabe mais o que é comprar sabão em pó. Minha mãe, é claro, assim como eu, você e qualquer pessoa que ainda não conheça o produto, duvidou categoricamente que uma bola de plástico substituiria o sabão na limpeza das roupas.

Para a surpresa da minha mãe, a calça “cinza” dela saiu branquinha, e só saiu cheirosa por causa do amaciante, que deve ser colocado após retirar as bolas da máquina. Não acreditando no que vira, minha mãe tratou de comprar as delas pela internet (só não disse onde comprou), e disse que o preço de cada uma é 89,00 reais, e que minha cunhada recomendou não comprar as que custam em torno de 30,00 reais porque são imitações “baratas”.

Me sentindo como Wilma Flintstone visitando a casa da Jane Jetson, ou seja, mais pré-histórica e atrasada, impossível, eu resolvi pesquisar melhor sobre o produto.

Ela é uma bola de plástico não tóxico que contém cerâmicas naturais e material magnético no seu interior. Há diversas marcas e formatos, e a que supostamente é a “bola quente”, a original, é a Oko-Ball.

A Oko-Ball foi criada para lavar a roupa sem utilizar detergentes ou outros produtos químicos. Comparando com lavagens normais, a lavagem com Okoball diminui os riscos alérgicos associados aos sabões em pó, elimina os microorganismos, preserva a natureza e ainda proporciona economia, porque se deixa de comprar sabão para lavagem das roupas por pelo menos 3 anos (tempo de vida útil do produto).

O material no interior da bola rompe as combinações de hidrogênio das moléculas da água, para aumentar o movimento molecular. Esta ação confere à água uma grande capacidade de penetração e aumenta o seu poder de lavagem. Além disso, emite íons negativos que fragilizam a aderência da sujeira aos tecidos, para que se separem facilmente, sem utilizar detergente. O material magnético altera a estrutura de anéis pentagonais das moléculas da água para uma nova estrutura hexagonal, que melhora a eficácia do poder de limpeza, uma vez que penetra mais profundamente na sujeira da roupa.

Deve ser usada uma bola para 3 ou 4 kgs de roupa, dependendo do fabricante, para uso doméstico e industrial – serve, inclusive, para lavagem à mão, deixando a roupa de molho com a bola. O material das “bolas” é feito de propileno ecológico e o material no interior são bolinhas dio-cerâmicas e imã. O produto é de fabricação coreana (esses coreanos são demais!!!)

O produto é totalmente ecológico, hipoalergénico e não contaminante. É inofensivo ao meio ambiente, é de fácil utilização e pode ser utilizado em mais de 1000 lavagens. Tem efeito desodorizante e não necessita de água sanitária. Mas quem quiser uma roupa cheirosinha, ele não faz milagre, tem que colocar amaciante APÓS RETIRAR AS BOLAS DO TAMBOR.

A Okoball mantém um Ph de 10, o que equivale ao Ph de um sabão em pó normal. Este Ph é o que permite a eliminação eficaz dos nódulos de gordura. Para melhores resultados (só em casos de roupa extremamente suja), aconselha-se a utilização de cerca de 1/5 do sabão habitual)

Eis um vídeo que mostra como funciona o produto:

O risco que pode existir no uso desse produto é a bola se partir e as bolinhas no interior danificarem a máquina. Mas aparentemente é uma possibilidade a se cogitar somente no final da vida útil do produto.

No entanto, a Federal Trade Commission questiona a veracidade das alegações dos fabricantes sobre o funcionamento do produto, e afirma que as bolas só lavam melhor do que lavar as roupas só com água quente sem sabão, por causa do atrito das bolas com as roupas. A FTC, inclusive, já confrontou algumas empresas sobre o assunto.

Encontrei na internet uma reclamação, sobre o produto da marca Greenvana (Eco Laundry Ball), onde a consumidora disse que o produto não funciona. E após ler as justificativas da loja, que alegou que se a consumidora não seguir as instruções corretamente (deixar a roupa de molho por uma hora (!!!) e usar uma bola para cada 3 quilos de roupa) o produto não funcionará mesmo, fui procurar no site da Greenvana o tal produto, e misteriosamente, ele não está mais sendo comercializado.

Sobre o mesmo produto, há no Yahoo Answers uma pessoa que afirma que usou, e dá detalhes da experiência que teve com a Eco Laundry Ball, demonstrando satisfação com ela (E agora??? O que que a gente deve pensar???).

181030_371731122941853_131701620_n

No Facebook, achei a página de uma tal de Super Bolinha, e sobre este produto, a blogueira Lucy Mizael, do blog Soluções Domésticas (muitíssimo interessante, por sinal) expõe sua experiência com o produto, em detalhes. Confira o post sobre o produto, clicando aqui.

Confesso que depois disso tudo, e principalmente pela experiência vivenciada pela minha mãe, eu estou curiosíssima para experimentar esse trem. Agora tenho que catar pra comprar. Sei que na Europa já vende, então talvez deixe para comprar quando voltar da Itália-Portugal. Pode ser que lá custe mais barato.

Beijos em todas.

Adri =D