Electric Blue – 336 – Kiko

Enfim, não aguentei deixar “azunha” crescerem. Tive que colocar esse esmalte logo, senão iria enfartar. Com vocês, ELECTRIC BLUE, o famoso 336, da Kiko!

Electric Blue - 336 - Kiko

Eu estava mexendo no monte de azuis da Kiko que eu trouxe, quando voltei de viagem da Itália, há duas semanas atrás, e resolvi pôr todos num disco, para ter uma ideia melhor de como são. Obviamente todas aqui sabem que o esmalte no vidro tem uma cor, e depois de seco tem a tendência de ficar mais escuro.

Kiko Blues

Todos os azuis são lindos, mas o 336 desbanca qualquer um deles.

*** ESTE ESMALTE É 3 FREE ***

Electric Blue - 336 - Kiko2

Nem assisto TV, e muito menos sabia que esse azul anda matando muitas do coração, por causa da personagem da atriz Giovanna Antonelli numa novela que nem sei qual é (para vocês verem meu nível de interesse por TV, heheheh).

esmalte-giovanna-antonelli-novela

Não é de hoje, que o 336 assanha a mulherada, e a dificuldade de conseguir esse esmalte o torna praticamente um prêmio de loteria para quem o tem. Sinceramente, não sei se a Hits, fabricante do FRIO NA BARRIGA, esse azul supostamente dupe do 336, conseguiu fazer a cor fiel à do divo italiano. Penso que seja mais claro um pouco…

Electric Blue - 336 - Kiko3

Para conseguir essa cor linda, bastam somente duas camadas, nada mais. Finalizei com Seche Vite e pronto. Ia me esquecendo de dizer que no indicador eu coloquei o novo Sugar Mat da Kiko, que foi da coleção (esgotada) de Natal, o 457, que é o 336 na versão sand e com brilhos!

E não preciso dizer que todo mundo gruda o olho nas minhas unhas quando estou na rua. Ele chama atenção demais. É “chocante”, para quem só está acostumado com vermelhos, nudes e rendas, e é motivo de histeria, para quem adora cores diferentes e curte muito um azul. Ele é diferente de todos os azuis que tenho, e a Nina questionou sobre a semelhança que ele pudesse ter com o Pacific Blue, da Sally Hansen. Ei-la!

Electric Blue x Pacific Blue2

Eu diria que os dois têm a mesma cor, em tonalidades diferentes. O Pacific Blue é praticamente um “pastel” do 336, hehehehe. O Kiko é infinitamente mais vibrante e chegay! É bem mais escuro (e mais lindo) que o SH.

Electric Blue x Pacific Blue

A cor nas fotos está praticamente idêntica à real. Eu não consigo ver diferença, na verdade. É claro que isso depende do monitor de cada uma, mas para vocês terem uma ideia melhor do tom do 336, ele é idêntico ao azul da tampa da caneta Bic!

Me falaram que ouviram dizer que a Kiko estaria por abrir uma loja no Brasil, mas acredito que isso seja mais pura mentira. A KIKO é uma empresa totalmente fechada, que nem franquias tem. Tem mais de 200 lojas, todas na Europa, e nas lojas online, não entrega para nenhuma parte do mundo, que não seja a própria Europa. Pensar em revender seus esmaltes é suicídio. Nem e-mail de contato há no site deles, e quem revende em alguma loja no mundo, é porque foi, ou teve alguém que foi à Europa e os trouxe na mala, como eu fiz.

*** UPDATE ***

Depois de 3 dias, o meu Kiko continuava sem lascas, mas com a superfície arranhada, das tarefas do dia a dia. Então, para dar uma renovada no meu azul belíssimo, resolvi passar uma camada de CINDERELLA SHOES, um indie da Crazy Polish Lady, que é uma cobertura transparente, com glitters hexagonais brancos perolados opacos e glitter “poeirinha” holográfico. Esse esmalte me foi presenteado pela linda Cris, do blog The Clockwise Nail Polish. Achei que ficou fofo!

Cinderella Shoes - CPL

Então é só por hoje, rapaziada! Vou aproveitar o restinho de domingo para trabalhar, como sempre, hehhehehe.

Bom finalzinho de domingo procês!

Bjus

Adri =D

Cabana Boy – Julie G

E aí!?

Hoje trouxe pra vocês um esmalte que me fez lembrar meu divão Throw me Something Purple Please, da Misa (foto abaixo), e também o famoso Violet Periwinkle da Kiko, todos “Blurple”. O esmaltinho de hoje é de uma marquinha que está conquistando meu coração a cada nova cor dele que uso. Este é o CABANA BOY, da Julie G

Blurples

A diferença entre os três não está muito evidente na foto, porque é foto, e câmeras odeiam roxos/azuis ! Mas ao vivo, percebemos que o Julie G é o mais azul dos três, embora ainda sendo um blurple, e o Kiko, enxergo como sendo da mesma cor do Misa, só que um tom ligeiramente mais claro.

Cabana Boy - Julie
Esse esmaltinho só me surpreendeu. Primeiro pela cor, que é de babar, segundo porque tem uma boa cobertura, apesar de serem necessárias duas camadas para cobrir à perfeição. Não lembro como é a cobertura do Misa, mas o Julie G tem cobertura melhor que o Kiko. Terceiro, porque o bichinho seca bem ligeiro, e por último, o brilho mega reluzente dele. Na foto não estou usando top coat. Vejam que brilho de vinil ele tem!

Cabana Boy - Julie3

Eu até vou catar os outros que tenho aqui, da marca, sem ser sand, e usar, para ver se tem os mesmos “adjetivos” do Cabana Boy.  Os sand sei que são lindos demais.

Cabana Boy - Julie2

Esse esmaltinho eu comprei nos Estados Unidos na minha última viagem. A Esmalteria da KK não tem essa cor, mas eu já falei pra KK que é uma cor MUST HAVE. As “azuleiras” precisam ter!

E dona Marylou pediu demissão no trabalho. Quer ter mais tempo para os trabalhos da faculdade, e está cheia de planos para o próximo ano letivo. Estou, por tabelinha, sendo pressionada a ir logo embora do vilarejo, e mais perto dos meus amigos. Acho que só assim a coisa vai andar, hehehehe. Só espero que algum dia EU consiga realizar meus planos!

Então é só por hoje, meninas. Beijocas em todas e um excelente dia!

Adri =D

175 – Dance Legend (update)

Aew!

Estou voltando para os esmaltinhos cheios de efeito. Os dias e noites aqui pela terrinha têm sido mais frios, e eu tenho que aproveitar essas ocasiões para usar esse esmalte, porque no calor não tem graça usá-los.

O esmaltinho de hoje é o 175 da coleção thermo da Dance Legend.

175 - Dance Legend

No princípio, eu passe o esmalte e nem achei lá essas coisas. A cor dele, no calor, é meio indefinida. Não sei se é vermelho ou rosa. E nem mesmo o roxo da pontinha me seduziu.

175 - Dance Legend3

Passei duas camadas do esmalte e mais uma de top coat. Como eu disse aqui, já, o top coat não só não atrapalha em nada no efeito do esmalte, como também acende os brilhinhos que esse esmalte tem. O esmalte mesmo, seca com um acabamento meio emborrachadinho, fosquinho, sei lá. Não fica brilhante.

175 - Dance Legend4

Na foto acima, tirada no sol, vocês podem ver como ele tem brilhos sedutores. Vejam abaixo, mais de pertinho.

175 - Dance Legend7

É claro que ao vivo o brilho seduz muito mais.

Foi só quando ele começou a escurecer com o friozinho que chegava que eu comecei a olhá-lo com outros olhos (apaixonados). A variação de cores pode ser grande, de duas cores em gradiente a cores únicas, todas diferenciadas, de acordo com a temperatura. Quando os dedos ficam meio frios, o degradê fica perfeito! Um loosho só!

175 - Dance Legend5

Na foto acima ele ficou numa cor transitória única, entre o vermelho/rosa e roxo, se, gradiente. Ficou meio vinho. Essa foi tirada na sombra.

175 - Dance Legend8

Já a foto acima, foi tirada no sol. A variação de tons é o que mais encanta. Numa hora está de uma cor, e na outra com uma cor completamente diferente. E foi na foto abaixo que eu cakay, com todos os Cacos.

kermit

175 - Dance Legend6

Estava bem frio na hora que eu tirei essa foto. Já era madrugada, e eu tinha acabado de subir, porque estava numa faina doméstica chata com a cisterna daqui de casa – portanto, tinha molhado as mãos e os dedos estavam gelados com a temperatura fria da madrugada. Já na caminha, pronta para dormir, passei o Bepantol nas cutículas (então, desconsiderem o brilho excessivo do Bepantol na foto). Quando acendi a luz do celular para ver como tinha ficado, sofri o impacto quase mortal: vi como a cor estava liiiiiiiiiiiiinda! Mas infelizmente não tive como tirar essa foto com a câmera, que estava no escritório. Então, a qualidade não ficou “sensa”, porque tirei com o celular mesmo.

Gente, vocês não têm noção do que é essa cor ao vivo, e com os brilhos que tem! Posso dizer com toda certeza que dos térmicos que usei até hoje, da DL, esse foi o mais cacante! O efeito é mais ou menos esse:

OhMyGod

Se você não comprou esse espectáculo, corra e coloque seu nome lá na Esmalteria para ser avisada quando ele retornar ao estoque, porque, é óbvio, ele já acabou, heheheh.

E num update de última hora, mostro para vocês uma carimbada com a DRK-D, em cima desse dyvo:

DRK-D (2)

Bom domingo pra vocês!

Bjus

Adri :)

162 – Dance Legend

Bom dia, amigas!

Hoje continuamos com a saga Dance Legend. E trouxe esta manhã para vocês o 162! (hehehe, agora, com o Crea Nails, tirar e colocar esmalte virou brincadeira de criança! yay!)

162 - Dance Legend5

Este é mais um esmalte térmico. A variação é entre o rosa e roxo. Fica super lindo!

162 - Dance Legend2

Nessa mani usei 3 camadas, porque queria que ficasse bem caprichado. Não que precise… Duas bastam!
162 - Dance Legend4

Infelizmente o clima não estava fresco o suficiente para as pontinhas ficarem mais roxas, mas já dá pra ter uma ideia.

162 - Dance Legend3

O esmalte em si tem um brilhinho bem discretinho, que só aparece mesmo no sol.

162 - Dance Legend

Passei uma camada de Brilho Cristal para finalizar e secar mais rápido. Eu acho que o esmalte mesmo não tem um brilho dos melhores. É passável…

Infelizmente não tem mais dele na Esmalteria da KK, mas fique de olho, porque até onde sei, vai chegar mais.

Bjus e boa sexta pra todas!

Adri :D

Catrice, Genius in the bottle + Tokidoki, Sandy

Oi gurias!

A mani de hoje é o resultado de uma espécie de enquete que fiz no Face. Coloquei a foto com 3 combinações usando o glitter Sandy e pedi pras gurias escolherem qual queriam ver nas unhas. Pra dar um suspense, eu não coloquei quais esmaltes  usei de base. Mas agora que já “saiu o resultado”, deixo pra vocês a foto com a indicação completa dos esmaltes:

Para ajudar na escolha fiz esse vídeo aqui:

A terceira combinação foi a vencedora. Teve o triplo de votos da combinação com Barry M. E a 1ª teve apenas 2 votos.

Primeiro vou mostrar o esmalte de base da combinação vencedora: o Catrice Genius in the bottle. Ele é liiiiiindo!!! Passei duas camadas dele e usei o top coat Extra Life da Revlon. Resolvi passar o top coat porque surgiram algumas malditas bolinhas. Não posso dizer que a culpa é do esmalte… eu estava com a estufa ligada no quarto e acredito que o calor tenha provocado as danadas.

Nas próximas duas fotos, reparem no efeito multichrome fantástico desse esmalte! Eu quase nem gosto dessa cor de multichrome… hehe

O post de hoje é pra cansar vocês de tanto vídeo. Fiz um podrinho pra mostrar mais o efeito do Catrice. Por favor, selecionem o modo HD nos próximos vídeos.

Agora o astro principal do post: o glitter Sandy da Tokidoki. Gurias, ele tem nanoglitter rosa antigo, glitter dourado, filetinhos dourados e filetinhos holos verde/azul.

Passei apenas uma camada do Sandy sobre o Genius in the bottle e, para finalizar, uma camada do top coat Insta-Dri da Sally Hansen.

Como sempre, eu acho que glitter aparece melhor em vídeo (ok, eu não sei fotografar glitter).

Gostaram do Tokidoki?

Beijos! Boa semana a todas!

Nina

S22 – Sexy Bomb

Meu dia hoje começou agitado. Fui levar Mary na aula de piano e depois fui no correio despachar a primeira leva de placas. Depois, peguei Mary e fomos naquele mercado da “vontade do Senhor”, lembram? hehehe

Conto aqui a etapa do mercado porque algo aconteceu. Não engraçado como o caso “da vontade do Senhor”, e sim porque eu quase esganei Gabi. Como é um mercado atacadista, eles não dão sacolinha, e como eu não sabia que iria ao mercado, não levei nenhuma, e as sacolas que estavam vendendo lá eram uma porcaria – a sacola boa estava em falta. Então, resolvi colocar as compras dentro do carrinho, porque no carro eu tinha umas sacolas plásticas lá jogadas que eu poderia usar.

Estava lá eu, cheia de cuidado pra não quebrar as batatinhas chips que eu tanto gosto, o tempo todo cuidando delas como quem cuida de um cristal. Pagamos, e coloquei as batatinhas por cima de tudo no carrinho, e Gabi foi empurrando. Não sei onde essa menina estava com a cabeça (no mundo da lua), que a batatinha se suicidou carrinho abaixo e só ouvi o CREEEEEEEEEEEEEC! Quando vi a batata caindo (em câmera lenta) de cima do carrinho, eu já em desespero comecei a me mexer para correr e acudir a batatinha, mas foi tarde demais; foi muito rápido; a roda do carrinho, que estava pesando 500 quilos, estraçalhou minhas batatinhas. Quase enfartei. Agora dona Mary vai comer farinha de batatinha. Quase sentei uns tapas nela, de raiva, argh! Ela estava pensando na morte da bezerra e não viu que a batata estava prestes a cair. Ainda bem que foi só um saco.

E esta tarde recebi um email de um amigo meu, que viu umas camisetas legais, e disse que se lembrou de mim. Olhem isso! As amantes de gatos aqui vão adorar!

Essas camisetas são da mesma confecção da camiseta lindona que eu comprei em uma lojinha indígena norte-americana lá em Santa Monica, ano passado (abaixo – adoro águias): The Mountain T-Shirt.

Eu achei essa camiseta lindíssima, e comprei outra, de lobos, pra Mary.

Quando eu vi o email do meu amigo, sem saber que era da mesma confecção, eu lembrei logo das que comprei (acima), pois os estilos lembram muito. Depois percebi que eram da mesma confecção e fui fuçar o site deles; descobri tantas camisetas legais! Parece que os animais estão saindo da camiseta, tamanha é a perfeição da profundidade da foto.

Gentem, fala sério! Esse porqueeenho não parece o meu Quindim!?!?!?! Nem preciso dizer que eu comprei essa imediatamente, né? Entrei no site e mandei ver. Cada uma custa 20 dólares, e o frete sai a 17 dólares (mais o IOF do cartão). Tem que ter cartão de crédito internacional para comprar. Mas eu dei uma choradinha e pedi pra KK trazer pra mim, heheheh Amiga é pra essas coisas. Ainda mais que Mary surtou pelo Cougar lá em cima, ao lado do gatinho, então comprei duas camisetas. Pela Gabi eu teria comprado umas 10, mas nem pensar, né?

Para as gateiras de plantão, olhem mais essas:

Lembrei “de vocês tudo”! E por falar em gato, acho que esta vez não escapo. Mary está batendo pé e disse que vai me amarrar e me levar para a feira de adoção de animais que vai rolar aqui em Macaé no próximo sábado. Ela quer porque quer o tal gato. Tenho que me despedir dos porquinhos e da ave.

Ah! Por falar nisso, ela conversou com a Nina pelo MSN e falou sobre a tal gata de 4 meses que ela viu para adoção. E daí a Gabi escreve o seguinte para mim no MSN (PRESTEM ATENÇÃO!)

“Mãe, eu falei com a Nina e ela disse que a gata não vai comer so porquinhos”.

E eu respondi: “Ah, tá certo. Eu acho mesmo que não vai comer porquinhos; vai comer a ave também!”

Aff! Ela morreu de rir. Como vocês podem ver a inversão de duas letrinhas de NADA mudou totalmente o significado da frase.  Ela trocou o OS por SO.

Então, vou lá no sábado pra ver qual é. Não dou certeza de que vou trazer um felino para casa, mas pelo menos vou, para não ser chamada de má depois. De qualquer maneira, se eu porventura acabar não resistindo aos apelos da dona Gabi, eu já falei que EU NÃO LIMPO CACA DE GATO E NEM VOU DAR COMIDA! E se matar as crianças e a ave, eu faço ensopado de gato!

Bem, chega de conversa fiada e vamos ao reloginho de hoje.

Os Sexy Bomb finalmente chegaram ontem. Como eu tirei o lindão Mahogany “dazunha” por causa das carimbadas que dei, resolvi por o dito-cujo hoje.

Vou começar pelo vídeo, para ele já começar a dar a vocês uma ideia do que é esse esmalte.

O dito brilha muito no sol, como diz a Sô, are baba!

Ele só não tem o multicromo tão forte quanto os da Ludurana ou Hits. O Esmalte tem um cintilante muito brilhante que  vai de uma cor de avelã (um cobre claro) até um suave azul, passando por bege e cinza, e um leve esverdeado.

Infelizmente as fotos nunca conseguem captar toda a beleza que os olhos veem. Mas a gente tenta mostrar o que pode, né?

Indiscutivelmente, o que mais chama a atenção é o brilho do cintilante desse esmalte. É um cintilante “granulado”, lindo de desmaiar.

Aqui dá pra ver só um cadim desse efeito “cintilante granulado”  dele.

Aqui milagrosamente uma foto em que consegui captar o azul dele. Ele fica um azul bem mais vivo e escuro que isso, mas sem chance de “pegar” na foto.

Aqui dá pra ver só suavemente o degradê que ele forma de acordo com a posição. Como não tinha luz incidindo diretamente, as cores ficaram todas “acanhadas”.

Aqui é como ele aparece praticamente o tempo todo; é a condição “normal” dele. Eu passei o “nosso” Brilho Cristal de sempre nele, e confesso estar com peninha de tirar o esmaltinho. Mas amanhã vou ver se consigo mais umas carimbadas da C para testar, e ele inevitavelmente vai dançar.

A KK mandou para mim também o emborrachante da Essence. Vou ver se faço testes amanhã também para mostrar para vocês.

Bem, meninas, é isso aí. Nos encontramos novamente amanhã!

Bisus

Adri =)))

Pyxis – Big Universo

Suspiros. Foi o que aconteceu quando peguei esse esmalte na mão. Eu já tenho uma queda “penhasquenta” por esmaltes marrons, mas esse me tirou do sério. O Pyxis, da Big Universo, é cacantésimo, porque além de ser marrom, ele tem microbrilhos cor de cobre.

Eu, que nunca tinha tido um Big Universo antes, estou lavando a minha burrinha, desde que fiz umas compritchas na Meu Vício e Mary trouxe uns lá do Rio. Estou achando tudo nesse esmalte ótimo: as cores, o preço, a quantidade que vem no vidro, e até mesmo o pincel, que não é achatado, mas o comprimento do cabo é perfeito, proporcionando uma ótima pegada.

Uma camada bem generosa cobre bem, mas eu precisei passar duas vezes, porque eu fiz esmaltação americana, então ficou ruim uma passada só porque ficou a marca do pincel, já que pra esmaltação americana a gente tem que passar devagarinho perto da cutícula para não borrar a pele.

Depois que passei o Brilho Cristal, também da Big Universo, o top coat fez os microbrilhos “gritarem”. Realçou muito mais, e, como eu já disse no Face, estou totalmente IN LOVE com esse top coat. De todos os nacionais que já experimentei, ele sem dúvida foi o melhor, até agora, na minha opinião. Nem o Risqué do vidro roxinho da linha Technology eu achei tão bom, já que ele encolhe os esmaltes à bessa. E o Brilho Cristal não encolheu NADA, secou rápido e deixou o esmalte “vitrificado”. Um espetáculo!

 

E ainda sobre o Brilho Cristal, não tenho certeza se o vidrão com 120 ml que eles vendem é o mesmo produto. Perguntei lá no Face deles, mas não responderam ainda.

Virei fã da BU, ainda mais pelo excelente atendimento, no envio de um pincel novo. Estão realmente de parabéns!

E agora, vou mostrar para vocês os esmaltinhos que meu manim troxe pra mim dos States. Muitas já viram lá no Face, mas para quem não tem Face, aí vão (sempre da esquerda para a direita):

How Cute is That e Nonfat Soy Half Caff (Sephora) e Violet Femmes, Hit the Brakes e Your Fly’s Down (Spoied)

Studs & Stilettos e Cover me in Petals (Sephora) e Watch Your Language, My Silicone Popped e Cougar Attack (Spoiled)

Plenty of Fish in the Sea, 2 Weeks Sober, Pumping Gas, Club Rat e Thanks a Latte (Spoiled)

I Tripped on the Carpet, I’m So Jaded, Distant Memory, Daddy’s Credit Card e Let’s Get Sushi (Spoiled)

E o pincel desses esmaltes, ó! UMA COISA! Fantásticos!

Como vocês podem ver, o pincel está do ladinho da caneta, para vocês verem o tamanho. É bem largo, com cerdas macias, e arredondado. Para esmaltação americana é perfeito, porque acompanha o contorno da cutícula. Apaixonei!!!!

KK, amiga, pode trazer um montão que eu quero mais! huauhauhauhahu As cores são bastante interessantes, e para um esmalte relativamente barato, fiquei bem surpresa. São 14,8 ml de esmalte, com cores super cacantes, pincel escandalosamente maravilhoso e preço super fantástico. O que podemos querer mais???

Ah, e vocês verão que o vermelho na primeira foto está sem “rótulo”, porque o esmalte vazou e eu fui limpar com acetona. Saiu tudo, inclusive o “rótulo”, heheheheh. Ponto negativo para o esmalte (o único, até agora).

Bem, kidas, vou engajar novamente no “trabaio” aqui, que a situación tá feia pro meu lado, hehehehe

Vou curtir esses maravilhosos 18 graus, e tomar um chocolatinho caliente, daqui a pouco! Hoje no almoço rolou sopinha de ervilhas! hmmmmmmmmmmmmmmmm

Beijocas, kidas!

Adri =)))

Dancing Shoes – Dare to Wear by LeChat

Oi gurias!

O esmalte de hoje é um escândalo de lindo. Se preparem porque o post vai ser cheio de fotos e vídeos. E nem assim vocês vão conseguir ter a real noção do quão cacante ele é. Postei um dos vídeos no grupo do Brechó da KK há alguns dias atrás, e foi um surto coletivo… as gurias todas pirando e desejando um DTW pra chamar de seu, hehe. Eu, que quase não gosto de provocar, fiquei realizada com o surto todo, uahauhauha. #malvada

O Dancing Shoes fecha com duas camadas generosas, mas eu preferi usar um esmalte de fundo, pra poder passar apenas uma do DTW. Como esmalte de base eu usei o Color Club Emerald Dephts, que foi o que eu achei que mais combinava com o Dancing Shoes. Infelizmente eu não fotografei ele sozinho, pois como era só pra servir de fundo pro DTW eu passei apenas uma camada, que cobriu mais ou menos, mas foi o suficiente para o que eu precisava.

O Dancing Shoes faz parte da coleção Disco Tech da Dare to Wear by LeChat, que tem mais cinco cores e um top coat. Ele tem glitters holográficos, hexagonais de dois tamanhos e de fitinhas. Pra vocês entenderem o que estou dizendo, eis o supermacro do vidrinho:

É ou não é um escândalo?!

Com esse monte de glitter, é de se esperar que não fique liso, né?! Pra resolver esse “problema”, eu passei duas camadas da Base Glitter da 5Cinco e mais uma camada do top coat da Ideal. Talvez eu tenha exagerado na dose, hehe. Acho que poderia ter sido só uma camada de cada top coat.

O danado do esmalte brilha muito, coisa de louco mesmo. A sorte é que passei nas unhas das mãos, porque se fosse nas dos pés eu certamente teria tombos dignos de concurso pra contar, hehe.

Vamos às fotos! Lembrando que elas não reproduzem nem 50% da beleza do Dancing Shoes. Aliás, a coleção inteira é um arraso!

O Color Club sozinho também é muito lindo. Outro dia posto só ele.

Pra tentar mostrar melhor a loucura toda que ficou essa mani, fiz esses filminhos aí abaixo. Eles mostram uns 80% do que esse esmalte é na realidade.

Esse primeiro vídeo foi feito logo que eu terminei a esmaltação, meio na euforia, então vocês perdoem o estado das cutículas e a qualidade meia boca do vídeo, ok? Esse foi o causador do surto coletivo no grupo do Brechó no Facebook, hehe

Já o segundo foi feito na manhã seguinte à esmaltação, com a cabeça mais no lugar, hehe, pois na noite em que esmaltei eu fiquei meio louca/sem noção, hehe.

Fiquei uns três dias com essa mani, e morri de dó na hora de tirar, mas a fila precisa andar. Para remover essas muitas camadas de esmaltes, eu usei a técnica do papel alumínio. Não vou dizer que saiu fácil como qualquer outro esmalte, mas também não foi nada terrível. Só sei que quando terminei de tirar, tinha glitter holográfico espalhando por toda a mesa, uahauhauhahau.

Pra hoje era isso gurias. Quem quiser garantir um DTW (ou a coleção completa) é só correr no Brechó da KK.

Beijos,
Nina

Skinny Jeans – Ciaté e desenho C1 da placa DRK-B

Oi gurias!

O esmalte de hoje é chiquérrimo, vindo “das Europa”, hehe. Ganhei dois Ciaté de presente da esposa do meu primo (obrigada Mi!). Jamais imaginei ter um Ciaté, imagina dois! E nas cores que mais amo: azul e verde!

O vidrinho (“inho” é modo de dizer, porque tem 13,5 ml de esmalte) é um charme, com um lacinho muito fofo. Não resisti e, em todas as fotos do esmalte sozinho, dei um um jeito do vidro aparecer, uahauhauah.
A qualidade deles é muito boa: pigmentação ótima, brilho que dispensa top coat e pincel achatado. Precisa mais?

As cores que ganhei são Skinny Jeans (o azul do post de hoje) e Ditch the Heels:

A minha escolha pra estreia com os Ciaté foi – óbvio – o azul, Skinny Jeans.

A cor desse esmalte não é nem um pouco comum. Não vi nada na minha “caixinha” de esmaltes que se pareça com ele. E eu teeenho esmaltes azuis na coleção, hehe. E conforme o tipo de iluminação o tom do azul muda, ficando mais escuro ou mais claro. Surpreendente pra um esmalte cremoso. Como eu disse, esse não é um esmalte comum, hehe (e nem poderia, é um Ciaté!).

Morta de pena de ter de tirar o esmalte, resolvi “renovar” a mani usando um dos desenhos da placa DRK-B, o C1. Gurias, não entrem em surto. Essa minha placa B é da primeira amostra, que veio por engano como se fosse a segunda amostra, e as meninas me deram uma lá no encontrinho. Não é a versão definitiva, de tal forma que vocês não precisam espernear, ficar bravas com KK ou Adri, nem me invejar, ok?

Para carimbar usei o esmalte prata da linha Impala Chromo. Como top coat usei o amado Invincible Dry Fast Top Coat. O desenho vocês podem ver na primeira tirinha que a Adri liberou, e que pode ser visto no álbum de fotos da DRK-B lá no face das Esmaltaradas.

Pra quem se apaixonou pelo Ciaté, é possível adquirir os produtos da marca direto no site da Ciaté que, pasmem, entrega no Brasil.

Quanto à placa, os desenhos estão liiiindos. Amei esse geométrico.

Fiz outra combinação com esse Ciaté, mas isso é assunto pra outro post. ;)

Apesar de não ter relação alguma com esmaltes, não resisti e tive que compartilhar com vocês esse vídeo fofo que vi hoje, já que temos muitas esmaltaradas “gateiras”, hehe.

.

Beijos,
Nina

Throw Me Something Purple Please – Misa


Apertem os cintos, meninas, pois este é um post cacante!!!!

A KK já tinha me falado da beleza desse esmalte, e quando estive na casa dela da última vez, ela me mostrou o dito. Olhei para o vidro, concordei que a cor era muito linda, e joguei na “sacolinha”. Trouxe para casa e o deixei no cantinho dele, esperando o dia dele chegar.

Hoje eu resolvi pintar com um azul, e olhei para ele de novo. Ele é um azul levemente roxo, suuuuper cremoso. Preparei tudo, sentei e comecei. Gente do céu, quando eu dei a primeira pincelada, caquei freneticamente. Não sabia se cacava por causa da cor, linda, maravilhosa, estonteante, esplendorosa, apaixonante, surtante, cacante, delirante, enlouquecedora, suspirante e todos os outros adjetivos que possam surgir, ou se cacava por causa da única camada que cobriu lindamente minhas unhas. Gentem, o pigmento desse esmalte é uma coisa fantástica; tão fantástica, que eu já experimentei para carimbar, e passou no teste com honras.

A cor do esmalte fica tão linda nas unhas, tãããããããão linda, que eu quase bati com o carro, dirigindo e olhando para as unhas iluminadas pelo sol – me esqueci da vida, apaixonada pela cor. Passou a ser um THE BEST da minha coleção. Agora, está atrás somente do DV8 da China Glaze. Eu usei o Fenix da Saloon só em duas unhas, quando o comparei com o Summer Violet da Petrizzio com ele. Eu nem lembrava mais disso (alô Dory!). Apesar de eu ter gostado muitíssimo da cor, ela é bem mais clarinha, e não chama a mesma atenção que o Misa chama. Vejam os dois juntos.

Ele seca super rápido. Depois da camada única do Misa, passei o Seche Vite, porque não vivo sem ele. O bicho ficou tão brilhante e tão mais lindo, que eu realmente entendo perfeitamente como se pode bater com o carro olhando para ele ao invés de olhar para a rua.

Como eu vi uns reloginhos de um azul parecido com o carimbo de borboletinha C3 da DRK-A, eu cometi o PECADO MORTAL de carimbar esse lindão…Me arrependi, apesar de ter achado lindo. Mas é realmente um pecado carimbar esse azul tão extraordinário.

Sinceramente, não sei se a KK ainda tem esse lindão para vender. Mas se tiver ainda, tenho certeza que vai acabar em um piscar de olhos, porque, se tem alguém aqui que gosta de azul, SUPER RECOMENDO que assalte um banco, se for preciso, mas não deixe de comprar esse esmalte. Você não vai se arrepender!!!! Se jogue e se afogue nesse bonitão!

Beijos, meninas. Bom findi pra vocês!

Adri =)))